Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Energia solar deve trazer mais de R$ 50,8 bilhões de investimentos no País este ano

Energia solar deve trazer mais de R$ 50,8 bilhões de investimentos no País este ano

13/01/2022 Divulgação

Segundo a entidade, setor fotovoltaico deverá gerar mais de 357 mil novos empregos em 2022 e proporcionar uma arrecadação de mais de R$ 15,8 bilhões aos cofres públicos.

Energia solar deve trazer mais de R$ 50,8 bilhões de investimentos no País este ano

Projeções da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) apontam que, somente em 2022, a fonte solar fotovoltaica deverá gerar mais de 357 mil novos empregos, espalhados por todas as regiões do País. Segundo a avaliação da entidade, os novos investimentos privados no setor poderão ultrapassar a cifra de R$ 50,8 bilhões em 2022, somando os segmentos de geração distribuída (sistemas em telhados, fachadas de edifícios, terrenos, propriedades rurais e prédios públicos) e geração centralizada (grandes usinas solares).
 
Pela análise da ABSOLAR, serão adicionados mais de 11,9 gigawatts (GW) de potência instalada, somando as usinas de grande porte e os sistemas de geração própria de energia elétrica. Isso representará um crescimento de mais de 91,7% sobre a capacidade instalada atual do País, hoje em 13,0 GW. As perspectivas para o setor são de chegar ao final de 2022 com um total acumulado de mais de 747 mil empregos no Brasil desde 2012, distribuídos entre todos os elos produtivos do setor.
 
A maior parcela destes postos de trabalho deverá vir do segmento de geração própria de energia solar, que serão responsáveis por mais de 251 mil empregos neste ano. Dos R$ 50,8 bilhões de investimentos previstos para este ano, a geração distribuída corresponderá a cerca de R$ 40,6 bilhões.
 
Para a geração própria de energia solar fotovoltaica, a ABSOLAR projeta um crescimento de 105,0% frente ao total já instalado até 2021, passando de 8,3 GW para 17,2 GW. Já no segmento de usinas solares de grande porte, o crescimento previsto será de 67,8%, saindo dos atuais 4,6 GW para 7,8 GW.
 
A entidade projeta, ainda, que o setor solar fotovoltaico brasileiro será responsável por um aumento líquido na arrecadação dos governos federal, estaduais e municipais de mais de R$ 15,8 bilhões este ano. Isso contribui para o fortalecimento dos orçamentos públicos e a prestação de melhores serviços para a sociedade brasileira. O valor já contabiliza a economia dos consumidores em suas contas de eletricidade, mostrando que o benefício econômico do setor é favorável também para o poder público.
 
Segundo a ABSOLAR, 2022 poderá ser o melhor ano da energia solar na história do Brasil desde 2012, com o maior crescimento do mercado e do setor na última década. De acordo com análise da entidade, a geração própria de energia cresce a passos largos e deverá praticamente dobrar a potência operacional anualmente instalada, uma vez que a recente sancionada Lei nº 14.300/2022 irá impulsionar a demanda do mercado. Além disso, o aumento nas tarifas de energia elétrica segue com tendências de elevação, pesando no bolso do consumidor que procurará uma solução para diminuir as despesas.
 
Já na geração centralizada, o forte crescimento de mercado previsto é impulsionado principalmente pelo avanço da fonte solar no chamado Ambiente de Contratação Livre (ACL) de energia elétrica, que deverá ser responsável pela maior parcela das grandes usinas previstas para entrar em operação comercial no ano de 2022.
 
Para o CEO da ABSOLAR, Rodrigo Sauaia, este deverá ser o ano mais radiante já registrado para o mercado solar fotovoltaico brasileiro. “A solar é a fonte renovável mais competitiva do País e uma verdadeira alavanca para o desenvolvimento econômico, social e ambiental, com geração de emprego e renda, atração de investimentos, diversificação da matriz elétrica e benefícios sistêmicos para todos os consumidores brasileiros".

Para mais informações sobre Energia Solar clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: TOTUM Comunicação



Energia solar ultrapassa 17 GW e mais de R$ 90 bilhões em investimentos no Brasil

Desde 2012, setor gerou mais de 514 mil empregos e evitou a emissão de 25,5 milhões de toneladas de CO2 na geração de eletricidade.

Energia solar ultrapassa 17 GW e mais de R$ 90 bilhões em investimentos no Brasil

Por que as energytechs são tão importantes para o mercado e o planeta?

A chamada revolução energética contribui para o surgimento de startups voltadas para o mercado de energia.

Por que as energytechs são tão importantes para o mercado e o planeta?

Automação na mineração: os desafios do setor

Várias inovações digitais estão sendo implementadas em muitas operações de mineração em todo o mundo.

Automação na mineração: os desafios do setor

Energia solar passa termelétrica e se torna 3ª maior fonte brasileira

Dados são da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica.

Energia solar passa termelétrica e se torna 3ª maior fonte brasileira

Geração instantânea de energia eólica no Nordeste tem novo recorde

Dados foram apurados pelo ONS e ainda estão sendo validados.

Geração instantânea de energia eólica no Nordeste tem novo recorde

Eficiência energética pode reduzir até US$ 650 bilhões por ano as contas domésticas

Eficiência em energia ajudaria combater crise energética, pressões inflacionárias e o aumento das emissões de gases de efeito estufa.

Eficiência energética pode reduzir até US$ 650 bilhões por ano as contas domésticas

Geladeiras devem exibir hoje nova etiqueta de eficiência energética

Etiqueta indica diferença de consumo de até 30% entre produtos.

Geladeiras devem exibir hoje nova etiqueta de eficiência energética

Os desafios do Brasil para expansão do hidrogênio verde

No último dia 18 de maio, o ministro do Meio Ambiente, Joaquim Leite, anunciou a publicação do decreto 11.075, de 19/5/22, que regulamenta o mercado de carbono no Brasil.

Os desafios do Brasil para expansão do hidrogênio verde

Privatização da Petrobras: uma proposta promissora para o mercado nacional

Muitas cartas estão em jogo com a mais recente intenção de acelerar a privatização da Petrobras em meio a um choque nos preços dos combustíveis.

Privatização da Petrobras: uma proposta promissora para o mercado nacional

Aneel reajusta bandeiras tarifárias em até 64%

Consumidores não pagarão mais porque bandeira está verde.

Aneel reajusta bandeiras tarifárias em até 64%

Como economizar energia durante os dias mais frios

O Brasil vive estiagem mais severa dos últimos 91 anos.

Como economizar energia durante os dias mais frios

Gigante mundial quer construir cinco usinas solares em Minas Gerais

Shell prevê investimentos em energia renovável nas regiões Norte, Noroeste e Central do estado.

Gigante mundial quer construir cinco usinas solares em Minas Gerais