Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O futuro da independência energética

O futuro da independência energética

28/10/2021 Jose R. Iampolsky

A possibilidade de gerar energia própria em nossas casas, escritórios, hotéis e hospitais é algo bastante atraente do ponto de vista econômico e ambiental.

O futuro da independência energética

Ainda mais se observarmos que em todos os lugares do planeta está havendo um aumento no uso de eletricidade, o que por si só pode causar sobrecarga nas redes de eletricidade dos lugares. 

Muito disso está ligado às condições climáticas extremas, afinal, com a média de temperatura do planeta aumentando a cada ano, as fontes de energia hidráulica tendem a sofrer grandes crises com o tempo. Sem falar da necessidade que as pessoas vão ter de refrigerar seus ambientes por meio do aparelho de ar condicionado, um dos equipamentos que mais consomem energia.

Atualmente existem diversas inovações no campo de geração de eletricidade com o objetivo de incentivar a independência energética, tanto de indivíduos como de entidades. A energia solar, por exemplo, ganhou muita força com os anos, e por mais que seja um investimento custoso, a longo prazo ela é uma ótima opção para quem quer gerar sua própria eletricidade.

Porém, não existe apenas esta opção de forma isolada, é possível contar também com sistemas locais, que funcionam 24 horas por dia, e fornecem refrigeração, calor e energia, de forma combinada. Essa tecnologia funciona por meio de microturbinas eficientes, elas podem substituir caldeiras e condicionadores de ar tradicionais em edifícios residenciais multifamiliares, edifícios públicos, hotéis, hospitais e escritórios.

Ou seja, não são geradores de emergência, mas sim sistemas que produzem a energia de forma integral, e isso impacta no custo benefício de um investimento.  As vantagens do sistema são reduzir os custos de eletricidade e garantir maior aquecimento nos edifícios de modo a oferecer resistência a quedas de energia.

Então, de certa forma, os investimentos nesse tipo de tecnologia são a compra da eletricidade e não do equipamento que produz ela. De forma geral essa seria uma tecnologia que permitiria reduzir os preços na hora de comprar ou alugar imóveis. Se pensarmos que à medida em que o consumo de eletricidade aumenta e os cortes de energia vem sendo cada vez mais comuns em todo o mundo, então a adoção formas de garantir a independência energética da sociedade é mais do que um ponto a ser pensado, é uma obrigação.

* Jose R. Iampolsky é CEO da Paris Condomínios, empresa criada em 1945 para administrar condomínios e alugueis. 

Para mais informações sobre Eletricidade clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Vervi Assessoria



Vai fazer decoração natalina? Confira dicas para evitar acidentes com a rede elétrica

A atenção deve ser redobrada para que não ocorram acidentes, envolvendo a eletricidade.

Vai fazer decoração natalina? Confira dicas para evitar acidentes com a rede elétrica

Cemig abre chamada pública de “Eficiência Energética 2021”

Serão disponibilizados R$ 140 milhões para substituição de equipamentos e instalação de fontes incentivadas.

Cemig abre chamada pública de “Eficiência Energética 2021”

Minas isenta tributos para importação de equipamentos de energia solar e eólica

A medida garante aos projetos instalados em território mineiro acesso a bons fornecedores de componentes.

Minas isenta tributos para importação de equipamentos de energia solar e eólica

Usinas solares de grande porte atingem 4 GW e R$ 21,3 bilhões de investimentos no Brasil

Desde 2012, os empreendimentos fotovoltaicos geraram mais de 120 mil empregos acumulados e equivalem hoje a 2,2% da matriz elétrica no País,

Usinas solares de grande porte atingem 4 GW e R$ 21,3 bilhões de investimentos no Brasil

Inteligência Artificial: um novo patamar para o gerenciamento de energia

Gerenciamento de energia, eficiência energética, redução de custos, maior produtividade....

Inteligência Artificial: um novo patamar para o gerenciamento de energia

Risco de apagão. Mais um desafio

O Brasil vive, no ano de 2021, a maior seca em mais de 100 anos.

Risco de apagão. Mais um desafio

Horário de verão não resulta em economia de energia, aponta estudo do MME

Medidas adotadas são suficientes para os períodos seco e úmido

Horário de verão não resulta em economia de energia, aponta estudo do MME

Eficiência Energética em Ferrovias

O setor ferroviário brasileiro, representado por sua indústria e pelas concessionárias de transporte de passageiros e de carga, encontra-se em permanente desenvolvimento tecnológico.

Eficiência Energética em Ferrovias

Fonte solar atinge marca histórica de 11 gigawatts no Brasil, celebra ABSOLAR

Desde 2012, setor já atraiu mais de R$ 57,2 bilhões em novos investimentos e gerou mais de 330 mil empregos acumulados no País.

Fonte solar atinge marca histórica de 11 gigawatts no Brasil, celebra ABSOLAR

Heineken facilita acesso à energia verde para bares e restaurantes

Meta é alcançar 50% dos pontos de venda da marca no Brasil, até 2030.

Heineken facilita acesso à energia verde para bares e restaurantes

Belo Horizonte ganha projeto de energia solar em estação de ônibus

Módulos fotovoltaicos flexíveis da L8 Energy foram instalados na estação tubo da UFMG, em Belo Horizonte, em iniciativa de sustentabilidade.

Belo Horizonte ganha projeto de energia solar em estação de ônibus

Cientistas desenvolvem tecnologia de energia eólica inédita no Brasil

Grupo da UFSC é pioneiro nesse tipo de estudo na América Latina.

Cientistas desenvolvem tecnologia de energia eólica inédita no Brasil