Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Como lidar com cadelas e gatas prenhas

Como lidar com cadelas e gatas prenhas

05/10/2017 René Rodrigues Junior

A gestação é um momento muito especial para fêmeas de qualquer espécie.

 No caso das cadelas e gatas, não poderia ser diferente: requer cuidados específicos e uma mudança brusca na rotina dos pets, desde o início do cio até o parto. Para entender como isso ocorre, é fundamental que os donos tenham conhecimento de algumas informações, principalmente sobre a alimentação.

O período do cio ocorre nas cadelas de pequeno porte e de grande porte, respectivamente, a partir do sétimo mês e do primeiro ano de vida. Já para as gatas, essa etapa chega a partir do sexto mês. Para ambas espécies, a duração do cio é de 21 dias.

Outra semelhança entre as duas fêmeas está no tempo da gestação, que dura aproximadamente dois meses e pode ser dividida em duas etapas. A primeira engloba os primeiros 40 dias, quando ocorre a formação básica dos fetos, dos órgãos, do sistema neural etc. Nesta fase, é essencial que o dono mantenha um equilíbrio nutricional e sempre ofereça água fresca.

Já na segunda etapa (os últimos 20 dias), é quando ocorre o desenvolvimento do feto, que cresce cerca de 75%.

Durante o período de gestação, é importante que o dono ofereça uma alimentação com maior teor de energia, minerais e vitaminas o que normalmente se faz com um alimento para filhotes. Mas, atenção, não é indicado a suplementação de cálcio, porque isso pode causar hipocalcemia pós parto – ou seja, deficiência de cálcio provocando convulsões nas fêmeas durante ou logo após o parto.

Outra dica importante é controlar o peso das cadelas e gatas durante a gestação. É natural que, com a alimentação mais frequente, elas ganhem alguns quilos, no entanto isso não pode ultrapassar os 30% do peso anterior à prenhez. Assim como é com as mulheres, engordar demais pode prejudicar no momento do parto e a saúde dos pets no futuro.

Portanto a suplementação utilizando um alimento para filhotes nas cadelas prenhes é indicado a partir do 400 dia de gestação, quando ocorre o maior ganho de peso (crescimento fetal). Já nas gatas prenhes o aumento do peso é linear, durante toda gestação, fazendo necessário a introdução do novo alimento a partir do cruzamento. A reserva de energia acumulada na gata durante o início da gestação será fundamental para a produção de leite adequado para amamentar seus filhotes. O alimento para filhotes, tanto na cadela quanto na gata, deve se estender até o desmame do último filhote.

Por fim, com a proximidade do nascimento do filhote, o dono precisa se preparar para presenciar comportamentos diferentes e, até, estranhos das mamães. As cadelas normalmente ficam bem mais quietas e podem, por exemplo, “roubar” roupas e tecidos para fazer ninhos; enquanto as gatas ficam menos sociáveis e tentam se esconder a todo momento. Tudo isso, é claro, faz parte da natureza dos animais.

* René Rodrigues Junior é médico veterinário da Magnus, fabricante de alimentos para cães e gatos.



Como proteger meu pet do calor?

O verão está chegando e algumas cidades brasileiras já registram temperaturas acima dos 28 graus.

Como proteger meu pet do calor?

Cães podem comer açúcar?

Veterinário diz que tipo de alimentos adocicado os cães podem consumir.

Cães podem comer açúcar?

Pesquisa revela que permitir pets nos escritórios ajuda a reter e atrair talentos

Dos empregadores ouvidos, 87% dizem conseguir reter e atrair mais talentos por serem “pet friendly”.

Pesquisa revela que permitir pets nos escritórios ajuda a reter e atrair talentos

Pets na empresa? Eles podem ajudar na produtividade e reduzir o estresse

De olho no aumento da produtividade de seus colaboradores, empresas permitem visitas de pets em dias preestabelecidos.

Pets na empresa? Eles podem ajudar na produtividade e reduzir o estresse

“Cães obesos vivem menos”

Quase 60% dos cachorros sofrem com o sobrepeso e, consequentemente, com as doenças decorrentes da obesidade.

“Cães obesos vivem menos”

Os mitos sobre gatos e gestantes

Gestantes podem continuar dividindo as emoções com seus gatinhos sem medo.

Os mitos sobre gatos e gestantes

Você sabia que seu pet pode doar sangue?

Especialista explica a importância do procedimento e alerta para a necessidade de promover essa atitude que salva vidas.

Você sabia que seu pet pode doar sangue?

“Os cachorros realmente amam seus donos”, diz especialista

Os animais percebem seus tutores como membros da família, mesmo sabendo diferenciar humanos de outros cães.

“Os cachorros realmente amam seus donos”, diz especialista

Confira 6 dicas para proteger os pets durante o inverno

Para amenizar o desconforto dos animais de estimação na época mais gelada do ano, veterinário lista quais são os pontos que demandam mais atenção.

Confira 6 dicas para proteger os pets durante o inverno

Mitos e verdades sobre pulgas e carrapatos

Estes parasitas representam uma preocupação constante e são uma dor de cabeça para donos de cães e gatos.

Mitos e verdades sobre pulgas e carrapatos

Pets: Você sabia que seu cãozinho pode doar sangue?

Especialista explica a importância do procedimento e alerta para a escassez de doadores e a necessidade urgente de promover essa atitude que salva vidas.

Pets: Você sabia que seu cãozinho pode doar sangue?

Cães auxiliam crianças e adultos com deficiências

Além dos alunos da APAE, a terapia com animais também é utilizada para tratamento contra o câncer, doenças cardíacas, estresse, depressão e paralisias.

Cães auxiliam crianças e adultos com deficiências