Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Cuidados essenciais com o cachorro no fim do ano

Cuidados essenciais com o cachorro no fim do ano

07/12/2019 Divulgação

Um guia com as principais dicas para garantir que o seu filhote de quatro patas tenha um Natal e um Ano Novo seguros.

Cuidados essenciais com o cachorro no fim do ano

Fim do ano é época de confraternizações e encontros que, em geral, envolvem comida, bebida, decoração e barulho. É também um período no qual as atenções com os cachorros devem ser redobradas para evitar contratempos e garantir que eles aproveitem a temporada de festas da melhor maneira possível. Pensando nisso, Thaís Matos, veterinária da DogHero , maior empresa de serviços para pets da América Latina que, através do site e app, conecta quem tem animal de estimação a uma comunidade de passeadores, pet sitter e anfitriões escolhida a dedo, montou um guia de cuidados para ajudar os papais e mamães de filhotes de quatro patas a se prepararem para a fase festiva e garantirem um fim de ano sem sustos para eles e para os seus cãezinhos. Confira abaixo:

1 - Cuidado com os fogos de artifício

Embora encantem os humanos, eles são bastante assustadores para os cachorros. Isso porque os cães têm o ouvido mais sensível que o nosso e ouvem mais alto. Assustados com o som, eles podem começar a babar, se esconder, tremer e até tentar fugir. Para evitar esse cenário, não solte fogos na sua casa e esteja por perto do seu filhote de quatro patas durante a queima de fogos para tranquilizá-lo. Além disso, é recomendado também que você:

- Feche portas e janelas perto da hora da virada e coloque uma música alta;
- Caso os fogos começam e ele continue ouvindo, faça festa, como se fosse uma comemoração;
- Ofereça petiscos ou brinquedos que ele adora;
- Não se mostre preocupado com o medo dele e se mostre no controle da situação;
- Não pegue-o no colo mesmo que ele peça, pois isso demonstra que ele está em situação de perigo

2 - Atenção para rotas de fuga!

Levando em consideração a movimentação e barulho típicos do período, as chances do seu cãozinho tentar fugir são altas. Por isso, mantenha portas e portões sempre fechados e peça para que todos que passarem pela sua casa sigam a mesma instrução. Cuidado também com janelas, frestas e qualquer outro pequeno espaço aberto. Para você, pode não ser nada de mais, mas para o cachorrinho pode ser a oportunidade ideal de escapar.

3 - Fique de olho no que ele come

Como no final de ano as refeições acabam sendo feitas em família ou amigos, e nem todos sabem dos riscos que compartilhar pratos humanos pode trazer aos cãezinhos, é importante redobrar os cuidados. Ingerir alimentos diferentes do que ele está acostumado pode fazer o seu cachorro vomitar, sofrer uma intoxicação ou ter reações mais graves. Se isso acontecer, leve-o imediatamente ao veterinário. Abaixo, seguem exemplos de produtos típicos das refeições de ano-novo que fazem mal ao cãozinho e que, portanto, devem ser evitados:

Uvas e uvas passas (inclusive in natura);
Chocolate;
Macadâmia;
Caroço de ameixa;
Caroço de pêssego;
Cebola;
Carnes temperadas

4 - Atenção também ao que ele bebe

Assim como as comidas humanas, as bebidas alcoólicas são um risco para os animais de estimação. Ou seja: tome cuidado na hora de abrir espumantes e outras bebidas que podem sujar o chão. Desse modo, você evita que o cãozinho tenha fácil acesso a elas. Lembre-se também de ficar atento ao comportamento dele durante as festas e, caso note algo estranho, procure ajuda de um veterinário imediatamente.

5 - Decoração não é comida, nem brinquedo

A decoração de Natal é colocada em dezembro, mas só sai de cena em janeiro. Por isso, durante o período, é preciso ter atenção redobrada. Luzes, aparelhos eletrônicos e pisca-pisca (que causam choques!) chamam a atenção dos peludos e envolvem energia elétrica, baterias e outros materiais perigosos. Portanto, evite deixar objetos como esses ao alcance dos animais de estimação. Além disso, outros materiais usados para montar a decoração, como plantas, podem ser tóxicos para os pets. Um exemplo é a planta bico-de-papagaio, tipicamente usada na decoração de Natal.

6 - Evite deixar o cachorro estressado

Festas em família, reencontro com amigos e outras situações fora da rotina típicas do fim do ano e podem deixar os cães estressados ou nervosos. Por isso, tente evitar ao máximo tirar o seu cãozinho da própria rotina para garantir uma passagem de ano tranquila para ele. Também fique de olho nas crianças, pois elas podem querer abraçar e brincar com o cãozinho, mas, pelo contexto todo, ele pode, inclusive, ficar arisco. Respeite o espaço do seu filhote de quatro patas e deixe-o separado caso ele demonstre medo ou incômodo com a movimentação na sua casa.

7 - Não esqueça de dar atenção para o seu filhote

Muitas vezes, por conta da movimentação do final do ano, o cãozinho pode ser deixado de lado e receber menos atenção do que antes. Em uma época com tantas situações delicadas e estressantes para os peludos, procure não descuidar das suas necessidades, como brincar, passear. Afinal, ele merece!

Fonte: Fala Criativa



Raiva Canina: vamos falar sobre essa doença fatal?

Agosto se aproxima e com ele a campanha de vacinação contra a raiva - vírus quase 100% letal.

Raiva Canina: vamos falar sobre essa doença fatal?

Pets exóticos precisam de cuidado redobrado no inverno

Baixas temperaturas podem causar desconforto e doenças.

Pets exóticos precisam de cuidado redobrado no inverno

10 dicas para receber um novo pet em casa

Veterinária orienta sobre cuidados que os tutores devem ter em mente ao receber um cão ou gato em casa.

10 dicas para receber um novo pet em casa

As raças de cães mais populares em 2019 no Brasil

Cães sem raça definida são a preferência do brasileiro.

As raças de cães mais populares em 2019 no Brasil

O inverno e os pets: combinação perigosa

Veterinária dá dicas de como proteger os animais de estimação nesses dias mais frios.

O inverno e os pets: combinação perigosa

Pets na quarentena: saiba como mantê-los ativos e saudáveis

Cuidados redobrados com a higiene do pet e dos brinquedos estão entre as recomendações.

Pets na quarentena: saiba como mantê-los ativos e saudáveis

Coronavírus em pets: o vírus reage da mesma forma que em humanos?

Aprenda os cuidados básicos com os pets em meio à pandemia.

Coronavírus em pets: o vírus reage da mesma forma que em humanos?

Dicas simples para adaptar seu gato ao ambiente doméstico

Pouca gente conhece, mas existem técnicas eficientes para condicionar um gato.

Dicas simples para adaptar seu gato ao ambiente doméstico

Check-up pode prolongar a vida dos pets e gerar economia para o seu bolso

Os bichinhos de estimação são parte da família e aumentar a expectativa de vida desses amigos de quatro patas é uma preocupação do dia a dia.

Check-up pode prolongar a vida dos pets e gerar economia para o seu bolso

Startup lança aplicativo de prestação de serviços para o mercado pet

My Pet My Life foi desenvolvido para intermediar a relação entre o consumidor e estabelecimentos do setor que oferecem produtos e serviços para os animais de estimação.

Startup lança aplicativo de prestação de serviços para o mercado pet

10 curiosidades que você provavelmente não sabe sobre os gatos

De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação, o mercado pet brasileiro é o segundo maior do mundo em faturamento, atrás apenas da China.

10 curiosidades que você provavelmente não sabe sobre os gatos

Planos de saúde para pets, vale a pena ter um?

O gasto dos brasileiros com a saúde de seus animais de estimação ultrapassa 2 mil reais por ano.

Planos de saúde para pets, vale a pena ter um?