Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Doença silenciosa: especialista alerta para a doença renal nos gatos

Doença silenciosa: especialista alerta para a doença renal nos gatos

18/06/2019 Da Redação

A doença renal crônica (DRC) é um mal silencioso e progressivo, que afeta os gatos mais velhos, mas pode aparecer em qualquer idade.

Doença silenciosa: especialista alerta para a doença renal nos gatos

50% dos felinos com mais de 12 anos são acometidos por alguma doença renal e, infelizmente, os sintomas podem aparecer quando os rins já estão com mais de 75% das funções comprometidas. Quem alerta é o médico veterinário Thiago Marçal, especialista técnico da Nutrire.

“A doença renal crônica (DRC) é um mal silencioso e progressivo, que afeta os gatos mais velhos, mas pode aparecer em qualquer idade. As complicações variam de acordo com o estágio da doença e a prevenção ainda é o melhor remédio”, explica o veterinário. Como a DRC não tem cura, o que se faz com os tratamentos disponíveis é garantir qualidade de vida aos pacientes. “Todos os animais precisam ir ao médico ao menos duas vezes ao ano, os pets acima dos oito anos necessitam de acompanhamento médico a cada quatro meses”, conta.

São essas idas ao veterinário que garantem a descoberta precoce da doença”, diz Dr. Thiago. Segundo o especialista, é preciso estar atento às reações dos felinos, como o emagrecimento repentino e a perda de apetite. O aumento do consumo de água é um dos sintomas mais comuns em gatos com problemas renais. Consequentemente, é possível verificar também o aumento do volume da urina. “Se o animal apresenta letargia, depressão e se movimenta pouco também pode ser que esteja desenvolvendo a doença”, explica.

Os vômitos aparecem em estágios mais avançados e podem definir o tipo de tratamento, que vai desde medicamentos até internação com hemodiálise. “Se o animal faz exames de sangue e de imagem regularmente, muito dificilmente chegará de surpresa ao estágio avançado da DRC, visto que os níveis da creatinina, aliados a outros fatores, normalmente apresentam elevação. Além disso, as ecografias e ressonâncias mostram perfeitamente o estado de preservação dos rins e se os mesmos apresentam algum sinal de desgaste. O conjunto desses dois elementos é a segurança de que o pet está sendo monitorado constantemente", alerta.

Além das idas frequentes ao veterinário, Dr. Thiago indica que o tutor fique de olho no consumo de água e na alimentação do seu felino. “A ingestão da água é uma das formas de retardar a doença. Vasilhas ou fontes em diferentes locais da casa podem motivar o pet a beber mais ainda quando jovem - o que faz toda diferença na fase adulta e idosa do animal. A alimentação precisa ser balanceada, com fonte de proteína de alta qualidade e níveis controlados de fósforo, magnésio e sódio”, conta.

Fonte: Nutrire



Pets: Você sabia que seu cãozinho pode doar sangue?

Especialista explica a importância do procedimento e alerta para a escassez de doadores e a necessidade urgente de promover essa atitude que salva vidas.

Pets: Você sabia que seu cãozinho pode doar sangue?

Cães auxiliam crianças e adultos com deficiências

Além dos alunos da APAE, a terapia com animais também é utilizada para tratamento contra o câncer, doenças cardíacas, estresse, depressão e paralisias.

Cães auxiliam crianças e adultos com deficiências

Férias com o melhor amigo! Veja dicas para viajar com os pets em segurança

Para Jorge Morais, fundador da Animal Place, cães e gatos podem ser incluídos nos passeios, mas alguns cuidados são importantes para evitar problemas.

Férias com o melhor amigo! Veja dicas para viajar com os pets em segurança

Como fazer um cantinho para pets em sacada de vidro?

Já pensou em ter animais de estimação em apartamento, mas desistiu porque tem pouco espaço?


Pets no condomínio: como conquistar um ambiente saudável para todos

Especialista em comportamento animal dá dicas de como criar um animal de estimação da melhor forma e sem incomodar os vizinhos.

Pets no condomínio: como conquistar um ambiente saudável para todos

Pet x alergia: isso pode dar certo?

Especialista garante que com adaptações no ambiente domiciliar é possível controlar as alergias e ter um animal de estimação.

Pet x alergia: isso pode dar certo?

Como escolher a ração ideal para o seu cão

A chegada de um animalzinho de estimação é só felicidade para a família.

Como escolher a ração ideal para o seu cão

Animais enxergam as cores de maneira diferente do ser humano

Para que um animal possa perceber as inúmeras cores, precisa ter pelo menos duas classes diferentes de células sensíveis à cor em seu olho.

Animais enxergam as cores de maneira diferente do ser humano

Cães e gatos também passam pela adolescência, explica especialista

Acredite: animais também têm adolescência e podem passar por essa fase difícil com rebeldia.

Cães e gatos também passam pela adolescência, explica especialista

Condomínio não pode proibir morador de ter animal de estimação

Decisão recente da 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça determinou que condomínios não podem proibir a criação de animais de quaisquer espécies em unidades autônomas.

Condomínio não pode proibir morador de ter animal de estimação

Toxoplasmose é mesmo uma doença causada pelo gato?

Veterinário alerta sobre o risco de contrair a doença em lugares públicos e dá dicas para viver sem medo com o pet.

Toxoplasmose é mesmo uma doença causada pelo gato?

Adoção de um animal implica em responsabilidade

Os pets estão se tornando cada vez mais presentes na sociedade.