Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Pets no condomínio: como conquistar um ambiente saudável para todos

Pets no condomínio: como conquistar um ambiente saudável para todos

18/06/2019 Da Redação

Especialista em comportamento animal dá dicas de como criar um animal de estimação da melhor forma e sem incomodar os vizinhos.

Pets no condomínio: como conquistar um ambiente saudável para todos

Um dos fatores que influência na adoção de um animal de estimação é a moradia, já que nas grandes cidades a maioria das pessoas vive em prédios ou condomínios residenciais que possuem algumas regras internas e não dispõem de espaços muito amplos. No entanto, existem algumas formas de amenizar as adversidades e proporcionar um lar saudável e seguro para os animais. Seguir as normas pré-estabelecidas, como o uso de coleiras e guias nas áreas  comuns, pet no colo ao acessar os elevadores, usar saídas de serviço, entre outras, é fundamental. Além disso, o veterinário Jorge Morais, fundador da rede Animal Place lista mais algumas dicas que vão garantir o bem-estar dos bichinhos.

Zero sedentarismo ou estresse

A principal dica é induzir a prática de exercícios físicos, seguindo uma rotina de acordo com o tipo e a raça do animal. No caso de cachorros de grande e pequeno porte, é fundamental levá-los para passear de uma a duas vezes por dia e, se possível, aproveitar o momento para estimular o contato com outros animais. Já os gatos, embora sejam aparentemente bem diferentes, seguem com a mesma prática, já que qualquer pet pode desenvolver fobias e depressão se permanecerem por muito tempo trancados dentro de casa. Inclusive, quando acostumados desde pequenos, os felinos adquirem o hábito de passear com seus donos usando guia, sem medo ou agressividade.

Livre do estresse, o pet dificilmente irá incomodar os vizinhos com choros, latidos ou miados excessivos.

Segurança em primeiro lugar

Instalar redes de proteção também é um cuidado essencial na hora de trazer o pet para casa, pois o mantém fora de perigo e o deixa seguro para correr e brincar pelo ambiente doméstico. Além disso, é preciso levar em consideração que nos animais podem  escapar e importunar outros moradores.  Tutores de gatos devem ficar ainda mais atentos. “É  preciso verificar de tempo em tempo se o gato não está roendo a tela, pois alguns felinos fazem isso”, alerta o veterinário.

 Comportamento e higiene

As necessidades fisiológicas dos pets também costumam ser motivo de discórdia entre moradores de condomínios, afinal ninguém quer chegar em casa e encontrar xixi de cachorro bem em frente à sua porta. Uma das dicas do veterinário para driblar a questão é ensinar o pet a fazer as necessidades dentro de casa, além de evitar encrenca com quem mora ao lado, o comportamento é mais saudável para os bichinhos. “Não é recomendado fazer as necessidades fora do lar por causa da dependência que é criada entre tutor e o cão. Imprevistos acontecem e o animal pode ficar segurando o xixi e cocô por muito tempo, em situações em que o dono esteja impossibilitado de acompanhar. Isso pode facilitar doenças como, por exemplo, infecções urinárias”, finaliza.

Fonte: Animal Place e Markable



Pets: Você sabia que seu cãozinho pode doar sangue?

Especialista explica a importância do procedimento e alerta para a escassez de doadores e a necessidade urgente de promover essa atitude que salva vidas.

Pets: Você sabia que seu cãozinho pode doar sangue?

Cães auxiliam crianças e adultos com deficiências

Além dos alunos da APAE, a terapia com animais também é utilizada para tratamento contra o câncer, doenças cardíacas, estresse, depressão e paralisias.

Cães auxiliam crianças e adultos com deficiências

Férias com o melhor amigo! Veja dicas para viajar com os pets em segurança

Para Jorge Morais, fundador da Animal Place, cães e gatos podem ser incluídos nos passeios, mas alguns cuidados são importantes para evitar problemas.

Férias com o melhor amigo! Veja dicas para viajar com os pets em segurança

Como fazer um cantinho para pets em sacada de vidro?

Já pensou em ter animais de estimação em apartamento, mas desistiu porque tem pouco espaço?


Doença silenciosa: especialista alerta para a doença renal nos gatos

A doença renal crônica (DRC) é um mal silencioso e progressivo, que afeta os gatos mais velhos, mas pode aparecer em qualquer idade.

Doença silenciosa: especialista alerta para a doença renal nos gatos

Pet x alergia: isso pode dar certo?

Especialista garante que com adaptações no ambiente domiciliar é possível controlar as alergias e ter um animal de estimação.

Pet x alergia: isso pode dar certo?

Como escolher a ração ideal para o seu cão

A chegada de um animalzinho de estimação é só felicidade para a família.

Como escolher a ração ideal para o seu cão

Animais enxergam as cores de maneira diferente do ser humano

Para que um animal possa perceber as inúmeras cores, precisa ter pelo menos duas classes diferentes de células sensíveis à cor em seu olho.

Animais enxergam as cores de maneira diferente do ser humano

Cães e gatos também passam pela adolescência, explica especialista

Acredite: animais também têm adolescência e podem passar por essa fase difícil com rebeldia.

Cães e gatos também passam pela adolescência, explica especialista

Condomínio não pode proibir morador de ter animal de estimação

Decisão recente da 3ª Turma do Superior Tribunal de Justiça determinou que condomínios não podem proibir a criação de animais de quaisquer espécies em unidades autônomas.

Condomínio não pode proibir morador de ter animal de estimação

Toxoplasmose é mesmo uma doença causada pelo gato?

Veterinário alerta sobre o risco de contrair a doença em lugares públicos e dá dicas para viver sem medo com o pet.

Toxoplasmose é mesmo uma doença causada pelo gato?

Adoção de um animal implica em responsabilidade

Os pets estão se tornando cada vez mais presentes na sociedade.