Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Saiba tudo sobre intervenção assistida por animais

Saiba tudo sobre intervenção assistida por animais

23/12/2016 Da Redação

Você já ouviu falar em IAA (Intervenção Assistida por Animais) ou mais conhecida como “cãoterapia”?

Os animais com certeza são reconhecidos como símbolos de amor e amizade e, nos últimos anos, vêm crescendo novas funções para os pets: a terapia, atividade ou educação assistida por animais. Essas iniciativas levam os animais para o centro de transformação nos tratamentos de pacientes com doenças graves, comportamentais ou transtornos em geral.

“Existem, na verdade, os dois tipos de projetos: um em que o cão é utilizado como uma ferramenta no tratamento de pacientes, dentro de um consultório de psicologia, por exemplo, e outro em que são organizadas atividades em grupos, onde animais visitam casas de repouso e hospitais”, diz Leonardo Ogata, parceiro da COMAC (Comissão de Animais de Companhia) do SINDAN e fundador da Tudo de Cão, empresa especializada em adestramento e treinamento de animais.

A terapia assistida com animais é comum em casos como autismo, tratamentos com idosos e crianças, transtornos alimentares e cognitivos comportamentais (dependências químicas, hiperatividade, entre outros). Com um contato mais próximo, as pessoas conseguem criar vínculos e desenvolver melhorias em seu estado físico/mental, diminuir níveis de estresse, aumentando a socialização com outras pessoas, a adesão ao tratamento e até aliviando o sofrimento de sua condição.

No Brasil, a prática vem crescendo e diversas ONGs têm aplicado esses programas em hospitais pediátricos, clínicas de repouso e clínicas para dependentes químicos para que desenvolvam sentimentos de afeto e carinho, diminuam o estresse e assim respondam melhor ao tratamento.

Este trabalho é constantemente realizado com cães que possuem treinamentos específicos, adestramento compatível, vacinas em dia e com personalidade própria para lidar com todos os tipos de pessoa, desde crianças a idosos. Para participar destes projetos, os animais são submetidos a avaliações de estresse e comportamento, a fim de que interajam e convivam pacificamente com outros indivíduos. “O nosso papel na Tudo de Cão é analisar o perfil do animal e aprova-los antes que realizem as atividades”, diz o especialista.

Existem algumas raças que possuem um perfil mais próximo ao que se busca em uma terapia, como: Golden Retriever, Labrador, Bernese Mountain Dog, e também os SRDs. Segundo Ogata, “não é só a raça que conta, vários fatores da personalidade do animal são analisados e temos muitos animais sem raça definida que são aprovados no processo”.

A prática beneficia não somente os humanos, mas também os animais que estão sempre em contato com outras pessoas, mantendo-se ativos e sociáveis com outros pets e humanos. “Esses são momentos muito especiais para os cães. Mas é necessário que se tenha uma avaliação completa do seu perfil para que saibamos se realmente será positivo para ele”, completa Ogata.

E se você quiser saber se o seu cão é apto para essas atividades, fique atento a algumas dicas:

- Leve seu pet ao veterinário com frequência. O estudo Árvore de Valor da COMAC mostra que a média de visitas ao veterinário é de apenas duas vezes ao ano, em cães e gatos. Se você quer deixar seu pet preparado para as atividades assistidas, o acompanhamento veterinário é fundamental.

- Esteja preparado caso o perfil do seu cão não seja o mais adequado para a terapia assistida com humanos, afinal, eles também têm suas personalidades próprias.

- Lembre-se que a atividade deve também ser prazerosa para os animais e caso o perfil dele não seja escolhido, prefira passear em locais abertos, parques e, com certeza, o seu cão estará mais feliz.

- Realize os testes com seu cão e promova um momento alegre para ele. Esta fase é essencial para analisar seu perfil.



Como proteger meu pet do calor?

O verão está chegando e algumas cidades brasileiras já registram temperaturas acima dos 28 graus.

Como proteger meu pet do calor?

Cães podem comer açúcar?

Veterinário diz que tipo de alimentos adocicado os cães podem consumir.

Cães podem comer açúcar?

Pesquisa revela que permitir pets nos escritórios ajuda a reter e atrair talentos

Dos empregadores ouvidos, 87% dizem conseguir reter e atrair mais talentos por serem “pet friendly”.

Pesquisa revela que permitir pets nos escritórios ajuda a reter e atrair talentos

Pets na empresa? Eles podem ajudar na produtividade e reduzir o estresse

De olho no aumento da produtividade de seus colaboradores, empresas permitem visitas de pets em dias preestabelecidos.

Pets na empresa? Eles podem ajudar na produtividade e reduzir o estresse

“Cães obesos vivem menos”

Quase 60% dos cachorros sofrem com o sobrepeso e, consequentemente, com as doenças decorrentes da obesidade.

“Cães obesos vivem menos”

Os mitos sobre gatos e gestantes

Gestantes podem continuar dividindo as emoções com seus gatinhos sem medo.

Os mitos sobre gatos e gestantes

Você sabia que seu pet pode doar sangue?

Especialista explica a importância do procedimento e alerta para a necessidade de promover essa atitude que salva vidas.

Você sabia que seu pet pode doar sangue?

“Os cachorros realmente amam seus donos”, diz especialista

Os animais percebem seus tutores como membros da família, mesmo sabendo diferenciar humanos de outros cães.

“Os cachorros realmente amam seus donos”, diz especialista

Confira 6 dicas para proteger os pets durante o inverno

Para amenizar o desconforto dos animais de estimação na época mais gelada do ano, veterinário lista quais são os pontos que demandam mais atenção.

Confira 6 dicas para proteger os pets durante o inverno

Mitos e verdades sobre pulgas e carrapatos

Estes parasitas representam uma preocupação constante e são uma dor de cabeça para donos de cães e gatos.

Mitos e verdades sobre pulgas e carrapatos

Pets: Você sabia que seu cãozinho pode doar sangue?

Especialista explica a importância do procedimento e alerta para a escassez de doadores e a necessidade urgente de promover essa atitude que salva vidas.

Pets: Você sabia que seu cãozinho pode doar sangue?

Cães auxiliam crianças e adultos com deficiências

Além dos alunos da APAE, a terapia com animais também é utilizada para tratamento contra o câncer, doenças cardíacas, estresse, depressão e paralisias.

Cães auxiliam crianças e adultos com deficiências