Portal O Debate
Grupo WhatsApp

28,5 % não compensa a inflação

28,5 % não compensa a inflação

28/05/2007 Sylvia Romano

Coitadinhos dos nossos políticos e ministros, que irão receber somente 28,5% de aumento nos seus já polpudos salários...

É um desaforo que todos nós brasileiros temos de engolir e principalmente o grupo dos aposentados que vão ter de se contentar com os míseros 3,3% de esmola que receberam.

Que País é este, onde o ministro da fazenda sai falando que o seu salário é irrisório e que não poderá comemorar com os jornalistas o seu pequeno aumento, pois o que recebe é muito pouco. Será ele não tem vergonha de enfrentar a turma dos miseráveis assalariados brasileiros, que estão à míngua, lutando para manter ou conseguir qualquer emprego com salários cada vez mais ultrajantes?

Será que ele não tem vergonha de enfrentar os empresários e empreendedores cada vez mais endividados? Que estão tentando a qualquer maneira manter as portas abertas de suas “firmas”, pois nem mais empresas são, em razão de arcarem com a maior taxa de impostos da atualidade mundial. Isto sem falar novamente dos aposentados, morrendo à míngua a cada dia.

Que Brasil é este, que falta ética, vergonha e seriedade. É um deboche total. Só o poder importa, e a maioria de quem o detém, não está a altura do cargo que ocupa e nem sabe honrar o posto que tem.

Infelizmente nesta nossa sociedade atual, só pode pensar em estabilidade financeira hoje e no futuro, quem for político, banqueiro ou ladrão. São todos farinha do mesmo saco, como diziam nossos antepassados.

Que pena, um País como o nosso abençoado por Deus, acabar na mão de quem acabou.

* Sylvia Romano é advogada trabalhista, responsável pelo Sylvia Romano Consultores Associados, em São Paulo.



Cada um no seu quadrado e todos produzindo…

Muito oportunas as observações do Prof. Ary Oswaldo Mattos Filho, de que em vez dos simples projetos que visam reforçar o caixa da União – como a alteração no Imposto de Renda ora em tramitação pelo Congresso – o país carece de uma verdadeira reforma tributária onde fiquem bem definidos os direitos e obrigações da União, Estados e Municípios.


Você já respirou hoje?

Diagnóstico e tratamento corretos salvam vidas na fibrose cística.


Jogos para enfrentar a crise

O mundo do trabalho nunca mais será o mesmo.


O trabalho de alta performance no Hipismo

O que os atletas precisam para o desempenho perfeito em uma competição? Além do treinamento e esforços diários, eles precisam estar em perfeita sintonia com o corpo e a mente.


Bons médicos vêm do berço

Faz décadas assistimos a abertura desenfreada de novas escolas médicas, sem condição de oferecer formação minimamente digna e honesta.


Wellness tech e a importância da saúde mental dentro das organizações

A pandemia de covid-19 impactou a vida de todos nós, pessoal e profissionalmente.


Manifestações do TDAH

Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade em adultos e crianças.


Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.


Desafios para a Retomada Econômica

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior.


Setembro Amarelo: é preciso praticar o amor ao próximo

Um domingo ensolarado é um dia perfeito para exercitar a felicidade, passear no parque, levar as crianças na piscina ou encontrar os amigos com seus sorrisos largos e escancarados.


Setembro Amarelo: é preciso ter ferramentas para lidar com o mundo

No semáforo, a cor amarela é frequentemente associada com desaceleração. O motorista precisa reduzir a velocidade ou até mesmo parar.