Portal O Debate
Grupo WhatsApp

5 motivos para não usar o WhatsApp em vendas

5 motivos para não usar o WhatsApp em vendas

10/05/2016 Jaques Grinberg

Estamos em um momento que é preciso inovar para vender mais.

5 motivos para não usar o WhatsApp em vendas

Os clientes querem ser surpreendidos e buscam agilidade. As informações surgem de forma instantânea, as novidades chegam rápido. A ansiedade em esperar a resposta de uma carta escrita e postada nos Correios é coisa do passado, hoje, se a resposta demorar cinco motivos ou mais gera a mesma expectativa que antigamente podia demorar até meses.

Alguns vendedores já estão adotando ferramentas e aplicativos de mensagens instantâneas para a comunicação com os seus clientes. Excelentes ferramentas disponíveis e sim, os clientes recebem e leem.

O perigo surge quando acontece o primeiro ruído na comunicação. Nas minhas palestras e aulas falo muito sobre a importância do relacionamento entre vendedores e clientes através de uma boa comunicação. Em um relacionamento pessoal, quando surge algum ruído na comunicação, surge a “DR” (discutir o relacionamento). Quando surge um ruído entre o vendedor e o cliente, a negociação é prejudicada.

Em uma venda presencial é comum acontecer ruídos durante uma venda – um relacionamento – agora, imagine em uma venda via WhatsApp! O cliente pode ler e interpretar o texto como ele desejar, no tom que ele quiser. Uma palavra digitada errada, é possível perder o cliente para sempre.

Veja cinco motivos para não usar o WhatsApp para vender.

1º Uso de Grupos
Quando cria-se um grupo no WhatsApp, todos podem e irão escrever. O risco de gerar discussões ou o grupo perder o foco é quase 100%. Cuidado!

2º Conteúdo
Cuidado com imagens, com o direito autoral do conteúdo. Também precisamos ter cuidado com “memes”, assuntos diversos e polêmicos. O cliente pode aplicar uma arapuca, iniciando um assunto polêmico como por exemplo sobre futebol, religião ou política. E o que fazer? Imagine o risco!

3º Mão de obra
Quando inovamos usando por exemplo o WhatsApp para vender, os clientes acham que estamos disponíveis 24 horas por dia e sete dias por semana. Sim, eles tem razão. Afinal é uma ferramenta instantânea e o cliente consegue visualizar se a mensagem foi entregue e recebida e se sim, irá aguardar uma resposta instantânea. Você estará preparado e disponível 24 horas por dia?

4º Começou, não tem volta
Se você divulgar esse serviço de atendimento e relacionamento com os clientes, não terá volta. Depois de iniciado é difícil desistir, mesmo que dê errado.

5º Ligação via WhatsApp
Por diversos motivos e o principal por economia, os clientes podem e irão ligar via aplicativo. A sua internet 3G ou 4G está preparada para atender com qualidade estas ligações? Uma ligação de péssima qualidade aumenta as chances de ruídos na comunicação e o cliente pode ficar irritado, procurando o concorrente por insatisfação.

Em resumo, o que parece ajudar pode prejudicar e reconquistar clientes que desistem por alguma falha na comunicação é mais difícil do que conquistar novos clientes.

* Jaques Grinberg: Empreendedor, coach, palestrante, consultor e sócio em quatro empresas.



Gestão empresarial e perspectivas para 2022

Após mais um ano de pandemia, a alta administração das empresas priorizou a sobrevivência enquanto teve de lidar com expectativas frustradas.


O que a pandemia nos ensinou sobre fortalecer nossas parcerias

A pandemia da COVID-19 forçou mudanças significativas na operação de muitas empresas.


O barulho em torno do criado-mudo

Se você entrar agora no site da Amazon e escrever (ou digitar) “criado-mudo”, vai aparecer uma resposta automática dizendo que você não deve usar essa expressão porque ela é racista.


Reputação digital: é possível se proteger contra conteúdos negativos

O ano é 2022 e há quem pense que a internet ainda é uma terra sem lei. A verdade é que a sociedade avançou e o mundo virtual também.


Questão de saúde pública, hanseníase ainda é causa de preconceito e discriminação

Desde 2016, o Ministério da Saúde realiza a campanha Janeiro Roxo, de conscientização sobre a hanseníase.


Desafios para o Brasil retomar o rumo

A tragédia brasileira está em cartaz há décadas.


Mortes e lama: até quando, Minas?

Tragédias no Brasil são quase sempre pré-anunciadas. É como se pertencessem e integrassem a política de cotas. Sim, há cotas também para o barro e a lama. Cota para a dor.


Proteção de dados de sucesso

Pessoas certas, processos corretos e tecnologia adequada.


Perspectivas e desafios do varejo em 2022

Como o varejo lida com pessoas, a sua dinâmica é fascinante. A inclusão de novos elementos é constante, tais como o “live commerce” e a “entrega super rápida”.


Geração millenials, distintas facetas

A crise mundial – econômica, social e política – produzida pela transformação sem precedentes da Economia 4.0 coloca, de forma dramática, a questão do emprego para os jovens que ascendem ao mercado de trabalho.


Por que ESG e LGPD são tão importantes para as empresas?

ESG e LGPD ganham cada vez mais espaço no mundo corporativo por definirem novos valores apresentados pelas empresas, que procuram melhor colocação no mercado, mais investimentos e consumidores satisfeitos.


O Paradoxo de Fermi e as pandemias

Em uma descontraída conversa entre amigos, o físico italiano Enrico Fermi (1901-1954) perguntou “Onde está todo mundo?” ao analisarem uma caricatura de revista que retratava alienígenas, em seus discos voadores, roubando o lixo de Nova Iorque.