Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A chegada aos 50 anos – a caminho da melhor idade!

A chegada aos 50 anos – a caminho da melhor idade!

17/09/2013 Lisia Beraldo

Outro dia no Facebook eu gostei de uma frase engraçada...

“Acordei...levantei os braços...mexi os joelhos...virei o pescoço...tudo fez: creeeeec.... Conclusão: Não estou velha, estou crocante!”

Por curiosidade olhei a palavra envelhecer no dicionário e fiquei indignada com o que li: tornar-se velho, tornar-se desusado ou inútil, ultrapassado, obsoleto.

Mas eu não me sinto assim! Como eu, existem diversas pessoas que não se sentem velhas, obsoletas,ultrapassadas.

Aos quarenta já vemos os sinais que o corpo já não é mais o mesmo. Cabelo branco, rugas de expressão, flacidez e outros. Aos cinquenta esses sinais somam-se a mais alguns.

Mas a nossa mente não acompanha o corpo. Ainda mantemos em nosso subconsciente aquela vitalidade de antes. Temos como missão de matar o mito que depois dos cinquenta estamos velhos.

Hoje podemos atrasar esse relógio interno cuidando do corpo e principalmente da mente.

Para isso devemos ler muito, praticar exercícios, manter a mente ocupada, ver lugares diferentes, fazer cursos, namorar, dançar, ter curiosidade em aprender coisas diferentes e cuidar da alimentação.

Somos o resultado do que pensamos e vivemos. O poder da mente é a maior ferramenta que dispomos para materializar e alcançar sonhos. Mentalizar, visualizar, traçar planos na conquista de um futuro melhor. Acreditar e ter fé. A nossa conduta em relação à vida é que vai fazer a diferença. Se você quer uma vida com qualidade e envelhecimento saudável seja otimista. Trabalhe seu lado espiritual.

Eu, por exemplo, resolvi criar o site da Beneficio Intelectual e escrever temas que levem as pessoas a refletir sobre como podemos transformar nossos sonhos em realidade, inspirar e motivar a refazer planos e escolher um caminho com mais otimismo e vontade de viver.

Utilize o que o tempo te deu de melhor: a sabedoria. Todos vão envelhecer um dia. E para aqueles que não sabem ver a beleza das rugas, problema deles. A hora de cada um vai chegar. Para cada ano que conquistamos, novos desafios aparecem. Nosso país está precisando mudar o modo de encarar as pessoas maduras e experientes.

E quanto ao dicionário vamos reinventar: envelhecer - torna-se sábio, torna-se cheio de conhecimento, experiente.

Afinal o coração e alma não têm rugas e muito menos o nosso humor. É vivendo que se envelhece. E chegar aos sessenta será uma recompensa!



O Brasil enfrenta uma crise ética

O Brasil atravessa uma crise ética. É patente a aceitação e banalização da perda dos valores morais evidenciada pelo comportamento dos governantes e pela anestesia da sociedade, em um péssimo exemplo para as futuras gerações.

Autor: Samuel Hanan


Bandejada especial

Montes Claros é uma cidade de características muito peculiares. Para quem chega de fora para morar lá a primeira surpresa vem com a receptividade do seu povo.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


Eleições para vereadores merecem mais atenção

Em anos de eleições municipais, como é o caso de 2024, os cidadãos brasileiros vão às urnas para escolher prefeito, vice-prefeito e vereadores.

Autor: Wilson Pedroso


Para escolher o melhor

Tomar boas decisões em um mundo veloz e competitivo como o de hoje é uma necessidade inegável.

Autor: Janguiê Diniz


A desconstrução do mundo

Quando saí do Brasil para morar no exterior, eu sabia que muita coisa iria mudar: mais uma língua, outros costumes, novas paisagens.

Autor: João Filipe da Mata


Por nova (e justa) distribuição tributária

Do bolo dos impostos arrecadados no País, 68% vão para a União, 24% para os Estados e apenas 18% para os municípios.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Um debate desastroso e a dúvida Biden

Com a proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para novembro deste ano, realizou-se, na última semana, o primeiro debate entre os pleiteantes de 2024 à Casa Branca: Donald Trump e Joe Biden.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Aquiles e seu calcanhar

O mito do herói grego Aquiles adentrou nosso imaginário e nossa nomenclatura médica: o tendão que se insere em nosso calcanhar foi chamado de tendão de Aquiles em homenagem a esse herói.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Falta aos brasileiros a sede de verdade

Sigmund Freud (1856-1939), o famoso psicanalista austríaco, escreveu: “As massas nunca tiveram sede de verdade. Elas querem ilusões e nem sabem viver sem elas”.

Autor: Samuel Hanan


Uma batalha política como a de Caim e Abel

Em meio ao turbilhão global, o caos e a desordem só aumentam, e o Juiz Universal está preparando o lançamento da grande colheita da humanidade.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


De olho na alta e/ou criação de impostos

Trava-se, no Congresso Nacional, a grande batalha tributária, embutida na reforma que realinhou, deu nova nomenclatura aos impostos e agora busca enquadrar os produtos ao apetite do fisco e do governo.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil