Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A Inquisição no Brasil e as Freiras Emparedadas

A Inquisição no Brasil e as Freiras Emparedadas

14/03/2008 Sylvia Romano

O período da inquisição, um dos mais negros da humanidade, que teve seu início no século XVI e término por volta de 1820 — portanto somente dois anos antes da chegada da família real ao Brasil —, manchou a história da Igreja Católica para sempre.

Com a abertura recente dos arquivos daquela época, o Vaticano tenta mostrar, de certa forma, que a igreja hoje é mais liberal, assumindo com isso os erros do passado, o que é uma atitude muito louvável.

Com a divulgação esta semana da descoberta de duas múmias de freiras em um Mosteiro de São Paulo — múmias estas em uma posição, digamos, muito suspeita, pois as duas estavam abraçadas, uma com a aparência de resignação e a outra, com a boca aberta, denotando sufocação pela falta de ar, o que indica que podem ter sido sepultadas vivas —, leva-me a imaginar o que sofreram estas mulheres e o que aconteceu para estarem juntas na morte, permanecendo seus corpos mumificados, como querendo denunciar uma atrocidade contra as mesmas, provavelmente por estarem vivendo um amor nefando, ou melhor, como dizia o grande escritor inglês Oscar Wilde, “um amor que não ousava dizer seu nome”.

Sei da ousadia desta conjetura, sei que alguns poderão até me acusar de leviandade contra as duas “santinhas”, como a Igreja Católica gostaria que elas fossem consideradas. Sei também que a mulher no passado, subjugada pelos pais, irmãos e pela sociedade, eram obrigadas a obedecer e a se sujeitar à vontade masculina sem questionamento nenhum. Qualquer pessoa, com uma orientação sexual não muito ortodoxa, teria de se submeter ao que era considerado normal em termos de sexualidade, arriscar a assumir os seus reais desejos sendo que muitos foram mortos pela própria Inquisição, outros buscaram como refúgio seguro da sociedade ou de si próprios uma carreira religiosa em conventos e monastérios, onde o celibato seria o porto seguro dos seus mais profundos desejos carnais e comuns.

Acho que estas moças deveriam ser santificadas por o que passaram, acho também que o episódio deveria ser mais estudado, pois, pelo que li nos jornais, existem registros no mosteiro sobre tudo que ocorria dentro daquelas paredes. Só escrevi sobre este polêmico assunto, por conhecer várias histórias de internatos religiosos tanto femininos quanto masculinos, como também por ter várias amigas homossexuais que ainda hoje sofrem em uma sociedade que continua preconceituosa mesmo havendo leis que proíbam qualquer tipo de discriminação. Continuo católica e, como os “gays” masculinos já têm São Sebastião como seu protetor, estas duas freirinhas poderiam muito bem ser adotadas pela comunidade lésbica como suas santas de devoção. 

* Sylvia Romano é advogada trabalhista, responsável pelo Sylvia Romano Consultores Associados, em São Paulo. E-mail: [email protected]  .



O desserviço do senador ao STF

Como pode um único homem, que nem é chefe de poder, travar indefinidamente a execução de obrigações constitucionais e, com isso, impor dificuldades ao funcionamento de um dos poderes da República?


Anedotas com pouca graça

Uma anedota, de vez enquanto, cai sempre bem; como o sal serve para temperar a comida, a anedota também adoça a conversa ou o texto.


Cada um no seu quadrado e todos produzindo…

Muito oportunas as observações do Prof. Ary Oswaldo Mattos Filho, de que em vez dos simples projetos que visam reforçar o caixa da União – como a alteração no Imposto de Renda ora em tramitação pelo Congresso – o país carece de uma verdadeira reforma tributária onde fiquem bem definidos os direitos e obrigações da União, Estados e Municípios.


Você já respirou hoje?

Diagnóstico e tratamento corretos salvam vidas na fibrose cística.


Jogos para enfrentar a crise

O mundo do trabalho nunca mais será o mesmo.


O trabalho de alta performance no Hipismo

O que os atletas precisam para o desempenho perfeito em uma competição? Além do treinamento e esforços diários, eles precisam estar em perfeita sintonia com o corpo e a mente.


Bons médicos vêm do berço

Faz décadas assistimos a abertura desenfreada de novas escolas médicas, sem condição de oferecer formação minimamente digna e honesta.


Wellness tech e a importância da saúde mental dentro das organizações

A pandemia de covid-19 impactou a vida de todos nós, pessoal e profissionalmente.


Manifestações do TDAH

Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade em adultos e crianças.


Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.


Desafios para a Retomada Econômica

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior.