Portal O Debate
Grupo WhatsApp


A Internet e as coisas…

A Internet e as coisas…

17/11/2016 Fernando Pedro de Moraes

Internet das coisas ou internet nas coisas? Tudo depende da percepção de cada um.

A Internet e as coisas…

Assim como o vento se propaga, e as coisas voam de um lugar para o outro, pois é normal e natural, como um ambiente que se comunica sem a nossa percepção, a Internet das coisas (Internet of Things – IoT) se junta, se comunica e se integra a diversos componentes e objetos, só que de uma forma racional, inteligente, resultando em respostas mais eficientes e eficazes associadas aos negócios ou a vida pessoal.

A IoT é a interação de objetos (coisas) inteligentes integrados com as diversas atividades dos seres humanos. Agora, cada vez mais a interação será automática e dinâmica com pouca influência humana, pois a atualização ocorrerá conforme a rotina do dia a dia.

Daí essa revolução, a quarta da história industrial, que acaba criando uma nova relação entre as pessoas e os seus objetos. Nesta revolução da conectividade entre os objetos e as pessoas, é possível perceber que esta relação cria um canal infinito de comunicação e um estoque de informações e conhecimentos inesgotável, que, de certa forma, refletem as relações e as formas de agir das pessoas de uma sociedade.

A IoT se torna um meio vital para interligar dispositivos e criar facilidades integradas em uma sociedade superconectada, apoiando uma sociedade que evolui, mas que também envelhece, melhorando, por exemplo a eficiência de energias e otimizando mobilidade e transporte.

Os objetos conectados, se tornam cada vez mais, ferramentas poderosas para entender coisas e atividades difíceis e complexas e assim responder a elas com inteligência e eficiência. Ao se pensar em benefícios criados pela IoT, são praticamente ilimitados e suas aplicações estão criando mudanças na forma de como trabalhamos e de como vivemos.

Haverá economia, tanto de recursos como de tempo. Novas oportunidades surgirão, nas áreas de inovação e de conhecimento. A IoT permite que as empresas façam a gestão de todos os seus ativos, otimizando desempenho e estruturando novos modelos de negócios.

A história das coisas não acaba por aqui, se complementa com propostas inovadoras, como sistemas ciberfísicos, tecnologias em nuvem, grandes dados e redes 5G. É claro, que todo o sucesso da IoT, dependerá do desenvolvimento do próprio ecossistema tecnológico, apoiado por um ambiente que regule e seja apropriado em clima de confiança e respeito, onde assuntos voltados a segurança, confiança, identificação e privacidade são fundamentais.

O grande desafio será ampliar o uso atual da IoT em uma rede de interação global, configurada automaticamente e dinamicamente, em plataformas de diversos dispositivos e suas coisas (seus objetos inteligente, ambientes inteligentes, serviços inteligente e pessoas).

* Fernando Pedro de Moraes é professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie, campus Campinas.



Mudança de regras nas eleições

A capacidade de expor ideias vai decidir as eleições de 2020.


Lucro do carnaval vale mais que a saúde dos brasileiros?

Parece-nos uma grave insensatez de nossas autoridades governamentais em permitirem a realização dos festejos carnavalescos no país em meio à epidemia do coronavírus.


O que combina com a liberdade e a vida

Todo ser humano deveria ter direito, desde o berçário, à moradia, à alimentação, à saúde, aos estudos, à segurança e ao transporte.


A história sempre se repete

Quando não me apetece ler, folheio os livros da minha modesta biblioteca. Leio umas linhas e torno a fechá-los. Montaigne – se não estou em erro, – fazia o mesmo.


O marketing do Brazil com o profissionalismo do Brasil

O marketing do Brasil não é trabalho para amadores.


O coração, morada do amor e dos sentimentos, é terra que ninguém pisa

Qual coração não guarda seus segredos? Fantasias, desejos?


Achegas para obter uma biblioteca

Conta-se, que certa manhã, Camilo, estando na Praça Nova, no Porto, encontrou negociante seu conhecido, sobraçando grande quantidade de livros.


A tragédia da vida ecoa na arte

Há 75 anos, uma guerra dividia almas e famílias.


Serro: 318 anos de história

Neste mês de janeiro a tricentenária cidade do Serro chega aos seus 318 anos.


Insight sobre a sua carreira profissional

Atualmente, a taxa de desemprego em nosso país ficou em 11,8% no trimestre encerrado em setembro, atingindo 12,5 milhões de pessoas, conforme dados do IBGE.


Educação Inclusiva para quem?

Há algumas décadas, nosso país já pensa na educação de pessoas ditas como “com deficiência”.


Muita calma em 2020!

Todo fim de ano vemos o tradicional corre-corre de festas, confraternizações, as luzes decorativas iluminando as cidades e mais pessoas e veículos transitando pelas cidades.