Portal O Debate
Grupo WhatsApp


A nuvem pode transformar todo o negócio da construção

A nuvem pode transformar todo o negócio da construção

16/08/2018 Guilherme de Assis Brasil

São infinitas as possibilidades.

O acesso remoto de qualquer lugar do planeta e a segurança das informações guardadas em um local protegido contra incêndios, quedas de energia e até fenômenos da natureza são apenas alguns dos motivos pelos quais a nuvem pode ajudar o pequeno negócio do setor da construção a avançar rumo ao futuro.

A transformação necessária para colocar a construtora, incorporadora ou o escritório de engenharia no mapa da inovação tecnológica não era um processo simples até pouco tempo atrás.

Atualmente, no entanto, as ferramentas digitais permitem uma utilização fácil e intuitiva, e são pensadas até para aqueles usuários que não têm nenhum conhecimento profundo de tecnologia. As soluções em nuvem são capazes de transportar um enorme volume de informações apenas pelo seu navegador.

Normalmente o canteiro de obras fica distante dos escritórios da construtora e isso dificulta a integração de informações no dia a dia. Por meio de ferramentas disponíveis em nuvem, é possível que diferentes áreas, como administrativa, comercial, de suprimentos e de projetos, comuniquem-se entre si.

A gestão de obras é um ótimo exemplo de solução que, no passado, era utilizada apenas no escritório, com um software instalado em poucas máquinas, e agora pode ser acessado de qualquer lugar, em qualquer computador, independentemente de onde o usuário estiver.

Um exemplo claro: o gestor está no canteiro de obras e precisa visualizar um relatório elaborado no dia anterior, na sede da construtora. Antigamente ele teria obrigatoriamente salvado o arquivo em um dispositivo externo, encaminhado a si mesmo por e-mail ou, em último caso, levado o notebook para o canteiro de obras. Agora, na era da nuvem, esse profissional pode acessar o relatório de qualquer lugar. O único requisito obrigatório para isso é ter uma conexão de acesso à internet.

Tudo com segurança, controles de acesso e proteção das informações criptografadas, soluções de segurança mais que testadas na indústria de software. Não são muitos os passos necessários para que a empresa do setor da construção entre de uma vez na era da nuvem. A utilização de ferramentas que facilitem e permitam a integração de dados completos entre o gestor e seus times de campo é um enorme diferencial competitivo.

Por isso, pesquise no Google mesmo quais soluções e plataformas podem atender online e na nuvem às demandas do seu negócio, porque com todos esses benefícios, se a segurança das informações e a facilidade de compartilhamento e utilização não convencerem você, a economia que isso pode gerar para o negócio o fará.

* Guilherme de Assis Brasil é Diretor de Tecnologia e Produto do Sienge.

Fonte: Midia Link



Os desafios de tornar a tecnologia acessível à população

Vivemos uma realidade em que os avanços tecnológicos passaram a pautar nosso comportamento e nossa sociedade.


O uso do celular, até para telefonar

Setenta e sete por cento dos brasileiros utilizam o smartphone para pagar contas, transferir dinheiro e outros serviços bancários.


Canto para uma cidade surda

O Minas Tênis Clube deu ao Pacífico Mascarenhas o que a cidade de Belo Horizonte deve ao Clube da Esquina; um cantinho construído pelo respeito, gratidão, admiração, reconhecimento, apreço e amor.


Como acaso tornou famoso notável compositor

Antes de alcançar a celebridade, e a enorme fortuna, Verdi, passou muitas dificuldades financeiras.


Gugu e a fragilidade da vida

A sabedoria aconselha foco no equilíbrio emocional e espiritual diante da fragilidade e fugacidade da vida.


Quando o muro caiu

O Brasil se preparava para o segundo turno das eleições presidenciais, entre o metalúrgico socialista Luís Inácio Lula da Silva e a incógnita liberal salvacionista Fernando Collor de Melo, quando a televisão anunciou a queda do muro de Berlim.


Identidade pessoal e identidade familiar

Cada família gesta a sua identidade, ainda que algumas vezes, de forma inconsciente.


Desprezo e ingratidão

Não sei o que dói mais: se a ingratidão se o desprezo.


A classe esquecida pelo governo

O fato é que a classe média acaba por ser a classe esquecida pelo governo.


O STF em defesa de quem?

A UIF, antigo COAF, foi criada como uma unidade do Ministério da Justiça (hoje, no BACEN) para fazer uma coisa muito simples: receber dos bancos notificações de que alguém teria realizado uma transação suspeita, anormal.


O prazer da leitura

Ao contrário do que se possa pensar, não tenho muitos amigos. Também não são muitos os conhecidos.


Desmoralização do SFT

A moralidade e a segurança jurídica justificam a continuidade da prisão em segunda instância. A mudança desta postura favorece a impunidade dos poderosos e endinheirados.