Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Adolescente + redes sociais + isolamento. Será?

Adolescente + redes sociais + isolamento. Será?

21/10/2020 Fabiana Kadota Pereira

A polêmica do uso excessivo das redes sociais pelos adolescentes sempre foi um tema recorrente de debate nas escolas, na mídia, em clínicas e na família.

Seria uma ferramenta que aproxima ou afasta os adolescentes do convívio social?

O que não podemos negar é que este é um caminho sem volta. A tecnologia faz parte da nossa cultura, já está incorporada em nossas rotinas e, principalmente, no dia a dia dos mais jovens.

A internet e as redes sociais ocupam cada vez mais espaço na agenda dos adolescentes, o que vem despertando nos pais uma preocupação com o “isolamento social”.

Afinal, podemos chamar o popular “Call” (apelo, chamada, convite, ligação, convocação) de encontro social?

Se você ainda não conhecia este termo, fique sabendo que o que costumávamos chamar de rolê, paquera ou festinha, foi substituído pelos encontros virtuais conhecidos como Call.

Que critérios precisamos levar em consideração para avaliar se as interações humanas, as discussões e as manifestações de opiniões acontecem, de fato, nos rolês virtuais?

Com a imposição do distanciamento social, em razão da pandemia, a busca por interação por meio das redes sociais deixou de ser apenas uma preferência entre os adolescentes para se tornar o único meio de convívio entre pessoas de todas as idades, por orientações e protocolos dos órgãos de saúde.

Essa experiência, que os pais vinham tentando controlar em doses homeopáticas, se tornou um hiperconsumo devido a atual realidade.

Novas reflexões e discussões têm sido geradas e o que antes era quase um consenso – adolescente + redes sociais = isolamento – tem provocado questionamentos e dividido opiniões.

É possível se divertir com os amigos na call? Os encontros virtuais são mais seguros ou perigosos? Os rolês e encontros presenciais serão substituídos de vez pelos virtuais? O adolescente desenvolverá comportamento de isolamento social e outros transtornos?

Essas são algumas perguntas que já eram recorrentes no repertório dos educadores, mas que ganharam ênfase após meses de interações online, espontâneas ou não.

Muitas serão as discussões e os estudos sobre comportamentos que serão desenvolvidos nos próximos anos, em razão das mudanças que a pandemia nos trouxe, entretanto parece razoável que haja uma busca pelo equilíbrio nas interações digitais.

Não podemos negar que as redes sociais fazem parte da nossa cultura. É preciso entender que, ao realizar um “Call”, o adolescente não está se isolando do convívio social, mas vivenciando uma outra forma de encontrar e fazer novos amigos.

Fundamental ressaltar que os rolês virtuais não substituem os encontros presenciais, afetivos, e o contato físico, essencial a todo ser humano.

No entanto, é perfeitamente possível a interação das duas versões para um convívio social saudável e produtivo.

Afinal, o isolamento social também pode ocorrer nos ambientes de contato físico, como a escola, o condomínio, em clubes e até na família.

Como pais, responsáveis e educadores devemos estar atentos, próximos e acompanhar o desenvolvimento cognitivo, emocional e comportamental dos nossos adolescentes, buscando entender as necessidades, estabelecer limites, incentivar e acolher quando necessário.

Somos os adultos dessa relação e é nosso dever educar, mas acima de tudo, amar os nossos adolescentes, sejam eles internautas viciados ou não.

* Fabiana Kadota Pereira é especialista em Recreação e Lazer e professora da Área de Linguagens Cultural e Corporal atuando nos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.

Fonte: Página 1 Comunicação



Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.


Desafios para a Retomada Econômica

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior.


Setembro Amarelo: é preciso praticar o amor ao próximo

Um domingo ensolarado é um dia perfeito para exercitar a felicidade, passear no parque, levar as crianças na piscina ou encontrar os amigos com seus sorrisos largos e escancarados.


Setembro Amarelo: é preciso ter ferramentas para lidar com o mundo

No semáforo, a cor amarela é frequentemente associada com desaceleração. O motorista precisa reduzir a velocidade ou até mesmo parar.


Da apropriação ilícita dos símbolos da Nação

Uma nova prática vem sendo efetivada por políticos e partidos radicais em âmbito mundial, a apropriação dos símbolos da nação como se fossem bandeiras de suas filosofias.


Tecnologia é fundamental para facilitar o processo de legalização de novos negócios no Brasil

Imagine se todo o recurso humano e dinheiro envolvidos no processo de abertura e legalização de uma empresa no Brasil fossem utilizados para promover mais eficiência e valor agregado para a sociedade?


Como a tecnologia pode criar uma cultura de reciclagem

Diante das diversas transformações no mundo dos negócios e no modelo de atendimento aos consumidores, empresas de todos os segmentos estão sendo obrigadas a buscarem soluções que permitam acelerar a inovação e a eficiência de seus negócios.


As regras essenciais para o uso de vagas de garagem em condomínios

A garagem traz para o condômino segurança e comodidade para os moradores.


Como usar a sua voz para compartilhar as suas ideias?

Você já se perguntou quantas palavras fala diariamente?


A jornada de inovação dos caixas eletrônicos

Quando os primeiros caixas eletrônicos chegaram ao Brasil, no início dos anos 1980, a grande novidade era a possibilidade de retirar dinheiro ou emitir um extrato de forma automatizada.


A nota oficial do Presidente da República

Após o excesso de retórica do mandatário maior da nação ocorrida no dia de uma das maiores manifestações já realizadas e vistas pelo povo brasileiro, o Presidente da República, veio a público, através de nota oficial, prestar a seguinte declaração, da qual destaca-se os seguintes parágrafos: