Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Agronegócio favorece a indústria de equipamentos

Agronegócio favorece a indústria de equipamentos

18/08/2017 Mario Fortunato

O bom momento do agronegócio brasileiro teve impacto direto na economia.

Graças ao aumento de 13,4% apresentado pela atividade nos três primeiros meses de 2017, o país encerrou um ciclo de oito trimestres seguidos de queda no PIB, que voltou a crescer em 1%.

Um dos fatores que contribuíram com esse cenário positivo foi a alta na safra de grãos, que, impulsionada pelo aumento na produção de itens como soja, milho e arroz, deve avançar 26,2% neste ano, na comparação com 2016.

Diante desse momento do setor, o mercado de maquinários agrícolas é altamente favorecido, pois o produtor, naturalmente, passa a investir em tecnologias capazes de garantir a produtividade, o aprimoramento dos processos e a segurança no trabalho.

Hoje, as pessoas estão preocupadas não somente com os grandes maquinários, mas também com tecnologias menores, que têm custos mais acessíveis, são de fácil manuseio e exigem menos esforço físico na operação. Um exemplo prático é o uso do motocultivador no lugar da enxada, para arar o solo.

Trata-se de um equipamento indicado para horticultura, citricultura e uso em áreas de pasto, aviário, hortas e sítios. Com ele, o produtor consegue diminuir o tempo de trabalho de forma significativa: por exemplo, um preparo do solo que demandaria dois dias pode ser concluído em apenas meio dia.

Desta forma, é possível se dedicar mais a outras atividades. As soluções de pequeno porte também estão disponíveis para os produtores de grãos. Para essa atividade, as indústrias de maquinários apostam na venda de motosserras, utilizadas na confecção de lenha para os fornos de secagem, e os sopradores, indicados para a limpeza de resíduos sem o uso de água em caminhões graneleiros, após descarregamento, e para a higienização interna e externa de máquinas agrícolas, como colheitadeiras e tratores.

Com o avanço das tecnologias destinadas ao agricultor, podemos notar também que a atividade rural caminha na direção da inovação. Isso, certamente, resultará no aumento de oportunidades de negócios, no crescimento de postos de trabalho e, acima de tudo, no fortalecimento do agronegócio brasileiro.

* Mario Fortunato é gerente de produtos da Husqvarna para a América Latina. A empresa é líder global no fornecimento de equipamentos para o manejo de áreas verdes.



50 Anos de Internet e o mundo se comunica cada vez menos

Neste ano de 2019, a internet fará 50 anos.


Woody Allen e Dylan Farrow

A possível síndrome de falsas memórias.


A CPMF e a saída do seu autor

A CPMF foi mal porque, em vez de substituir outros impostos, constituiu-se em mais um.


CPMF: o que foi e como poderá ressurgir na reforma tributária

O Imposto sobre Transações Financeiras (ITF) poderá ser a recriação antiga CPMF.


O Brasil e a agropecuária sustentável

A pecuária brasileira tem se pautado ao longo dos anos pela sustentabilidade em toda cadeia produtiva e pela qualidade e segurança dos alimentos.


“Tô de férias, cadeia é férias pra mim”

É uma vergonha que delinquentes ainda venham desdenhar do sistema carcerário e das autoridades penais.


Locações de curta temporada em aplicativos

Saiba os direitos e deveres da propriedade imobiliária.


O Século das Cidades

“Não somos melhores, nem piores, somos iguais… melhor mesmo é a nossa causa…” (Thiago Mello)


Hollywood e o mundo real

Uma abordagem psiquiátrica do filme Gente como a Gente.


A liderança feminina e seus potenciais

Companhias que possuem, pelo menos, uma mulher em seu time de executivos são mais lucrativas.


A bolsa brasileira é a bola da vez

O ano de 2019 tem sido de recordes para o investidor brasileiro.


Dia do Profissional de Educação Física

No dia 1º de setembro é comemorado o dia do profissional que promove a saúde e a qualidade de vida da população, o profissional de educação física.