Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Anvisa regulamenta uso de ar condicionado em ambientes fechados

Anvisa regulamenta uso de ar condicionado em ambientes fechados

21/09/2015 Ilanez Pereira

Poucas coisas são tão nocivas à saúde quanto respirar um ar poluído ou contaminado.

Alergias, intoxicações, bactérias e fungos podem causar grandes estragos no nosso sistema respiratório, levando o paciente a um estado grave de saúde ou mesmo à morte.

Para garantir a qualidade do ar que respiramos, a ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária, junto com o Ministério da Saúde, regulamentaram a manutenção e limpeza de sistemas de ar condicionado em ambientes com grande circulação de pessoas.

A aplicação da portaria 3523/98, do Ministério da Saúde - que dispõe sobre a qualidade do ar de interiores em ambientes climatizados - junto com a resolução 9, da ANVISA, referente a projetos, manutenção, instalação e elaboração dos sistemas de ar condicionado, podem ser entendidas como o “atestado de saúde” de um sistema de climatização.

Em muitos casos, para garantir que as manutenções estejam em dia e dentro das normas é necessário registrar uma ART - Anotação de Responsabilidade Técnica, junto ao CREA.

Desde que a norma foi regulamentada, os estabelecimentos com grande circulação de pessoas precisam realizar a cada seis meses a limpeza de seus sistemas.

Porém, muitos problemas afetam essa resolução, fazendo com que ela não seja cumprida.

Por parte das empresas são poucas as que seguem ou mesmo as que conhecem as regras, de forma a apresentar com regularidade os certificados de manutenção de seus equipamentos.

Enquanto que, por parte dos órgãos reguladores, existem muitas exigências e pouca fiscalização, fazendo com que grande parte dos sistemas que estão fora das normas não sejam vistoriados e sigam funcionando de forma incorreta.

Já às empresas e aos profissionais autônomos que atuam com manutenção, instalação e limpeza de ar condicionado, falta conhecimento sobre as exigências legais.

Muitas vezes a incompreensão ou inabilidade faz com que o prestador de serviços omita essa informação para o cliente, adiando as intervenções necessárias.

Além dos riscos à saúde, outros problemas comprometem o sistema quando a manutenção não é feita.

Filtros entupidos, trocadores de calor obstruídos e sujeiras em geral sobrecarregam o equipamento, baixam a eficiência e aumentam o consumo de energia, comprometendo também a “saúde do bolso”.

Quando o assunto é qualidade do ar, ainda precisamos evoluir muito e concentrar esforços para melhorar a fiscalização e mão de obra que nos atende.

É certo que a resolução da Anvisa foi um grande passo, mas infelizmente a educação e a falta de conhecimento sobre o tema ainda são os pontos mais fracos para a saúde do nosso ar. A nós, resta disseminar essas informações e zelar pela qualidade do ar que respiramos em ambiente fechados.

* Ilanez Pereira é engenheiro e presidente da Air ClimaClean, franquia de instalação e manutenção de ar condicionado.



Os desafios de tornar a tecnologia acessível à população

Vivemos uma realidade em que os avanços tecnológicos passaram a pautar nosso comportamento e nossa sociedade.


O uso do celular, até para telefonar

Setenta e sete por cento dos brasileiros utilizam o smartphone para pagar contas, transferir dinheiro e outros serviços bancários.


Canto para uma cidade surda

O Minas Tênis Clube deu ao Pacífico Mascarenhas o que a cidade de Belo Horizonte deve ao Clube da Esquina; um cantinho construído pelo respeito, gratidão, admiração, reconhecimento, apreço e amor.


Como acaso tornou famoso notável compositor

Antes de alcançar a celebridade, e a enorme fortuna, Verdi, passou muitas dificuldades financeiras.


Gugu e a fragilidade da vida

A sabedoria aconselha foco no equilíbrio emocional e espiritual diante da fragilidade e fugacidade da vida.


Quando o muro caiu

O Brasil se preparava para o segundo turno das eleições presidenciais, entre o metalúrgico socialista Luís Inácio Lula da Silva e a incógnita liberal salvacionista Fernando Collor de Melo, quando a televisão anunciou a queda do muro de Berlim.


Identidade pessoal e identidade familiar

Cada família gesta a sua identidade, ainda que algumas vezes, de forma inconsciente.


Desprezo e ingratidão

Não sei o que dói mais: se a ingratidão se o desprezo.


A classe esquecida pelo governo

O fato é que a classe média acaba por ser a classe esquecida pelo governo.


O STF em defesa de quem?

A UIF, antigo COAF, foi criada como uma unidade do Ministério da Justiça (hoje, no BACEN) para fazer uma coisa muito simples: receber dos bancos notificações de que alguém teria realizado uma transação suspeita, anormal.


O prazer da leitura

Ao contrário do que se possa pensar, não tenho muitos amigos. Também não são muitos os conhecidos.


Desmoralização do SFT

A moralidade e a segurança jurídica justificam a continuidade da prisão em segunda instância. A mudança desta postura favorece a impunidade dos poderosos e endinheirados.