Portal O Debate
Grupo WhatsApp

As cinco linguagens do amor

As cinco linguagens do amor

07/05/2015 Erik Penna

“A fonte de todo desejo é ser desejado.” (Jacques Lacan)

Apresento em minhas palestras comportamentais a importância da utilização da didática do amor em sala de aula. Mas como os educadores poderão empregá-la no âmbito profissional se grande parte deles não a conhece no quesito pessoal?

Eu penso que, quando estamos com o tanque cheio de amor em casa, fica mais fácil enfrentar e superar os desafios em nosso trabalho, afinal, só damos o que temos. Desta forma, divido com você 5 ótimas ferramentas descritas por Gary Chapman em seu livro intitulado “As cinco linguagens do amor”. Tal estudo tem mudado para melhor a vida de muitas pessoas propiciando benefícios significativos no relacionamento conjugal, afetivo e, consequentemente, no âmbito profissional.

Gary Chapman percebeu que cada um de nós adota uma linguagem pela qual damos e recebemos amor. E, quando o casal compreende a linguagem predominante de cada um no relacionamento, a conexão se estabelece, a harmonia prevalece, os cônjuges se sentem amados, aceitos, valorizados e coisas impressionantes acontecem. Na descrição abaixo, tente identificar qual é a sua primeira linguagem de amor. O autor prega que as pessoas se sentem amadas emocionalmente quando seus cônjuges lhes proporcionam:

1 - Palavras de afirmação

Elogios verdadeiros, palavras de admiração pessoal, reconhecimento profissional e frases de encorajamento. O psicólogo William James disse que é provável que a mais profunda necessidade humana seja a de ser admirado. Por exemplo: “Sua ideia é fantástica”; “Você está muito bonita neste vestido”, etc.

2 - Tempo de qualidade

A pessoa almeja ser ouvida, ficar junto da outra, ter uma conversa de qualidade. Ela deseja que o outro concentre 100% da atenção nela, mesmo que por alguns minutos, e que ele lhe dedique mais tempo para que possam realizar algumas coisas juntos. Exemplos: sentar no sofá para conversar com a televisão desligada; fazer uma caminhada juntos; se importar pra valer com o que o outro diz.

3 - Presentes

Presentes são símbolos visuais do amor, sejam eles comprados, feitos por você ou simplesmente sua presença disponível para seu cônjuge. Perceba que, antes de comprar um presente para alguém, pensamos naquela pessoa. Exemplos: Pode ser um presente de 10 mil ou de 1 real, ou ainda o presente da sua presença no momento que o outro mais precisar.

4 - Atos de serviços

Valoriza e dá destaque ao servir. Fazer o almoço, ajudar a limpar a casa, cuidar do jardim, aspirar o pó do quarto, limpar o pente, tirar os cabelos da pia, etc. Exemplos como estes ou como o de Jesus quando lavou os pés dos discípulos, são verdadeiras demonstrações que a primeira linguagem de amor dessa pessoa seja atos de serviços.

5 - Toque físico

Inúmeras pesquisas na área de desenvolvimento infantil concluíram que os bebês que são constantemente levados ao colo, abraçados e beijados, desenvolvem uma vida emocional mais saudável do que os que não recebem muito contato físico. O toque físico também é um poderoso veículo de comunicação para transmitir o amor conjugal. É fundamental o toque, um abraço e um beijo ao sair e ao chegar em casa, andar de mãos dadas pela rua, um agarrão repentino, um carinho nos cabelos, uma massagem nas costas e também o sexo constante.

Após essa descoberta, permita-se fazer um pouco de esforço para empregar a linguagem que faça o outro feliz e, com isso, você reascenderá a chama do amor. É interessante saber também que o Dr. Chapman afirma que a pessoa pode expressar amor por uma linguagem e dar amor por outra. O autor sugere que a pessoa experimente fazer uma lista das 4 coisas que mais gostaria que seu cônjuge lhe fizesse, entregue a ele e peça para que ele faça o mesmo.

Com isso, perceberão que fazer o outro feliz e se sentir amado pode ser mais fácil do que parece. O livro prega que a utilização das 5 linguagens do amor transformará da água para o vinho seus relacionamentos conjugais, com seus filhos, alunos e, consecutivamente, o ajudará na superação de metas e desafios profissionais. Certamente uma leitura indispensável para todos os casais, pais, líderes e professores. Concluo o texto com uma frase fantástica de Mahatma Gandhi que serve como um verdadeiro convite ao primeiro passo: “Seja a mudança que você deseja ver no mundo”.

* Erik Penna é especialista em vendas, consultor, palestrante e autor dos livros “A Divertida Arte de Vender” e “Motivação Nota 10”.



As restrições eleitorais contra uso da máquina pública

Estamos em contagem regressiva. As eleições municipais de 2024 ocorrerão no dia 6 de outubro, em todas as cidades do país.

Autor: Wilson Pedroso


Filosofia na calçada

As cidades do interior de Minas, e penso que de outros estados também, nos proporcionam oportunidades de conviver com as pessoas em muitas situações comuns que, no entanto, revelam suas características e personalidades.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


Onde começam os juros abusivos?

A imagem do brasileiro se sustenta em valores positivos, mas, infelizmente, também negativos.

Autor: Matheus Bessa


O futuro da indústria 5.0 na sociedade

O conceito de Indústria 5.0 é definido como uma visão humanizada das transformações tecnológicas no setor, equilibrando as necessidades atuais e futuras dos trabalhadores e da sociedade com a otimização sustentável do consumo de energia, processamento de materiais e ciclos de vida dos produtos.

Autor: Pedro Okuhara


Em defesa do SUS: um chamado à ação coletiva

A escassez de recursos na saúde pública brasileira é um problema crônico.

Autor: Juliano Gasparetto


Impactos da proibição do fenol pela Anvisa no mercado de cosméticos e manipulação

Recentemente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tomou a decisão de proibir a venda e o uso de produtos à base de fenol em procedimentos de saúde e estéticos.

Autor: Claudia de Lucca Mano


A fantasia em torno da descriminalização da maconha

"As drogas pisoteiam a dignidade humana. A redução da dependência de drogas não é alcançada pela legalização do uso de drogas, como algumas pessoas têm proposto ou alguns países já implementaram. Isso é uma fantasia".

Autor: Wilson Pedroso


Ativismo judicial: o risco de um estado judicialesco

Um Estado policialesco pode ser definido como sendo um estado que utiliza da força, da vigilância e da coerção exacerbada contra a população, principalmente com seus opositores.

Autor: Bady Curi Neto


Abortada a importação do arroz

O governo desistiu de importar arroz para fazer frente à suposta escassez do produto e alta de preços decorrentes das cheias do Rio Grande do Sul, responsável por 70% do cereal consumido pelos brasileiros.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


2024, um ano de frustração anunciada

O povo brasileiro é otimista por natureza.

Autor: Samuel Hanan


Há algo de muito errado nas finanças do Governo Federal

O Brasil atingiu, segundo os jornais da semana passada, cifra superior a um trilhão de reais da dívida pública (R$ 1.000.000.000.000,00).

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


O mal-estar da favelização

Ao olharmos a linha histórica das favelas no Brasil, uma série de fatores raciais, econômicos e sociais deve ser analisada.

Autor: Marcelo Barbosa