Portal O Debate
Grupo WhatsApp


As marcas de uma marca

As marcas de uma marca

09/05/2018 Adilson Roberto Gonçalves

O dia 4 de maio é tido como o dia de Star Wars (May, the Fourth).

Reflito sumariamente sobre algumas marcas que a saga me trouxe. A simbologia faz com que muitos vão assistir aos filmes trajados como os personagens, segurando sabres de luz, o que não me compraz.

Porém, guardei o ingresso quando da estreia da segunda trilogia (A Ameaça Fantasma), que na verdade é a primeira, exibida depois de 22 anos de Uma Nova Esperança. Essa realocação das trilogias confunde os não aficionados.

Os nomes dos personagens é também uma marca de Star Wars e nem sempre é trivial reconhecê-los. Outro símbolo cultivado é a suposta oposição entre Star Wars e Star Trek. Aquela tida como religiosa, esta como científica. Não comungo dessa opinião e assisto à “concorrente” sem ressentimentos.

Há farta literatura ficcional utilizando o universo desenvolvido na saga, tanto com livros fieis ao enredo mostrado nos filmes, como os chamados spin offs, mantendo esse universo, mas com histórias que derivam – e muito – do que os produtores/diretores estão trazendo a público.

Conseguir ler o conjunto todo é tarefa ingrata não apenas pelo volume, mas também porque se luta contra a decepção com a forma que o autor conduz os personagens, conflitando com alguns cânones.

Rogue One, uma história alocada pouco antes do episódio IV, acabou por ser um filme até melhor que o episódio VII, O Despertar da Força, por não insistir nos atores principais da trilogia que deu origem à saga.

Contou um pedaço importante da forma como os rebeldes conseguiram os planos da Estrela da Morte, apesar de haver um erro de continuidade, pois no episódio IV o comandante dá a entender que a destruição de Alderaan seria a primeira vez do uso da força do aparato, mas a Estrela da Morte já havia sido usada para destruir Scarif, onde estavam armazenados os planos.

Com a morte de Carrie Fisher, a atriz que faz a princesa Leia, a utilização de imagens digitais ou de arquivo poderá deixar as sequências dos filmes mais artificiais, nada que os fãs não superem. Discussões à parte, meu querido Yoda, apenas que gosto afirmar posso!

* Adilson Roberto Gonçalves é pesquisador no IPBEN – Unesp de Rio Claro, membro da Academia Campineira de Letras e Artes e da Academia de Letras de Lorena.

Fonte: Oscar Alejandro Fabian D Ambrosio - ACI



Uso consciente do crédito pode ajudar a girar o motor da economia

Muita gente torce o nariz quando o assunto é tomar empréstimo, pois quem precisa de crédito pode acabar não conseguindo honrar essa dívida, tornando esse saldo devedor uma bola de neve.


Voltar primeiro com os mais velhos: mais autonomia e continência

Nunca pensei que chegaria esse dia, mas chegou! Um consenso global sobre o valor da escola para as sociedades, independentemente do seu PIB.


Adolescentes, autoestima, família: como agir, o que pensar?

A adolescência é um tempo intenso, tanto pelo desenvolvimento físico, quanto neurológico, hormonal, social, afetivo e profissional.


Digital: um tema para o amanhã que se tornou uma demanda para ontem

Durante muito tempo, a Transformação Digital foi considerada uma prioridade para o futuro dos negócios.


Compliance como aliado na estratégia ESG das organizações

A temática que atende aos princípios ambientais, sociais e de governança, ou seja, o ESG (Environmental, Social and Governance), está em forte evidência.


A humanização da tecnologia no secretariado remoto

A tecnologia deu vida a inúmeras oportunidades de negócios, como o trabalho à distância.


Bolsa vs Startups. Porque não os dois?

Vivemos um momento de grandes inovações e com os investimentos não é diferente.


Os pecados capitais da liderança

“Manda quem pode, obedece quem tem juízo.”


“Pensar Global, Agir local”: O poder do consumo consciente

A expressão “Pensar Global e Agir local” já é lema em muitas esferas de discussões políticas, econômicas, sobre sustentabilidade e solidariedade.


Vencido o primeiro desafio da LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) regulamenta o tratamento de dados de pessoas físicas nas suas mais variadas aplicações e ambientes.


Telemedicina, fortalecimento do SUS e um primeiro balanço da pandemia

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, alertou Camões. Todo o mundo é feito de mudanças.


Médico: uma profissão de risco

Estudar medicina é o sonho de muito estudantes, desde o cursinho o futuro médico se dedica a estudar para conseguir entrar no super concorrido curso de medicina.