Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Atividade física: remédio natural no combate à depressão

Atividade física: remédio natural no combate à depressão

20/06/2016 Cristiano Parente

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) é, também, a causa principal de invalidez no planeta.

Atividade física: remédio natural no combate à depressão

A depressão é uma das mais antigas e comuns doenças mentais e psíquicas, e, atualmente, afeta mais de 350 milhões de pessoas em todo o mundo.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) é, também, a causa principal de invalidez no planeta.

A doença é causada por inúmeros fatores, como estresses e problemas no ambiente do trabalho, traumas sofridos após a perda de um parente, traumas após algum acidente ou ainda ser desencadeada por qualquer outro fator psicológico que a pessoa desenvolva.

O fato é que trata-se de uma patologia devastadora, mas que, apesar da gravidade, também possui uma opção de tratamento barata e altamente eficaz: a prática de exercícios e de atividades físicas regulares.

São inúmeras as histórias e casos de pessoas com depressão, ansiedade e demais síndromes psicológicas (como síndrome do Pânico e Burnout, entre outras) que transformaram suas vidas após colocar em seu cotidiano uma dose diária de atividade física.

Sem dúvida, praticar um exercício e colocar o corpo em movimento é tido como um poderoso antidepressivo natural. Para entender o tamanho do benefício de se levar uma vida mais ativa e como os exercícios atuam no combate a essas doenças, é preciso entender de forma mais detalhada essa maravilhosa máquina que é o corpo humano.

Durante a prática de uma atividade física, o organismo libera hormônios como a endorfina e serotonina, neurotransmissores que dão sensação de prazer e de amplo bem-estar, e que têm influência direta e efetiva no combate e prevenção de patologias como a depressão.

Para que tal remédio natural seja efetivo nesse trabalho, é importante ressaltar que sua dose seja dada regularmente. Isso quer dizer que a prática de exercícios deve ser inserida na rotina, com a intensidade sendo modulada de acordo com cada pessoa, preferencialmente com o acompanhamento profissional.

Para quem sai do zero, do sedentarismo, qualquer atividade pode ser uma boa alternativa como, por exemplo, uma simples caminhada de 30 minutos por três vezes por semana. Essa iniciativa certamente fará com que a produção desses hormônios se eleve, fazendo com que os neurotransmissores já levem ao corpo e a mente mensagens ligadas ao bem-estar.

Claro, vale ressaltar que apesar de potente, esse antidepressivo natural deve ser levado como uma parte de um tratamento multidisciplinar contra essas patologias. A atividade física não substitui a busca e orientação de um médico especializado. Deve ser vista como um dos recursos para combater esse mal que aflige a milhares de pessoas em todo o mundo.

* Cristiano Parente é professor e coach de educação física, eleito em 2014 o melhor personal trainer do mundo em concurso internacional promovido pela Life Fitness.



A desconstrução do mundo

Quando saí do Brasil para morar no exterior, eu sabia que muita coisa iria mudar: mais uma língua, outros costumes, novas paisagens.

Autor: João Filipe da Mata


Por nova (e justa) distribuição tributária

Do bolo dos impostos arrecadados no País, 68% vão para a União, 24% para os Estados e apenas 18% para os municípios.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Um debate desastroso e a dúvida Biden

Com a proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para novembro deste ano, realizou-se, na última semana, o primeiro debate entre os pleiteantes de 2024 à Casa Branca: Donald Trump e Joe Biden.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Aquiles e seu calcanhar

O mito do herói grego Aquiles adentrou nosso imaginário e nossa nomenclatura médica: o tendão que se insere em nosso calcanhar foi chamado de tendão de Aquiles em homenagem a esse herói.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Falta aos brasileiros a sede de verdade

Sigmund Freud (1856-1939), o famoso psicanalista austríaco, escreveu: “As massas nunca tiveram sede de verdade. Elas querem ilusões e nem sabem viver sem elas”.

Autor: Samuel Hanan


Uma batalha política como a de Caim e Abel

Em meio ao turbilhão global, o caos e a desordem só aumentam, e o Juiz Universal está preparando o lançamento da grande colheita da humanidade.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


De olho na alta e/ou criação de impostos

Trava-se, no Congresso Nacional, a grande batalha tributária, embutida na reforma que realinhou, deu nova nomenclatura aos impostos e agora busca enquadrar os produtos ao apetite do fisco e do governo.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil


Como melhorar a segurança na movimentação de cargas na construção civil?

O setor da construção civil é um dos mais importantes para a economia do país e tem impacto direto na geração de empregos.

Autor: Fernando Fuertes


As restrições eleitorais contra uso da máquina pública

Estamos em contagem regressiva. As eleições municipais de 2024 ocorrerão no dia 6 de outubro, em todas as cidades do país.

Autor: Wilson Pedroso


Filosofia na calçada

As cidades do interior de Minas, e penso que de outros estados também, nos proporcionam oportunidades de conviver com as pessoas em muitas situações comuns que, no entanto, revelam suas características e personalidades.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


Onde começam os juros abusivos?

A imagem do brasileiro se sustenta em valores positivos, mas, infelizmente, também negativos.

Autor: Matheus Bessa