Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Atividade insalubre

Atividade insalubre

25/12/2018 Flávia Souza e Silva de Almeida

O ideal e mais prudente seria defender a eliminação do agente insalubre.

Atividades insalubres são aquelas que expõem os empregados a agentes nocivos à saúde, acima dos limites legais permitidos. Em termos jurídicos, somente são reconhecidas quando passam a ser incluídas em relação estipulada pelo Ministério do Trabalho.

Conforme o artigo 192 da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), o exercício de trabalho em condições insalubres, ou seja, acima dos limites de tolerância estabelecidos pelo Ministério do Trabalho, assegura o recebimento de adicional de 40%, 20% e 10% do salário-mínimo da região, segundo se classifiquem respectivamente nos graus máximo, médio e mínimo.

A Norma Regulamentadora (NR) 15, que descreve as atividades, operações e agentes insalubres, define as situações/atividades que, vivenciadas nos ambientes de trabalho pelos trabalhadores, demonstrem a caracterização do exercício insalubre, além de apresentar os limites de tolerâncias.

A eliminação ou a neutralização da insalubridade podem ocorrer, de acordo com o artigo 191 da CLT, pela adoção de medidas que conservem o ambiente de trabalho dentro dos limites de tolerância; ou com a utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) ao trabalhador que diminuam a intensidade do agente agressivo a limites de tolerância.

Pensando na saúde do trabalhador, o ideal e mais prudente seria defender a eliminação do agente insalubre e a consequente retirada do pagamento do adicional de insalubridade, pois a remuneração paga nunca substituirá a saúde lesionada. Infelizmente, em alguns casos isso se torna inevitável e o empregador estará obrigado a pagar o adicional de insalubridade.

* Flávia Souza e Silva de Almeida é médica do trabalho, mestre em Saúde Coletiva pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, onde é Vice-Coordenadora do Curso de Especialização em Medicina do Trabalho.

Fonte: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo



Habilidades socioemocionais podem ser aprendidas

Desde o início da infância, as pessoas aprendem um conjunto de comportamentos que são utilizados nas diferentes interações sociais.


Entenda porque amor é diferente de paixão

Você sabe diferenciar o amor da paixão?


A finalidade e controle das ONGs

O mais adequado não é combatê-las, mas manter sob controle as suas ações como forma de evitar desvio de finalidade, corrupção e outras distorções.


A reforma da máquina pública

A aprovação da reforma da Previdência, pela Câmara dos Deputados, é um avanço do governo.


Os desafios da maternidade e do mercado de trabalho

Ter filhos não é fator de impedimento para uma mulher trabalhar.


Todos querem ser ricos…

Mais vale pobreza, com paz e consciência limpa, que riqueza, sem sossego, alma escurecida, e pesados de remorsos.


A importância de empoderar nossas meninas

Fatores culturais de valorização do masculino, enraizados desde sempre na nossa sociedade, afetam a autoestima e a confiança feminina.


Advogados e Cursos jurídicos

Onze de Agosto é o Dia da Fundação dos Cursos de Direito e é também o Dia do Advogado.


Empresas e paternidade: uma mudança a ser nutrida

Daqui a cinco ou dez anos, nem você nem ninguém se lembrará com precisão da tarefa que está fazendo no trabalho neste minuto.


Ética de advogados e juízes

A advocacia e a magistratura têm códigos de ética diferentes.


Quem se beneficia da coisa pública é corrupto

Coisa pública não pode ser confundida com coisa privada.


Pai é quem ama e cuida

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, pai não é somente quem nos gerou.