Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Beacons: informação, marketing e inovação

Beacons: informação, marketing e inovação

02/12/2014 Gerardo Wisosky

O sistema pode ser utilizado por qualquer organização e estreita o relacionamento com o consumidor.

As portas e as janelas já se abrem e fecham através de um clique no smartphone, as luzes se acendem com um bater de palmas e a água começa a esquentar para o banho 15 minutos antes de você chegar a casa.

Com isso podemos ver que realmente a tecnologia avançou muito e a internet das coisas está prestes de se tornar algo comum e presente no dia a dia das pessoas.

Nesse cenário, outra tecnologia que chegou e já está sendo utilizada no Brasil são os aparelhos de proximidade, nomeados como beacons.

Trata-se nada mais nada menos, do que um sensor indicado para espaços internos, com um custo relativamente baixo e que pode ser colado em paredes, vitrines e em produtos.

Os beacons trabalham em conjunto com um aplicativo que está instalado no smartphone do consumidor. Para que funcione, o aparelho móvel deve estar com o Bluetooth ativado e com um app da loja instalado.

A novidade não tem acesso a nenhuma informação do usuário, a não ser o código do celular. O trabalho de inteligência é todo feito pelo aplicativo que está hospedado no device.

Não só em celulares, a tecnologia pode ser utilizada por qualquer aparelho que ofereça o uso do Bluetooth.

Por exemplo, em uma loja de confecções, os beacons podem se instalar nos manequins da vitrine. Quando um cliente se aproxima do estabelecimento este, por sua vez, recebe um sinal pelo aplicativo do cliente e do Bluetooth do smartphone.

Desta forma, o consumidor começa a receber informações sobre a peça exposta no mostruário, como: detalhes dos tecidos, preços, opções de cores, entre outras.

Na saúde, o beacon também é uma grande aposta. Sabe os prontuários médicos, que são formados por diversas folhas onde os médicos precisam preencher os dados e informações dos pacientes manualmente?

Agora, os papéis podem ficar de lado e o armazenamento dos dados feito no sistema. Para isso, basta inserir em cada leito um beacon que transmitirá para um tablet do médico todas as informações sobre aquele paciente.

O que pode evitar erros, facilitar o acesso aos arquivos e otimizar o processo.

Ainda nesta área, podemos citar a facilidade que os enfermeiros podem ter ao saber em quais leitos o médico já visitou e quais medicamentos precisam ser aplicados em determinado paciente.

É uma forma inovadora de trabalhar, que pode resultar em melhores ações e agilizar a comunicação entre médicos e enfermeiros.

O beacon é uma das grandes tendências para os estabelecimentos que contam com grande circulação de público e precisam conhecer melhor o seu cliente e ainda oferecer informação.

Se a sua empresa visa realizar uma ação de marketing, o beacon pode ser o caminho mais fácil. Quando um cliente assíduo se aproxima do seu estabelecimento, o sensor já reconhece o smartphone do consumidor e registra as ações dele dentro do seu estabelecimento.

Por exemplo, o tempo que ele passou na seção de cama, mesa e banho, quais produtos comprou e quando foi a última visita do cliente à loja. Com essas informações, fica muito mais simples o empresário saber qual artigo oferecer aquela pessoa e, desta forma, fazer ofertas mais assertivas.

O beacon pode ser utilizado por qualquer organização, a grande vantagem do recurso é o preço acessível, a facilidade de utilização e, ainda, por estreitar o relacionamento com o consumidor, que tem acesso a informações na palma da mão.

Esta é uma dos benefícios que o produto oferece para o público, receber conteúdo de interesse sem precisar perguntar as vendedoras, além de ter acesso a promoções e ofertas de maneira rápida e interativa.

As fabricantes já distribuem o aparelho em diversos formatos e tamanhos, que podem ser customizados para cada nicho. Em uma era em que a tecnologia e o uso dos smartphones estão em alta, nada melhor que usá-los a favor do nosso negócio.

Acho que os beacons chegaram com uma proposta inovadora e simples. Que tal ver como é?

* Gerardo Wisosky é country manager Brasil do GeneXus International



Gestão pública é o caminho contra a corrupção

A corrupção é pré-requisito do desenvolvimento, já dizia Gunnar Myrdall, Prêmio Nobel de Economia, em 1974.


Quando a desinformação é menos tecnológica e mais cultural

Cenário é propício para o descrédito de pesquisas, dados, documentos e uma série de evidências de veracidade.


Igualdade como requisito de existência

Na última cerimônia de entrega do EMMY, o prêmio da TV Norte Americana, um ator negro foi premiado, fruto de reconhecimento praticamente unânime de seu trabalho.


Liderança é comunicação, conexão e confiança

Cada dia que passa, percebo que uma boa comunicação e liderança têm total relação com conexão.


“A educação é a arma mais poderosa…” mas para quem?

Tudo o que se cria ou se ensina no mundo tem dois lados. Geralmente as intenções são boas e as pessoas as tornam ruins.


“Golpe do Delivery”

Entregadores usam máquina de cartão para enganar consumidor.


A inclusão educacional e o mês das crianças

O tema da inclusão está na ordem do dia, dominando as agendas no mês das crianças.


A velha forma de fazer política não tem fim

Ser político no Brasil é um grande negócio, uma dádiva caída do céu, visto as grandes recompensas de toda a ordem obtidas pelos políticos.


Procedimento de segurança

“Havendo despressurização…”, anuncia a comissária, em tom calmo, aos ouvidos dos senhores passageiros daquele voo atrasado, sob a umidade e a monocromia do céu de quase inverno.


Envelhecimento: o tempo passa para todos

Todos nós, em algum momento de nossas vidas, já ouvimos a frase: “o tempo passa para todos”.


Os passos para encontrar a si mesmo e a Deus

Mar da Galileia, Mar de Tiberíades ou Lago de Genesaré, um lugar significativo de tantos milagres e narrativas do Evangelho.


A babá e o beijo

Se eu tinha dúvidas, agora não tenho mais.