Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Censura Seletiva – Funk do Bolsonaro

Censura Seletiva – Funk do Bolsonaro

29/09/2018 Bady Curi Neto

A paródia tem como objetivo a comédia, o humor, mesmo que picante.

Segundo publicado na página eletrônica do Estadão, em 24 de setembro, apoiadores de Jair Bolsonaro se reuniram em marcha da família no domingo (23), em Recife, onde em apoio ao candidato à Presidência da República, entoaram cânticos com ofensas.

A música cantada é na realidade uma paródia do funk “Bonde na Favela”, do MC Reaça, que de forma jocosa e dentro da liberdade de expressão do humor sarcástico, ressalta a direita e debocha as feministas.

Consta na letra os seguintes versos: “Dou pra CUT, pão com mortadela/E pras feministas, ração na tigela/As mina de direita, são as top, mais bela/Enquanto as de esquerda têm mais pelo que cadela” e “Maria do Rosário não sabe lavar panela/Jandira Feghali nunca morou na favela/Luciana Genro apoia os sem-terra/Mas não dá o endereço pra invadirem a casa dela”.

Em nota, a Comissão da Mulher Advogada da OAB de Pernambuco manifestou seu total repúdio à música, concluindo que: “Em tempos em que, a cada dois segundos, uma mulher é vítima de violência física ou verbal no Brasil, segundo dados do Relógios da Violência do Instituto Maria da Penha, não se pode admitir que, sob o manto da liberdade de expressão, qualquer partido político, seja ele de direita ou de esquerda, ofenda publicamente uma coletividade de mulheres, reforçando a cultura machista e misógina que, infelizmente, ainda insiste em matar muitas mulheres todos os dias”.

A paródia, via de regra, tem como objetivo a comédia, o humor, mesmo que picante, realizado a partir de um poema, música, filmes e outras formas de arte, em que se mantém a estrutura, modificando o sentido. A paródia, ao contrário do plágio, tem seu viés crítico e sátiro, enquanto este é a imitação ou apropriação indevida de um texto, música, etc.

Faz-se necessário essa distinção, pois os ouvintes da paródia sabem que a intenção é satirizar, fazer graça, utilizar-se do humor, não tendo o condão da ofensa direta. Seria uma piada, que pode ser interpretada de mau gosto, mas, comumente, sem a intenção da agressividade direta e gratuita.

O que as feministas de plantão, com ouvidos tão sensíveis diante do humor, manifestaram quando o ex-presidente Lula, hoje presidiário, referiu-se às feministas do PT: “Cadê as mulheres de grelo duro do nosso partido? ”.

O que diriam as feministas quando as letras de funk, cantadas em todas as classes sociais, tratam diretamente as mulheres como objeto sexual, cadelas, vagabundas e outros adjetivos?

Apenas alguns exemplos, de cuja as letras, me permito, mesmo que constrangido, a transcrevê-las, pois as demais são impublicáveis: O Mc MM, na letra “Adestrador de Cadela”, utiliza dos seguintes versos: “Sabe aquelas minas cachorras, piranhas, sapecas? ”; “pega, bota na tcheca e depois solta na banguela”. O Mc Jhey, em música “Predador de Perereca” canta “pra três ela senta, nós três ela mama” e “sapeca a pepeca, divide essa tcheca”.

O machismo, a misoginia e qualquer outra forma de preconceito deve ser combatida com veemência, mas, falar de uma paródia, sem combater a degradação moral das músicas acima, deixa transparecer, mesmo que não o seja, que o combate não é ao humor e sim aos apoiadores do candidato.

* Bady Curi Neto é advogado fundador do Escritório Bady Curi Advocacia Empresarial, ex-juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG).

Fonte: Naves Coelho Assessoria e Marketing



O peso da improbidade no destino das pessoas

O homem já em tempos pré-históricos se reunia em volta das fogueiras onde foi aperfeiçoada a linguagem humana.


Mercado imobiliário: muito ainda para crescer

Em muitos países, a participação do mercado imobiliário no Produto Interno Bruto (PIB) está acima de 50%, enquanto no Brasil estamos com algo em torno de 10%.


Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Trabalhar numa empresa e conhecer os seus setores faz parte da rotina de qualquer colaborador. Mas num futuro breve esse conhecimento será apenas parte dos requisitos.


Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


Entenda o visto humanitário para ucranianos

A invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro, já levou mais de 4 milhões de ucranianos a deixarem seu país em busca de um lugar seguro.


Exigência de vacina não é motivo para rescisão indireta por motivo ideológico

Não se discute mais que cabe ao empregador, no exercício de seu poder diretivo e disciplinar, zelar pelo meio ambiente de trabalho saudável.


A governança de riscos e gestão em fintechs

Em complemento às soluções e instituições financeiras já existentes, o mercado de crédito ficou muito mais democrático com a expansão das fintechs.


6 passos para evitar e mitigar os danos de ataques cibernéticos à sua empresa

Ao longo de 2021 o Brasil sofreu mais de 88,5 bilhões (sim, bilhões) de tentativas de ataques digitais, o que corresponde a um aumento de 950% em relação a 2020, segundo um levantamento da Fortinet.


Investimentos registram captação de R$ 46 bi no primeiro trimestre

O segmento de fundos de investimentos fechou o primeiro trimestre de 2022 com absorção líquida de R$ 46,1 bilhões, movimentação de 56,9% menor do que o observado no mesmo período de 2021.


Não são apenas números

Vinte e duas redações receberam nota mil, 95.788, nota zero, e a média geral de 634,16.


Formas mais livres de amar

A busca de afeição, o preenchimento da carência que nos corrói as emoções, nos lança a uma procura incessante de aproximação com outra pessoa: ânsia esperançosa de completude; algum\a outro\a me vai fazer feliz.


Dia da Educação: transformação das pessoas, do mercado e da sociedade

A Educação do século 21 precisa, cada vez mais, conciliar as competências técnicas e comportamentais.