Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Comandante da cadeia

Comandante da cadeia

05/10/2018 Bady Curi Neto

O condenado Lula, através de seus asseclas, está comandando uma verdadeira compra de apoio político.

A revista “Isto É” trouxe em sua reportagem de capa um fato que deveria ser estarrecedor em qualquer país do mundo. Um ex-presidente da República, cumprindo pena de prisão por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, encarcerado na sede da Polícia Federal, comanda uma eleição de dentro de sua cela, buscando apoio de candidatos de outros partidos políticos para o seu indicado ao cargo à presidência da República, em troca de dinheiro e promessa de vantagens ilícitas.

Pelo teor da reportagem, o condenado Lula, através de seus asseclas, está comandando uma verdadeira compra de apoio político através de mensagens e bilhetinhos manuscritos. Ainda segundo a reportagem, apenas para a campanha do candidato ao Senado Weverton Rocha, no Ceará, o encarcerado Lula, fez que chegasse a quantia de R$ 6 milhões, em troca de apoio para Haddad e o abandono à campanha de Ciro Gomes.

Também determinou que Fernando Collor de Melo renunciasse sua campanha para o Governo do Estado do Alagoas, beneficiando diretamente seu adversário Renanzinho (filho do Senador Renan Calheiros), que poderá sair vitorioso em primeiro turno. Isto permitirá a dedicação exclusiva de Renanzinho à campanha de Haddad, no segundo turno das eleições presidenciais. Por óbvio, o favor não irá sair de graça, Renan se comprometeria a aumentar as verbas publicitárias de R$ 300 mil para R$ 800 mil direcionados à TV de Fernando Collor, em Maceió.

A compra de apoio político não é uma novidade para o PT de Lula. Conforme consta na delação premiada de Antônio Palocci, a prática ilícita parece ser a tônica máxima do presidiário. O que causa maior estranheza e perplexidade é que o ex-presidente Lula está atuando, dando ordens e comandando a campanha eleitoral de seu “poste” Haddad, cumprindo pena por desvios de conduta, de dentro de uma prisão, pasmem, na carceragem da Polícia Federal de Curitiba.

Permitir um encarcerado a determinar a compra de apoio político, como dito na reportagem, em troca de benécias ilícitas e dinheiro, seria o mesmo que permitir que condenados por outros crimes continuassem a comandar suas atividades ilícitas de dentro do presídio, o que é surreal.

A prisão tem por objetivo a punição pelo ato típico e antijurídico praticado pelo condenado, e filosoficamente, em uma visão mais moderna, o segregamento do indivíduo de suas relações sociais, para que durante o cárcere possa, diante do isolamento imposto pelo Estado Juiz, refletir sobre os crimes praticados, permitindo uma autorreflexão, consubstanciando na ressocialização do indivíduo. Os dois objetivos parecem não estar surtindo efeito ao ex-presidente.

Lula, dado a relevância do cargo que ocupou, Presidente da República, foi posto em um regime e carceragem diferenciados dos demais presos envolvidos nos mesmos esquemas de corrupção e lavagem de dinheiro por ele praticado, conhecido como Lava- Jato e Petrolão.

Se comprovado os fatos narrados na revista “Isto É”, alternativa não restará ao Estado Juiz, do que pedir a transferência do custodiado Lula para um presídio, diminuindo suas regalias, para que possa cumprir sua pena sem o risco da prática do cometimento de novos ilícitos.

* Bady Curi Neto é advogado fundador do Escritório Bady Curi Advocacia Empresarial, ex-juiz do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG).

Fonte: Naves Coelho Assessoria e Marketing



Superando os gigantes

A pequena Faculdade de Sabará demonstrou fazer jus ao ditado popular de que “tamanho não é documento”.


Sentença da juíza do Paraná

A sentença do Paraná traz a minha memória uma decisão que proferi quando exercia a função judicante.


A burra de Martim Tirado

As velhas historietas que os avós contavam à lareira.


Erros comuns de mulheres nos exercícios da academia

Perder mais peso e diminuir o risco de lesões eliminando os seguintes maus hábitos de suas rotinas.


Uma aula de vida

Uma aula de busca de liberdade em um filme para rever a cada instante!


Como estar preparado para a possível reforma tributária?

A reforma tributária deve ser um dos maiores desafios neste primeiro mandato.


Pressão popular e o poder judiciário

A imparcialidade do magistrado é princípio primeiro para o exercício da judicatura.


O caminho da simplicidade

Todos temos um grau de acumulador.


Sonhos precocemente interrompidos

Culpa consciente ou dolo eventual?


Precisamos desconectar

Um estudo recente da Universidade Estadual de São Francisco, na Califórnia (EUA), apontou que interagimos, em média, 2.617 vezes por dia com nossos smartphones.


Ministro Moro no país das narrativas

Mais importante que a dureza da lei, porém, é a certeza de sua aplicação.


Lula, a vestal do prostíbulo da lavagem de dinheiro

O PT está em pavorosa vendo seu expoente maior afastado da vida política, condenado e preso.