Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como a gestão orçamentária em tecnologia pode preparar as empresas para 2022?

Como a gestão orçamentária em tecnologia pode preparar as empresas para 2022?

16/12/2021 Walter Ezequiel Troncoso

Ao mesmo tempo em que as mudanças tecnológicas colocam as organizações diante da necessidade de se reinventarem digitalmente e ampliarem seus negócios, existe uma grande pressão pela redução de custos.

Não raro, cabe ao gestor de Tecnologia a complexa tarefa de otimizar o orçamento anual, de modo que todo o investimento aprovado atenda às diversas demandas do negócio, e ainda manter autonomia para a solução de problemas ao longo do caminho que possam afetar processos e performance.

No nosso país, quanto à migração para a nuvem, segundo pesquisa da Equinix, o percentual de empresas que planejam a mudança passou de 27% em 2020 para 54% em 2021.

Segundo a IDC Brasil, investimentos em software e em equipamentos de segurança somarão US$ 900 milhões neste ano, avançando 12,5% em comparação a 2019.

Pesquisas da Gartner apontam para um robusto investimento em novas tecnologias. A consultoria aponta que os gastos mundiais com tecnologia atingirão US$ 4,2 trilhões neste ano, em um aumento de 8,6% em relação ao ano passado.

Somente na área da Inteligência Artificial, cerca de um terço de entrevistados (fornecedores de tecnologia e serviços com planos para o desenvolvimento de soluções com tecnologia de Inteligência Artificial) espera investir, ao menos, US$ 1 milhão nos próximos dois anos.

Para manter a competitividade neste cenário, é vital a escolha do Opex e o Capex. Daí a importância da gestão estratégica da TI (Tecnologia da Informação).

É preciso fazer uma escolha inteligente e completa dos investimentos, demonstrando aos acionistas e executivos do alto comando os benefícios esperados com as mudanças, como diminuição de custos operacionais e redução de erros, o retorno esperado sobre os investimentos (a chamada ROI em TI) e os possíveis riscos de prejuízos caso investimentos não sejam feitos.

Daí a importância da gestão estratégica da TI (Tecnologia da Informação) para uma devida alocação dos investimentos.

Deve existir uma estratégia robusta de alinhamento aos objetivos do negócio, transformação digital, cibersegurança, legislações como a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) e regulamentações do mercado.

E também, claro, um criterioso orçamento em Tecnologia envolvendo aquisições e manutenções de software e hardware, suporte e treinamentos. Para ter tudo isso claro e acelerar o processo, pode-se contar com a ajuda de especialistas.

Para definir com sucesso os investimentos e soluções de TI, é necessário que a tecnologia apoie de forma estratégica o crescimento do negócio, resolvendo problemas específicos com resultados mensuráveis.

A tecnologia aplicada deve resolver problemas da organização, fornecendo melhorias que integrem a TI às outras áreas da empresa, além de inovações que contribuam para a sustentabilidade como um todo.

Respaldo técnico

Entre as pautas tecnológicas para 2022 sendo discutidas hoje pelas empresas no Brasil estão a computação em nuvem, o fortalecimento da segurança digital, a indústria 4.0, a robotização e a inteligência artificial.

Entre os erros que estão sendo cometidos neste momento estão o orçamento feito de forma incompleta ou mal planejada, falta de investimentos em backup, segurança e treinamentos, migração para a nuvem de forma atabalhoada e tomada de decisões impulsivas, sem respaldo técnico.

O apoio de especialistas pode se mostrar providencial neste momento-chave para as organizações, em que orçamentos estão sendo definidos e inúmeras questões estão sendo debatidas internamente, muitas vezes sem respostas claras, uma vez que as perguntas são tão específicas para este momento único de mudanças rápidas.

Uma visão holística e altamente especializada pode ajudar a tomar decisões orçamentárias bem embasadas.

* Walter Ezequiel Troncoso é sócio-fundador e CEO da Inove Solutions.

Para mais informações sobre tecnologia clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Agência Comunicado



Mortes e lama: até quando, Minas?

Tragédias no Brasil são quase sempre pré-anunciadas. É como se pertencessem e integrassem a política de cotas. Sim, há cotas também para o barro e a lama. Cota para a dor.


Proteção de dados de sucesso

Pessoas certas, processos corretos e tecnologia adequada.


Perspectivas e desafios do varejo em 2022

Como o varejo lida com pessoas, a sua dinâmica é fascinante. A inclusão de novos elementos é constante, tais como o “live commerce” e a “entrega super rápida”.


Geração millenials, distintas facetas

A crise mundial – econômica, social e política – produzida pela transformação sem precedentes da Economia 4.0 coloca, de forma dramática, a questão do emprego para os jovens que ascendem ao mercado de trabalho.


Por que ESG e LGPD são tão importantes para as empresas?

ESG e LGPD ganham cada vez mais espaço no mundo corporativo por definirem novos valores apresentados pelas empresas, que procuram melhor colocação no mercado, mais investimentos e consumidores satisfeitos.


O Paradoxo de Fermi e as pandemias

Em uma descontraída conversa entre amigos, o físico italiano Enrico Fermi (1901-1954) perguntou “Onde está todo mundo?” ao analisarem uma caricatura de revista que retratava alienígenas, em seus discos voadores, roubando o lixo de Nova Iorque.


Novo salário mínimo em 2022 e o impacto para os trabalhadores autônomos

O valor do salário mínimo em 2022 será de R$ 1.212,00.


2021 – A ironia de mais um ano que ficará marcado na história

Existe um elemento no ano de 2021 que imputou e promoveu uma verdadeira aposta de cancelamentos e desejos para que ele seja mais um ano apagado da memória de milhares de pessoas: A pandemia, que promoveu o desaparecimento definitivo de milhares de pessoas.


Negócios do futuro: por que investir em empreendedorismo no setor financeiro

Você sabia que 60% dos jovens de até 30 anos sonham em empreender?


A importância de formar talentos

Um dos maiores desafios das empresas tem sido encontrar talentos com habilidades desenvolvidas e preparados para contribuir com a estratégia da empresa.


Sustentabilidade em ‘data center’: setor se molda para atender a novas necessidades

Mesmo que a sustentabilidade ainda seja um tema relativamente novo no segmento de data center, ele tem se tornado cada vez mais necessário para as empresas que querem agregar valor ao seu negócio.


Tendência de restruturações financeiras e recuperações judiciais para o próximo ano

A expectativa para o próximo ano é de aumento grande no número de recuperações judiciais e restruturações financeiras, comparativamente, aos anos de 2021 e 2020.