Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Como falar de si mesmo numa entrevista de emprego?

Como falar de si mesmo numa entrevista de emprego?

13/11/2014 Alessandra Vieira Martins

Parece simples, mas muita gente tem dificuldade para falar de si mesma. Seja por timidez, receio de se expor ou pura falta de conhecimento. Justificativas não faltam. A realidade é que o momento de falar de si mesmo é o momento mais temido pelos candidatos!

A entrevista de emprego, por si só já mexe com o emocional, pois é um momento em que o candidato está sendo observado e testado. Os ânimos ficam à flor da pele. Os processos seletivos estão a cada dia que passa mais focados no comportamental. Lógico que a capacidade técnica conta e muito, mas a personalidade, inteligência emocional e autoconhecimento fazem total diferença e podem ser fator de “desempate” em caso de dúvida entre um candidato e outro.

Conhecer as qualidades é importante para a empresa visualizar de que forma você será útil na equipe e os defeitos são interessantes para o selecionador entender quais são suas limitações, bem como deverá trabalha-las dentro do time. É importante que o candidato saiba falar também dos pontos fracos, afinal, falar das qualidades é relativamente fácil. É duro reconhecer nossas dificuldades e principalmente mostrar como lidamos com elas a fim de minimizar impactos negativos no desempenho.

O segredo é falar naturalmente, tanto das qualidades quanto dos defeitos, sem parecer arrogante ou acomodado. Quando se referir às qualidades esqueça a falsa modéstia. Fale abertamente e valorize suas realizações. Outra dica importante é fugir das respostas padrão como dizer que o pior defeito é ser perfeccionista ou ansioso. Essas respostas estão bem manjadas pelos profissionais de seleção. É um jeito de fugir (ou se sair “bem”) desse tipo de questão. Seja sincero ao falar dos seus defeitos e lembre-se de dizer o que tem feito para melhorar esses pontos fracos. Isso dá credibilidade e afirma seu interesse em desenvolvimento pessoal.

*Alessandra Vieira Martins é gestora de recursos humanos e gerente comercial na Perfil Humano RH, empresa especializada em recrutamento e seleção.



Bolsa vs Startups. Porque não os dois?

Vivemos um momento de grandes inovações e com os investimentos não é diferente.


Os pecados capitais da liderança

“Manda quem pode, obedece quem tem juízo.”


“Pensar Global, Agir local”: O poder do consumo consciente

A expressão “Pensar Global e Agir local” já é lema em muitas esferas de discussões políticas, econômicas, sobre sustentabilidade e solidariedade.


Vencido o primeiro desafio da LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) regulamenta o tratamento de dados de pessoas físicas nas suas mais variadas aplicações e ambientes.


Telemedicina, fortalecimento do SUS e um primeiro balanço da pandemia

Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades, alertou Camões. Todo o mundo é feito de mudanças.


Médico: uma profissão de risco

Estudar medicina é o sonho de muito estudantes, desde o cursinho o futuro médico se dedica a estudar para conseguir entrar no super concorrido curso de medicina.


Como a quarentena provocou o êxodo urbano para cidades que oferecem mais qualidade de vida

A pandemia e as medidas de isolamento social fizeram com que as pessoas precisassem adaptar a rotina de trabalho, estudos, lazer e até de saúde, trazendo estas atividades para dentro de casa.


A era do fogo chegou

Pantanal, um dos biomas com maior biodiversidade do mundo, já teve 16% de todo território queimando.


Autoconhecimento: uma regra de ouro da vida

Há quem os critique, há quem os ame; eles já me resgataram do fundo poço e lhes sou grata: os livros de autoajuda.


Você tem curso universitário?

Naquela macia manhã de domingo, fui com meu pai, à missa, na igreja de Santíssima Trindade.


Voto é interesse. Não é direito, nem dever…

A partir desta quarta-feira (16), os mais de 5600 municípios brasileiros já conhecem os homens e mulheres que pretendem governá-los ou ser vereadores entre 01/01/2021 e 31/12/2025.


7 tendências em Analytics que estão mudando a área financeira

Segundo a consultoria McKinsey, mais de 90% dos 50 principais bancos do mundo utilizam, de forma avançada, a tecnologia de análise de dados, também conhecida como Analytics.