Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como o tempo influencia nas suas decisões e vice-versa?

Como o tempo influencia nas suas decisões e vice-versa?

17/09/2016 Luciano Zorzal

Quem tem tempo hoje em dia? Praticamente, ninguém. Estamos sempre correndo, executando.

Afinal, “atitude” é a palavra do momento. Contudo, parar um pouco, respirar e fazer algumas reflexões básicas é uma atitude extremamente importante que você deve adotar agora mesmo.

Você sabe onde quer chegar? Quais são seus objetivos? Quais rumos deseja para sua carreira? Para tomar decisões acertadas é preciso fazer uma leitura correta tanto do mundo à sua volta, quanto de você mesmo, pois no mercado não há lugar para profissionais medianos.

É preciso ousar e ter conteúdo, mas esses valores só são possíveis se buscados com propósito e dedicação. Por isso, é tão importante amar o que se faz. Quando vivemos na correria, as coisas vão acontecendo e, muitas vezes, não paramos para pensar sobre nossas decisões.

Isso, talvez, porque temos a falsa sensação de que, agindo assim, não nos sentiremos responsáveis caso algo dê errado. Com a reflexão, o peso fica maior, a responsabilidade aumenta. Afinal, foi uma escolha e, portanto, existe uma relação direta de responsabilidade.

As decisões podem ser tomadas por você ou pelos outros. Você que decide qual risco quer assumir. Se a decisão for sua, experimente separar um tempo, ainda que pouco, para refletir sobre sua carreira. Muitos investem anos em uma faculdade, sem talvez, ter pensado pelo menos algumas horas, se é aquilo mesmo que queriam.

A boa notícia é que, por incrível que pareça, sempre há tempo para reavaliarmos. Como você já sabe, o tempo é relativo. Portanto, tudo depende do referencial que você adotar. Estamos falando do tempo que teremos para viver e não do que já vivemos.

Não interessa quando nascemos, mas sim quando concluiremos nossa missão aqui na Terra, o que felizmente, não sabemos. Portanto, há tempo! Imagine, por exemplo, um profissional de 40 anos. Insatisfeito com suas atividades e seus resultados, ele decide mudar o rumo de sua carreira.

Escolhe fazer um novo curso superior, uma decisão acertada e madura. Estuda cinco anos e, graças a qualidade da sua escolha, passa a trabalhar mais motivado. Passam 24 anos e ele ainda tem 70 e muito mais para viver ainda.

Com a atual dinâmica do mercado de trabalho e o aumento da expectativa de vida, esse personagem só comprova uma tendência cada vez mais forte, a de trocar de carreira ao longo da vida. Você mesmo pode ser prova disso, visto que é bem provável que você tenha mais de uma profissão ao longo da sua vida. Bem vindo ao mercado de trabalho!

* Luciano Zorzal é palestrante, consultor, diretor de expansão da Zorzal Franquias e sócio-fundador da Zorzal Consultores & Auditores Associados.



A desconstrução do mundo

Quando saí do Brasil para morar no exterior, eu sabia que muita coisa iria mudar: mais uma língua, outros costumes, novas paisagens.

Autor: João Filipe da Mata


Por nova (e justa) distribuição tributária

Do bolo dos impostos arrecadados no País, 68% vão para a União, 24% para os Estados e apenas 18% para os municípios.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Um debate desastroso e a dúvida Biden

Com a proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para novembro deste ano, realizou-se, na última semana, o primeiro debate entre os pleiteantes de 2024 à Casa Branca: Donald Trump e Joe Biden.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Aquiles e seu calcanhar

O mito do herói grego Aquiles adentrou nosso imaginário e nossa nomenclatura médica: o tendão que se insere em nosso calcanhar foi chamado de tendão de Aquiles em homenagem a esse herói.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Falta aos brasileiros a sede de verdade

Sigmund Freud (1856-1939), o famoso psicanalista austríaco, escreveu: “As massas nunca tiveram sede de verdade. Elas querem ilusões e nem sabem viver sem elas”.

Autor: Samuel Hanan


Uma batalha política como a de Caim e Abel

Em meio ao turbilhão global, o caos e a desordem só aumentam, e o Juiz Universal está preparando o lançamento da grande colheita da humanidade.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


De olho na alta e/ou criação de impostos

Trava-se, no Congresso Nacional, a grande batalha tributária, embutida na reforma que realinhou, deu nova nomenclatura aos impostos e agora busca enquadrar os produtos ao apetite do fisco e do governo.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil


Como melhorar a segurança na movimentação de cargas na construção civil?

O setor da construção civil é um dos mais importantes para a economia do país e tem impacto direto na geração de empregos.

Autor: Fernando Fuertes


As restrições eleitorais contra uso da máquina pública

Estamos em contagem regressiva. As eleições municipais de 2024 ocorrerão no dia 6 de outubro, em todas as cidades do país.

Autor: Wilson Pedroso


Filosofia na calçada

As cidades do interior de Minas, e penso que de outros estados também, nos proporcionam oportunidades de conviver com as pessoas em muitas situações comuns que, no entanto, revelam suas características e personalidades.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


Onde começam os juros abusivos?

A imagem do brasileiro se sustenta em valores positivos, mas, infelizmente, também negativos.

Autor: Matheus Bessa