Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Conchavos mineiros e revelações dos bastidores do Poder Nacional (III)

Conchavos mineiros e revelações dos bastidores do Poder Nacional (III)

08/12/2005 Floriano de Lima Nascimento

Uma emissora de televisão exibiu uma série de entrevistas feitas pelo jornalista Geneton Morais Neto com ex-presidentes do Brasil, em busca de fatos sensacionais, até então não revelados, ocorridos em seus governos.

O sr. José Sarney, primeiro governante empossado no período da Nova República, após a morte do presidente eleito, Tancredo Neves, revelou ter ficado surpreso ao saber que estavam adiantadas as experiências para a construção da primeira bomba atômica brasileira.

Diante dessa informação, diz o então presidente que determinou o fim dos testes nucleares, ao mesmo tempo em que se empenhou em assegurar ao governo argentino que o Brasil não tinha qualquer projeto nessa área. Esses, embora negassem, vinham fazendo a mesma coisa. A corrida nuclear estava em marcha no Continente.

O sucessor de Sarney, Fernando Collor, renunciou ao cargo em meio a uma onda de denúncias sobre corrupção. Os brasileiros só não sabiam que, naqueles dias dramáticos, o político alagoano pensou em suicídio, só não cometendo o ato extremo porque, no auge da crise, foi aconselhado pelo governador Leonel Brizola a não seguir o exemplo de Getúlio Vargas e a resistir até o fim.

O ex-presidente Itamar Franco, que completou o mandato interrompido de Collor, revelou a proposta indecorosa, feita por parlamentares que preferiu não nomear, de fechar o Congresso Nacional, segundo eles, minado pela corrupção. Essa obsessão, muito antiga, mostra que o fantasma autoritário sempre esteve presente em nossa história de republicana.

O último entrevistado, ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, tornou público o convite feito pelo seu colega Bill Clinton, para que o Brasil tivesse presença mais ativa na Colômbia, envolvendo-se, com certeza, no combate ao narcotráfico, ali travado há décadas. Outro fato mencionado referia-se à preocupação demonstrada pelo Secretário de Estado Warren Christoffer dos E.U.A. com a aquisição de componentes para fabricação de satélites feita na Rússia, sem conhecimento do presidente Itamar Franco e do político já escolhido para sucedê-lo.

Foi muito oportuna, a iniciativa de trazer a público os bastidores da Presidência da República, onde se ocultam muitos segredos. Espera-se que, reunidas em livros, as entrevistas possam dar aos leitores informações mais completas sobre os momentos de crise enfrentados pelos nossos governantes.

* Floriano de Lima Nascimento - Ocupante da Cadeira nº 25 do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais 



O efeito pandemia nas pessoas e nos ‘in-app games’

É fato que a Covid-19 balançou as estruturas de todo mundo, trazendo novos hábitos, novas formas de consumir conteúdo, fazer compras… E, claro, de se entreter.


A violência e o exemplo dos parlamentos

O péssimo exemplo que os políticos, em geral, dão nos parlamentos, insultando, ridicularizando os antagonistas, leva, por certo, a população a comportar-se de modo semelhante.


Brasileiro residente no exterior, por que fazer um planejamento previdenciário?

É muito comum no processo emigratório para o exterior ter empolgação e expectativas sobre tudo o que virá nessa nova fase da vida.


LGPD: é fundamental tratar do sincronismo de dados entre todas as aplicações

Se um cliente solicita alteração nos dados cadastrais ou pede a sua exclusão da base de dados que a empresa possui, o que fazer para garantir que isso ocorra em todos os sistemas e banco de dados que possuem os dados deste cliente ao mesmo tempo e com total segurança?


As gavetas que distorcem a vida política do país

Finalmente, está marcada para terça-feira (30/11), na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, a sabatina do jurista André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar a vaga decorrente da aposentadoria do ministro Marco Aurélio, no Supremo Tribunal Federal.


O novo normal e a justiça!

Não restam dúvidas que o avanço tecnológico veio para melhorar e facilitar a vida das pessoas.


Repousar de fadigas, livrar-se de preocupações

O dicionário diz que descansar é repousar de fadigas, livrar-se de preocupações.


O fim da violência contra a mulher é causa de direitos humanos

O dia 25 de novembro marca a data internacional da não-violência contra as mulheres.


A primeira romaria do ano em Portugal

A 10 de Janeiro – ou domingo mais próximo dessa data, dia do falecimento de S. Gonçalo, realiza-se festa rija em Vila Nova de Gaia.


Medicina Preventiva x Medicina Curativa

A medicina curativa domina o setor de saúde e farmacêutico. Mas existe outro tipo de cuidado em crescimento, chamado de Medicina Personalizada.


A importância da inovação em programas de treinamento e desenvolvimento

O desenvolvimento de pessoas em um ambiente corporativo é um grande desafio para gestores de recursos humanos, principalmente para os que buscam o melhor aproveitamento das habilidades de um time através do autoconhecimento.


Por que o 13º salário gera “confiança” nos brasileiros?

O fim do ano está chegando, mas antes de pensar no Natal as pessoas já estão de olho no 13º salário.