Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Conchavos mineiros e revelações dos bastidores do Poder Nacional (III)

Conchavos mineiros e revelações dos bastidores do Poder Nacional (III)

08/12/2005 Floriano de Lima Nascimento

Uma emissora de televisão exibiu uma série de entrevistas feitas pelo jornalista Geneton Morais Neto com ex-presidentes do Brasil, em busca de fatos sensacionais, até então não revelados, ocorridos em seus governos.

O sr. José Sarney, primeiro governante empossado no período da Nova República, após a morte do presidente eleito, Tancredo Neves, revelou ter ficado surpreso ao saber que estavam adiantadas as experiências para a construção da primeira bomba atômica brasileira.

Diante dessa informação, diz o então presidente que determinou o fim dos testes nucleares, ao mesmo tempo em que se empenhou em assegurar ao governo argentino que o Brasil não tinha qualquer projeto nessa área. Esses, embora negassem, vinham fazendo a mesma coisa. A corrida nuclear estava em marcha no Continente.

O sucessor de Sarney, Fernando Collor, renunciou ao cargo em meio a uma onda de denúncias sobre corrupção. Os brasileiros só não sabiam que, naqueles dias dramáticos, o político alagoano pensou em suicídio, só não cometendo o ato extremo porque, no auge da crise, foi aconselhado pelo governador Leonel Brizola a não seguir o exemplo de Getúlio Vargas e a resistir até o fim.

O ex-presidente Itamar Franco, que completou o mandato interrompido de Collor, revelou a proposta indecorosa, feita por parlamentares que preferiu não nomear, de fechar o Congresso Nacional, segundo eles, minado pela corrupção. Essa obsessão, muito antiga, mostra que o fantasma autoritário sempre esteve presente em nossa história de republicana.

O último entrevistado, ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, tornou público o convite feito pelo seu colega Bill Clinton, para que o Brasil tivesse presença mais ativa na Colômbia, envolvendo-se, com certeza, no combate ao narcotráfico, ali travado há décadas. Outro fato mencionado referia-se à preocupação demonstrada pelo Secretário de Estado Warren Christoffer dos E.U.A. com a aquisição de componentes para fabricação de satélites feita na Rússia, sem conhecimento do presidente Itamar Franco e do político já escolhido para sucedê-lo.

Foi muito oportuna, a iniciativa de trazer a público os bastidores da Presidência da República, onde se ocultam muitos segredos. Espera-se que, reunidas em livros, as entrevistas possam dar aos leitores informações mais completas sobre os momentos de crise enfrentados pelos nossos governantes.

* Floriano de Lima Nascimento - Ocupante da Cadeira nº 25 do Instituto Histórico e Geográfico de Minas Gerais 



Quando a desinformação é menos tecnológica e mais cultural

Cenário é propício para o descrédito de pesquisas, dados, documentos e uma série de evidências de veracidade.


Igualdade como requisito de existência

Na última cerimônia de entrega do EMMY, o prêmio da TV Norte Americana, um ator negro foi premiado, fruto de reconhecimento praticamente unânime de seu trabalho.


Liderança é comunicação, conexão e confiança

Cada dia que passa, percebo que uma boa comunicação e liderança têm total relação com conexão.


“A educação é a arma mais poderosa…” mas para quem?

Tudo o que se cria ou se ensina no mundo tem dois lados. Geralmente as intenções são boas e as pessoas as tornam ruins.


“Golpe do Delivery”

Entregadores usam máquina de cartão para enganar consumidor.


A inclusão educacional e o mês das crianças

O tema da inclusão está na ordem do dia, dominando as agendas no mês das crianças.


A velha forma de fazer política não tem fim

Ser político no Brasil é um grande negócio, uma dádiva caída do céu, visto as grandes recompensas de toda a ordem obtidas pelos políticos.


Procedimento de segurança

“Havendo despressurização…”, anuncia a comissária, em tom calmo, aos ouvidos dos senhores passageiros daquele voo atrasado, sob a umidade e a monocromia do céu de quase inverno.


Envelhecimento: o tempo passa para todos

Todos nós, em algum momento de nossas vidas, já ouvimos a frase: “o tempo passa para todos”.


Os passos para encontrar a si mesmo e a Deus

Mar da Galileia, Mar de Tiberíades ou Lago de Genesaré, um lugar significativo de tantos milagres e narrativas do Evangelho.


A babá e o beijo

Se eu tinha dúvidas, agora não tenho mais.


A despolitização do Supremo Tribunal Federal

Não pode funcionar bem e com total isenção uma corte ou tribunal de indicação e nomeação política.