Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Conhece-te a ti mesmo e organizarás sua vida financeira

Conhece-te a ti mesmo e organizarás sua vida financeira

22/10/2018 Dora Ramos

Para organizar sua vida financeira, é preciso também estar bem com si mesmo.

O desafio de ajustar a vida financeira pode ser a ponta de um processo que precisa, primeiramente, de organização interna. Dificuldades econômicas como dívidas de cartão de crédito são reflexos de comportamentos que podem muitas vezes ser invisíveis, como falhas de planejamentos ou até entraves na comunicação com a família ou parceiros.

Por isso, vale a regra: para organizar sua vida financeira, é preciso também estar bem com si mesmo. São diversas as terapias complementares que podem te ajudar a alcançar o tão sonhado equilíbrio físico, emocional, espiritual e até, por que não, financeiro.

Planilhas e contas matemáticas vão, de fato, te ajudar a saber quando, quanto e com o que gastar. Porém, números não são exatamente frios. É importante humanizá-los e entender quais são os comportamentos do nosso dia a dia que levaram àquele resultado. Terapias complementares como aromaterapia e técnicas de programação neurolinguística podem te ajudar a alcançar harmonia e, assim, ter mais recursos para ver suas dificuldades financeiras com um olhar mais objetivo.

Algumas das terapias que podem ajudar são:

1 - Aromaterapia, a técnica de utilizar o aroma liberado por diferentes óleos essenciais para estimular partes do cérebro, que pode fortalecer as defesas do corpo, promover o bem-estar e aliviar transtornos como ansiedade, estresse, insônia ou depressão;

2 - Reiki, uma prática japonesa milenar de recomposição e harmonização do equilíbrio energético que tem por objetivo manter ou recuperar a saúde na totalidade do ser, nos corpos físico, emocional, mental e espiritual. A aplicação é feita pelo toque das mãos do terapeuta, que transfere energias REI (referente a energias cósmicas) para o paciente. De acordo com a prática, a REI funciona como um instrumento de transformação de energias nocivas em benéficas, pois o KI (energia pessoal) a reconhece como padrão;

3 - Alinhamento dos Chakras, terapia milenar da cultura hindu que relaciona doenças e aflições ao corpo energético. De acordo com a doutrina, o corpo humano contém diversos chakras, vórtices energéticos que estão conectados a várias dimensões do universo e correspondem à maneira na qual pensamos, sentimos e vivemos. Assim, o alinhamento deles busca mudar atitudes, crenças e pensamentos para alcançar o equilíbrio e harmonia no corpo físico, espiritual, emocional e mental;

4 - Programação Neurolinguística, abordagem de comunicação, desenvolvimento pessoal e psicoterapia que afirma que existe uma conexão entre processos neurológicos, a linguagem e os padrões comportamentais aprendidos através da experiência de cada um. Assim, a terapia acredita que é possível alcançar metas e até modelar habilidades através da manipulação dessas informações. Sessões também buscam tratar transtornos como fobias, depressão, distúrbios motores, doença psicossomática, miopia, alergia, distúrbios de aprendizagem e doenças comuns;

Muitas vezes, abaixo da ponta de um iceberg que é nossa própria desorganização financeira, há questões maiores a serem tratadas. O que nos move a gastar? Quais são as áreas onde posso cortar custos e economizar? Existem descuidos ou exageros em meus planos financeiros? É preciso sempre olhar o todo e ver onde há uma falta de equilíbrio. Estar bem com si mesmo é o primeiro passo para colocar as contas em dia e viver mais tranquilamente.

* Dora Ramos é Orientadora Financeira e Terapeuta Complementar/Holística.

Fonte: Grupo Image



Os desafios de tornar a tecnologia acessível à população

Vivemos uma realidade em que os avanços tecnológicos passaram a pautar nosso comportamento e nossa sociedade.


O uso do celular, até para telefonar

Setenta e sete por cento dos brasileiros utilizam o smartphone para pagar contas, transferir dinheiro e outros serviços bancários.


Canto para uma cidade surda

O Minas Tênis Clube deu ao Pacífico Mascarenhas o que a cidade de Belo Horizonte deve ao Clube da Esquina; um cantinho construído pelo respeito, gratidão, admiração, reconhecimento, apreço e amor.


Como acaso tornou famoso notável compositor

Antes de alcançar a celebridade, e a enorme fortuna, Verdi, passou muitas dificuldades financeiras.


Gugu e a fragilidade da vida

A sabedoria aconselha foco no equilíbrio emocional e espiritual diante da fragilidade e fugacidade da vida.


Quando o muro caiu

O Brasil se preparava para o segundo turno das eleições presidenciais, entre o metalúrgico socialista Luís Inácio Lula da Silva e a incógnita liberal salvacionista Fernando Collor de Melo, quando a televisão anunciou a queda do muro de Berlim.


Identidade pessoal e identidade familiar

Cada família gesta a sua identidade, ainda que algumas vezes, de forma inconsciente.


Desprezo e ingratidão

Não sei o que dói mais: se a ingratidão se o desprezo.


A classe esquecida pelo governo

O fato é que a classe média acaba por ser a classe esquecida pelo governo.


O STF em defesa de quem?

A UIF, antigo COAF, foi criada como uma unidade do Ministério da Justiça (hoje, no BACEN) para fazer uma coisa muito simples: receber dos bancos notificações de que alguém teria realizado uma transação suspeita, anormal.


O prazer da leitura

Ao contrário do que se possa pensar, não tenho muitos amigos. Também não são muitos os conhecidos.


Desmoralização do SFT

A moralidade e a segurança jurídica justificam a continuidade da prisão em segunda instância. A mudança desta postura favorece a impunidade dos poderosos e endinheirados.