Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Darwin e o mecanismo da evolução

Darwin e o mecanismo da evolução

23/09/2009 Divulgação

Chamar uma teoria de fato”, afirmou o ecólogo Thomas Lewinsohn, da Universidade Estadual de Campinas, “é como transformá-la num fóssil”. A palavra de Charles Darwin não é uma palavra sagrada, acima de questionamento.

É uma teoria viva, em constante desenvolvimento, que deve ser reexaminada”. Aos 22 anos de idade, o jovem, que vinha sendo preparado para exercer a função de pregador na Igreja Anglicana da Inglaterra, interrompeu os estudos teológicos e embarcou no Beagle, um veleiro da Marinha inglesa, para realizar a viagem que mudaria os rumos da ciência para sempre. O objetivo da expedição era mapear a costa da América do Sul, mas essa incumbência fora entregue ao naturalista da expedição, Robert Macormick e, não, a Darwin, a quem competia, como cavalheiro, fazer companhia ao capitão Robert Fitzroy.

Ao longo da viagem, o cientista relatou minuciosamente suas observações, incluindo plantas, insetos, répteis, rochas, tudo que era digno de interesse científico. Nas ilhas Galápagos, anotou que seria interessante “descobrir, a partir de futuras comparações, a que distrito ou centro de criação devem ser ligados os seres organizados deste arquipélago”. Considerava aquelas ilhas isoladas laboratórios naturais da evolução. Fascinava-o “o exemplo de como nichos ecológicos contribuem para criar novas espécies”. Observou ainda, no trajeto, a Mata Atlântica brasileira, que o encheu de entusiasmo. Expressou horror diante do tratamento dado a escravos, principalmente depois de ouvir, no interior fluminense, os gemidos de um desses infelizes, que estava sendo torturado.

Opunha-se, com todas as forças de sua alma, ao escravagismo, que considerava algo indigno. Um dos méritos de suas teorias foi demonstrar a imbecilidade do racismo, em todas suas manifestações: ele constatara, não a partir das idéias, mas pela observação, que a família humana era uma só (e pensar que, ainda hoje, haja quem, referindo-se a gente, fale em “raças”!).

Depois de passar por Salvador, a viagem estendeu-se até Baia Blanca, na Argentina, onde o estudioso continuou a recolher e a observar amostras da natureza. No ano de 1859, ele reuniu suas conclusões no livro “Origem das Espécies”, considerado, por muitos, a mais importante obra científica já publicada. Segundo Herton Escobar, no estudo “Darwin – 200 anos depois”, o cientista enxergou algo fundamental e revolucionário sobre o funcionamento da natureza: o mecanismo pelo qual organismos podem evoluir, diferenciar-se e originar novas espécies por meio de forças exclusivamente biológicas. (...) Um mecanismo tão poderoso que, como Darwin antecipou, abriu caminho para novas - e polêmicas - áreas de estudo a respeito da existência humana.

Muitos crêem, como o autor desde artigo, que o debate secular entre criacionistas e evolucionistas, que já fez tantas vítimas, é um monumental equivoco, provocado, de um lado e de outro, por pessoas que não sabem precisamente do que estão falando. Teólogos, de modo geral, desconhecem a Biologia, assim como cientistas ignoram na maioria dos casos, o que diz a Teologia. Darwin, nesse campo, chegou, no máximo, a abraçar o agnosticismo, abalado pela perda de uma filha, mas não cometeu, em nenhum momento, o desatino de propor a substituição da crença num Deus criador pela aceitação irracional do deus acaso, o que seria inteiramente ridículo.



Bons médicos vêm do berço

Faz décadas assistimos a abertura desenfreada de novas escolas médicas, sem condição de oferecer formação minimamente digna e honesta.


Wellness tech e a importância da saúde mental dentro das organizações

A pandemia de covid-19 impactou a vida de todos nós, pessoal e profissionalmente.


Manifestações do TDAH

Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade em adultos e crianças.


Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.


Desafios para a Retomada Econômica

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior.


Setembro Amarelo: é preciso praticar o amor ao próximo

Um domingo ensolarado é um dia perfeito para exercitar a felicidade, passear no parque, levar as crianças na piscina ou encontrar os amigos com seus sorrisos largos e escancarados.


Setembro Amarelo: é preciso ter ferramentas para lidar com o mundo

No semáforo, a cor amarela é frequentemente associada com desaceleração. O motorista precisa reduzir a velocidade ou até mesmo parar.


Da apropriação ilícita dos símbolos da Nação

Uma nova prática vem sendo efetivada por políticos e partidos radicais em âmbito mundial, a apropriação dos símbolos da nação como se fossem bandeiras de suas filosofias.


Tecnologia é fundamental para facilitar o processo de legalização de novos negócios no Brasil

Imagine se todo o recurso humano e dinheiro envolvidos no processo de abertura e legalização de uma empresa no Brasil fossem utilizados para promover mais eficiência e valor agregado para a sociedade?


Como a tecnologia pode criar uma cultura de reciclagem

Diante das diversas transformações no mundo dos negócios e no modelo de atendimento aos consumidores, empresas de todos os segmentos estão sendo obrigadas a buscarem soluções que permitam acelerar a inovação e a eficiência de seus negócios.


As regras essenciais para o uso de vagas de garagem em condomínios

A garagem traz para o condômino segurança e comodidade para os moradores.