Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Descanso para os cansados

Descanso para os cansados

10/04/2019 Paulo Eduardo de Barros Fonseca

Aceitar o convite e procurar entender Jesus implica no fortalecimento e no entendimento da fé.

Em suas pregações Jesus convida todos que estão cansados e oprimidos a achegarem-se a Ele, para tomarem sobre si o Seu jugo e aprender com Ele, dizendo:

Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque escondeste estas coisas dos sábios e cultos, e as revelaste aos pequeninos. Sim, Pai, pois assim foi do teu agrado. Todas as coisas me foram entregues por meu Pai. Ninguém conhece o Filho a não ser o Pai, e ninguém conhece o Pai a não ser o Filho e aqueles a quem o Filho o quiser revelar. Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu darei descanso a vocês. Tomem sobre vocês o meu jugo e aprendam de mim, pois sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para as suas almas. Pois o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. (Mateus 11:25-30)

Esse convite enseja entender Jesus e sua mensagem inovadora que atualizou a lei e os profetas ao ensinar que tudo pode ser resumido na prática do amor – amando a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo – e na imortalidade da alma, contextualizando, assim, uma perspectiva de esperança futura.

Procurar entender as lições de Jesus – sobretudo seus atos, os quais guardaram plena convergência com suas falas –, enseja uma nova expectativa existencial, pois há a superação da angústia decorrente da limitada noção de vida futura.

Aquele que analisa os fatos do cotidiano sob o ponto de vista espiritual – e não meramente material – tem uma visão mais ampla, tal qual aquela pessoa que sobe uma montanha – e pode vislumbrar outros horizontes – em relação àquele que ficou fixo ao seu pé.

Procurar entender Jesus possibilita o fortalecimento da fé, que deve ser raciocinada e não simplesmente um sentimento inato, e alivia os sofrimentos da matéria porque, além de trazer consolação aos corações, gera confiança na justiça divina.

Procurar entender Jesus, tanto no aspecto moral como espiritual, ajudará no enfrentamento das vicissitudes da vida material que, aliás, nos trazem valiosos ensinamentos, bem como fortalecerá nosso espírito, porque fará de nós pessoas melhores e, portanto, mais próximas de Deus.

Enfim, aceitar o convite e procurar entender Jesus implica no fortalecimento e no entendimento da fé – reconhecida como a mãe de todas as virtudes – e, como consequência, oferece esperança no futuro e a caridade, pois encontraremos paz, sobretudo, de espírito e seremos capazes de transformar nossas vidas ao elevarmos nossos corações.

* Paulo Eduardo de Barros Fonseca é vice-presidente do Conselho Curador da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, mantenedora da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Fonte: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo



Quando a desinformação é menos tecnológica e mais cultural

Cenário é propício para o descrédito de pesquisas, dados, documentos e uma série de evidências de veracidade.


Igualdade como requisito de existência

Na última cerimônia de entrega do EMMY, o prêmio da TV Norte Americana, um ator negro foi premiado, fruto de reconhecimento praticamente unânime de seu trabalho.


Liderança é comunicação, conexão e confiança

Cada dia que passa, percebo que uma boa comunicação e liderança têm total relação com conexão.


“A educação é a arma mais poderosa…” mas para quem?

Tudo o que se cria ou se ensina no mundo tem dois lados. Geralmente as intenções são boas e as pessoas as tornam ruins.


“Golpe do Delivery”

Entregadores usam máquina de cartão para enganar consumidor.


A inclusão educacional e o mês das crianças

O tema da inclusão está na ordem do dia, dominando as agendas no mês das crianças.


A velha forma de fazer política não tem fim

Ser político no Brasil é um grande negócio, uma dádiva caída do céu, visto as grandes recompensas de toda a ordem obtidas pelos políticos.


Procedimento de segurança

“Havendo despressurização…”, anuncia a comissária, em tom calmo, aos ouvidos dos senhores passageiros daquele voo atrasado, sob a umidade e a monocromia do céu de quase inverno.


Envelhecimento: o tempo passa para todos

Todos nós, em algum momento de nossas vidas, já ouvimos a frase: “o tempo passa para todos”.


Os passos para encontrar a si mesmo e a Deus

Mar da Galileia, Mar de Tiberíades ou Lago de Genesaré, um lugar significativo de tantos milagres e narrativas do Evangelho.


A babá e o beijo

Se eu tinha dúvidas, agora não tenho mais.


A despolitização do Supremo Tribunal Federal

Não pode funcionar bem e com total isenção uma corte ou tribunal de indicação e nomeação política.