Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Dono da verdade

Dono da verdade

07/06/2021 João Baptista Herkenhoff

Não sou dono da verdade.

Aceito com a mesma tranquilidade opiniões favoráveis ao que escrevo e opiniões contrárias a meu pensamento.

Minha única preocupação é ser fiel às ideias em que acredito. As proposições das quais discordamos podem revelar verdades que não conhecíamos.

Quando um texto, escrito por este ou por aquele, provoca controvérsias, isto prova que o autor disse alguma coisa.

Quando ninguém se manifesta, nem a favor, nem contra, o autor deve ficar desapontado porque, com toda certeza, discorreu sobre o sexo dos anjos. O debate contribui para o avanço de um povo.

Nasci em Cachoeiro de Itapemirim, uma cidade onde o pensamento divergente sempre circulou como senha de inteligência.

Newton Braga, símbolo de minha terra, foi um alternativo, no seu modo de viver. Renunciou a um cartório – vida financeira tranquila – porque um juiz quis obrigá-lo a usar gravata durante todo o expediente.

Recusou-se a sair de Cachoeiro para tornar-se tão famoso quanto o irmão (Rubem Braga) porque não podia viver longe do marulho das águas de seu rio (o Itapemirim). Criou uma festa, que é mais que uma festa – é um poema: o Dia de Cachoeiro.

Uma festa alternativa porque baseada: no afeto mais puro (uma festa de amor e de doçura); na igualdade das pessoas (receberam o título de Cachoeirense Ausente Número –  um tipógrafo, Trófanes Ramos; um cantor famoso, Roberto Carlos; um empresário, David Cruz).

De minha parte considero esse troféu o mais importante que poderia ter recebido durante toda a existência.

Para um escritor, nascido na cidade guardada pelo Itabira, ser Cachoeirense Ausente Número Um é mais significativo do que ingressar na Academia Brasileira de Letras.

Quem não é cachoeirense supõe que isto seja um exagero, mas exagero não é. Na Academia entram gregos e troianos. Entram escritores e pseudo-escritores.

Registre-se que a Academia Brasileira de Letras rejeitou o ingresso do grande poeta capixaba Geir Campos, rejeição que deslustrou a entidade e em nada diminuiu o brilho e o mérito do poeta que escreveu estes versos:

“Morder o fruto amargo e não cuspir mas avisar aos outros quanto é amargo. Cumprir o trato injusto e não falhar mas avisar aos outros quanto é injusto.”

Tenho a honra de ter sido Juiz de Direito em São José do Calçado, cidade natal de Geir Campos.

* João Baptista Herkenhoff é juiz de direito aposentado (ES) e escritor.

Para mais informações sobre verdade clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!



Que ingratidão…

Durante o tempo que fui redactor de jornal local, realizei numerosas entrevistas a figuras públicas: industriais, grandes proprietários, políticos, artistas…


Empresa Cooperativa x Empresa Capitalista

A economia solidária movimenta 12 bilhões e a empresa cooperativa gera emprego e riqueza para o país.


O fundo de reserva nos condomínios: como funciona e a forma correta de usar

O fundo de reserva é a mais famosa e tradicional forma de arrecadação extra. Normalmente, consta na convenção o percentual da taxa condominial que deve ser destinado ao fundo.


E se as pedras falassem?

Viver na Terra Santa é tentar diariamente “ouvir” as pedras! Elas “contemplaram” a história e os acontecimentos, são “testemunhas” fiéis, milenares porém silenciosas!


Smart streets: é possível viver a cidade de forma mais inteligente em cada esquina

De acordo com previsões da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 70% da população mundial viverá em áreas urbanas até 2050.


Quem se lembra dos velhos?

Meu pai, quando se aposentou, os amigos disseram: - " Entrastes, hoje, no grupo da fome…"


Greve dos caminhoneiros: os direitos nem sempre são iguais

No decorrer da sua história como república, o Brasil foi marcado por diversas manifestações a favor da democracia, que buscavam uma realidade mais justa e igualitária.


Como chegou o café ao Brasil

Antes de Cabral desembarcar em Porto Seguro – sabem quem é o décimo sexto neto do navegador?


Fake news, deepfakes e a organização que aprende

Em tempos onde a discussão sobre as fake news chega ao Congresso, é mais que propício reforçar o quanto a informação é fundamental para a sustentabilidade de qualquer empresa.


Superando a dor da perda de quem você ama

A morte é um tema que envolve mistérios, e a vivência do processo de luto é dolorosa. Ela quebra vínculos, deixando vazio, solidão e sentimento de perda.


A onda do tsunami da censura

A onda do tsunami da censura prévia, da vedação, da livre manifestação, contrária à exposição de ideias, imagens, pensamentos, parece agigantar em nosso país. Diz a sabedoria popular que “onde passa um boi passa uma boiada”.


O desserviço do senador ao STF

Como pode um único homem, que nem é chefe de poder, travar indefinidamente a execução de obrigações constitucionais e, com isso, impor dificuldades ao funcionamento de um dos poderes da República?