Portal O Debate
Grupo WhatsApp

E o grid está completo

E o grid está completo

07/03/2009 Divulgação

Agora é oficial: depois de marchas e contramarchas, a ex-Honda anunciou ontem à noite que vai disputar o Mundial de Fórmula 1 de 2009. Só que agora sob o controle de Ross Brawn.

Com isso, Rubens Barrichello, piloto favorito do novo controlador, foi confirmado como titular, ao lado de Jenson Button. Sua aposentadoria, que se afigurava melancólica, fica assim adiada por pelo menos um ano. Deu uma bela volta por cima.

Depois de muitos alarmes falsos, a nova equipe, que se chama Brawn GP, surge a partir de uma operação chamada management buyout. Os empregados formam uma espécie de cooperativa e assumem o controle, com algum apoio dos aliviados ex-donos: a Honda está bancando todas as despesas até o final de abril, pois concluiu que isso ficaria mais barato que fechar a equipe e pagar as rescisões contratuais e multas com empregados, fornecedores, etc.

E o tempo para arrumar tudo é bastante curto: na semana que vem começam os testes finais da pré-temporada, em Barcelona. E, no dia 27 de março, os motores roncam em Melbourne, nos primeiros treinos para o GP da Austrália, abertura da temporada 2009. A Brawn GP precisa correr com seus preparativos. Mais do que a Honda correu no ano passado...

E o Barrica, quem diria, depois de ser dado como morto, reaparece triunfante, disputado pela USF1, nova equipe anunciada para 2010, e pela ex-Honda. Sua grande arma: a experiência. Os americanos, a princípio, diziam que apenas pilotos de seu país teriam lugar no recém-anunciado novo time. Ao ser questionados por jornalistas, Danica Patrick, Marco Andretti (que já testou pela Honda) e até Scott Speed esnobaram solenemente um possível convite: todos acham mais prudente ver o potencial do carro pra saber se dá pra encarar.

Mas logo os próprios donos da equipe perceberam que precisarão de alguém que tenha muita experiência, para desenvolver seu monoposto durante este ano e colocá-lo para correr em 2010. E, de preferência, um piloto que não se importe de “pastar” por algum tempo, até que se acerte o projeto. Adivinhem quem preenche esses requisitos?  

Mas eis que a ex-Honda sai do mundo dos mortos-vivos e avisa Rubens que quer contar com seus serviços. O que já era previsível quando se anunciou que Ross Brawn é que assumiria o comando do time, já que Nick Fry, ex-manager da Honda F1, e que tem uma visão mais empresarial, preferia Bruno Senna. O primeiro-sobrinho traria, certamente, um belo retorno de marketing e alguns gordos patrocínios (Embratel e Banco Santander à frente). Porém Fry, aparentemente, ficará mais por conta da parte gerencial e financeira da equipe, enquanto Ross cuidará da parte esportiva.

E o que ocorre é que Brawn, que trabalhou muitos anos com Rubinho, na Ferrari, é fã declarado do brasileiro, justamente por sua dedicação e a precisão para ajustar um carro. E, quem sabe, por seu domínio da anfíbio-gastronômica arte de engolir sapos… 



Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.


Desafios para a Retomada Econômica

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior.


Setembro Amarelo: é preciso praticar o amor ao próximo

Um domingo ensolarado é um dia perfeito para exercitar a felicidade, passear no parque, levar as crianças na piscina ou encontrar os amigos com seus sorrisos largos e escancarados.


Setembro Amarelo: é preciso ter ferramentas para lidar com o mundo

No semáforo, a cor amarela é frequentemente associada com desaceleração. O motorista precisa reduzir a velocidade ou até mesmo parar.


Da apropriação ilícita dos símbolos da Nação

Uma nova prática vem sendo efetivada por políticos e partidos radicais em âmbito mundial, a apropriação dos símbolos da nação como se fossem bandeiras de suas filosofias.


Tecnologia é fundamental para facilitar o processo de legalização de novos negócios no Brasil

Imagine se todo o recurso humano e dinheiro envolvidos no processo de abertura e legalização de uma empresa no Brasil fossem utilizados para promover mais eficiência e valor agregado para a sociedade?


Como a tecnologia pode criar uma cultura de reciclagem

Diante das diversas transformações no mundo dos negócios e no modelo de atendimento aos consumidores, empresas de todos os segmentos estão sendo obrigadas a buscarem soluções que permitam acelerar a inovação e a eficiência de seus negócios.


As regras essenciais para o uso de vagas de garagem em condomínios

A garagem traz para o condômino segurança e comodidade para os moradores.


Como usar a sua voz para compartilhar as suas ideias?

Você já se perguntou quantas palavras fala diariamente?


A jornada de inovação dos caixas eletrônicos

Quando os primeiros caixas eletrônicos chegaram ao Brasil, no início dos anos 1980, a grande novidade era a possibilidade de retirar dinheiro ou emitir um extrato de forma automatizada.


A nota oficial do Presidente da República

Após o excesso de retórica do mandatário maior da nação ocorrida no dia de uma das maiores manifestações já realizadas e vistas pelo povo brasileiro, o Presidente da República, veio a público, através de nota oficial, prestar a seguinte declaração, da qual destaca-se os seguintes parágrafos: