Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Economia Verde

Economia Verde

15/06/2022 André Naves

Um dos termos da moda, a "resiliência", é uma nomenclatura emprestada metaforicamente da física, significando as alterações que certos corpos adquirem a partir de pressões e forças exteriores.

Pode-se resumi-la como sendo a capacidade de adaptação a novas situações e desafios.

O mundo atravessa uma mudança geopolítica a exigir alterações nas relações de poder, enraizada nos conflitos e oportunidades que surgiram a partir de inovações, paradigmas tecnológicos e necessidades emergentes de subsistência da vida humana.

Em outras palavras, é lícito dizer que o modo de vida humano deve se adequar às balizas impostas pela Natureza, operando, com criatividade e trabalho, para a transformação das dificuldades e restrições, no nascedouro de alternativas que elevem a dignidade individual e coletiva.

É nesse contexto que o Brasil aparece como liderança potencial e celeiro de oportunidades na nova ordem mundial.

Essa nova conformação de forças geopolíticas, também caracterizada como "Geopolítica ESG" (Environmental, Social e Governance) possui no Brasil o natural protagonista, seja por sua enorme biodiversidade e pluralidade de biomas - que vão dos sistemas semi-áridos da Caatinga, passando pelo Cerrado, as áreas alagadas do Pantanal, as florestas tropicais, até os campos e pradarias -, seja pelas oportunidades energéticas.

É interessante frisar que essa imensa miríade de biodiversidade pode se traduzir em ganhos bioeconômicos, inovativos e sociais, mediante a valorização do indivíduo, bem como de suas relações com o mundo que o circunda.

Paralelamente, a matriz energética brasileira, atualmente uma das mais limpas do mundo, possui potencialidades para produções eólicas, fotovoltaicas, bioenergéticas (biogases e biometano, por exemplo), que podem constituir impulso à produção de baterias e hidrogênio verde.

É relevante destacar que o agronegócio brasileiro, um dos atores econômicos mais produtivos e sustentáveis do planeta, é vetor de preservação e regeneração natural; além de inovação tecnológica, inclusiva e sustentável, devendo tomar assento principal nos debates acerca dos novos padrões para o desenvolvimento econômico e social.

Entretanto, para que a falsa, diga-se, imagem negativa que a iniciativa pública e privada brasileira possuem seja revertida, é necessária a construção de toda uma estrutura de aferição da veracidade dos critérios "ESG", uma contabilidade de carbono que demonstre, em critérios quantitativos, o montante total do carbono sequestrado; agências de "rating" que certifiquem a sustentabilidade ambiental e social; e mecanismos de transparência que coíbam as práticas típicas de greenwashing.

Resumindo, a chamada emergência climática é uma oportunidade de ouro para que o Brasil evolua para novos paradigmas de Desenvolvimento Justo, Inclusivo e Sustentável.

* André Naves é Defensor Público Federal, especialista em Direitos Humanos e Sociais.

Para mais informações sobre ESG clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada



O futuro do setor bancário: entre o digital e o tradicional

Os bancos estão passando por uma considerável mudança no Brasil com a entrada de novos tipos de competidores.


Os dados estão maiores… e mais inteligentes!

Ter um banco de dados próprio sempre foi um recurso valioso para qualquer empresa.


Falar em público não é um bicho de sete cabeças

Em todos os momentos de nossa vida, precisamos nos “vender” e apresentar o melhor de nós e de nossas ideias, seja para nossos familiares e amigos, seja para nossos colegas de trabalho, clientes ou mesmo líderes.


Shows milionários, circo no lugar de pão ao povo

O emprego de quantias milionárias de dinheiro público na contratação de artistas para a atração e agrado do público em ano eleitoral é um disparate e verdadeiro crime contra a população que sofre com a falta de serviços e recursos básicos de obrigação dos governos.


O que fazer para tornar uma empresa franqueadora

O processo de franquia de uma empresa nem sempre começa da forma correta.


A Justiça Eleitoral é confiável?

As polêmicas levantadas pelo presidente da República e seus correlegionários sobre o processo eleitoral têm sido constantes, e acabam por criar em uma parcela da população um clima de incerteza sobre a confiabilidade das eleições e das instituições envolvidas.


A revolução do mercado não dá opções: ou muda ou morre!

Com o perdão da força de expressão no título deste artigo, é preciso dizer que ele traz mais verdades do que excessos. O mercado mudou radicalmente.


Polícia x Criminalidade

Novamente assistimos pelos jornais de todo o país e nas redes sociais, a nova operação da Polícia Militar (PM) do Rio de Janeiro que resultou na morte de 12 pessoas e um policial ferido no olho por estilhaços.


Efeito pandemia: mercado de seguros é alvo da catalização da transformação digital

A pandemia da COVID-19 acelerou novos movimentos de migração de consumidores para o universo online, gerando um salto catalizador para a transformação digital.


Sic transit gloria mundi: o ex-juiz virou réu

Sic transit gloria mundi (toda glória no mundo é transitória), era utilizada no ritual das cerimônias da coroação papal até 1963.


Os riscos do homeschooling para a educação básica no Brasil

O homeschooling ou ensino domiciliar é uma modalidade que se pretende aplicar na educação básica do Brasil.


O futuro já não dura tanto tempo

A situação vivida por uma mulher que, em franco surto psicótico, foi encontrada por seu companheiro mantendo relações sexuais com um homem que vive em situação de rua, dentro de um carro, espalhou-se pelas redes sociais.