Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Educação empreendedora é ponte para o sucesso

Educação empreendedora é ponte para o sucesso

25/04/2018 Ricardo Motta

Nem só de espírito empreendedor vivem os negócios.

O sucesso no mundo business vai muito além de coragem e determinação. No entanto, a educação empreendedora pode resolver essa equação de maneira satisfatória. De que forma?

Atualmente, são vários fatores que atrapalham a vida de quem está começando nos negócios. A falta de conhecimento e educação empreendedora são as principais delas, por exemplo.

Há quem diga que nosso ambiente empresarial é ruim, burocrático, lento e joga contra. Outros reclamam dos impostos altos que não permitem o crescimento dos pequenos negócios. Ou ainda há quem não recomende empreender num mercado como o brasileiro por falta de apoio governamental.

Por esses motivos, somente a vontade de crescer nos negócios não irá ajudar. Para ser bem-sucedido, todo empreendedor, mesmo aquele que realiza por necessidade, precisa se preparar. Isso envolve buscar entender sobre finanças, a parte jurídica, contabilidade, legalização, marketing entre outros fatores.

Empreender é uma opção que demanda muito esforço, mas pode ser muito satisfatória se bem desempenhada. O outro detalhe importante para o sucesso são as boas ideias. Porém, não se pode viver somente delas. É preciso aprender a coloca-las em prática. Caso contrário, não tem como ir a lugar algum.

A diferença está em quem consegue executá-las. As ideias hoje são como commodities, pois temos muita gente no mundo com ideias. Mas para que elas possam se tornar realidade, é preciso conversar sobre elas com outras pessoas. Veja a opinião delas, avalie se o que propõe realmente está ajudando ou trazendo facilidades para alguém.

Aprenda sobre o mercado no qual o seu negócio está inserido. Avalie sobre seus possíveis clientes, sobre o produto ou serviço que será vendido, sobre as necessidades de seus futuros clientes e o que você pode fazer para resolver essa dor ou necessidade.

Pesquise, estude e queira aprender sempre. Por exemplo, busque entender sobre MVP (mínimo produto viável), prototipação, validação de hipóteses. Tudo isso é primordial para quem acredita ter boas ideias.

Caso não saiba como dar os primeiros passos, busque ajuda. Há diversos programas voltados para novos empreendedores e startups, como, por exemplo, as pré-aceleradoras. E, acima de tudo, não se esqueça de amar o que faz.

* Ricardo Motta é CEO da StartupGrid, consultor de negócios e mentor de startups.

Fonte: Drumond Assessoria de Comunicação



“A educação é a arma mais poderosa…” mas para quem?

Tudo o que se cria ou se ensina no mundo tem dois lados. Geralmente as intenções são boas e as pessoas as tornam ruins.


“Golpe do Delivery”

Entregadores usam máquina de cartão para enganar consumidor.


A inclusão educacional e o mês das crianças

O tema da inclusão está na ordem do dia, dominando as agendas no mês das crianças.


A velha forma de fazer política não tem fim

Ser político no Brasil é um grande negócio, uma dádiva caída do céu, visto as grandes recompensas de toda a ordem obtidas pelos políticos.


Procedimento de segurança

“Havendo despressurização…”, anuncia a comissária, em tom calmo, aos ouvidos dos senhores passageiros daquele voo atrasado, sob a umidade e a monocromia do céu de quase inverno.


Envelhecimento: o tempo passa para todos

Todos nós, em algum momento de nossas vidas, já ouvimos a frase: “o tempo passa para todos”.


Os passos para encontrar a si mesmo e a Deus

Mar da Galileia, Mar de Tiberíades ou Lago de Genesaré, um lugar significativo de tantos milagres e narrativas do Evangelho.


A babá e o beijo

Se eu tinha dúvidas, agora não tenho mais.


A despolitização do Supremo Tribunal Federal

Não pode funcionar bem e com total isenção uma corte ou tribunal de indicação e nomeação política.


E o cartão caminhoneiro?

O objetivo é proteger os caminhoneiros da oscilação diária no preço do diesel, durante um serviço de frete.


Raciocínio lógico

Uma das mais reconhecidas competências socioemocionais.


A justiça e a injustiça são antagônicas, não se misturam?

“Há mais coragem em ser justo, parecendo ser injusto, do que injusto para salvaguardar as aparências da Justiça”.