Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Faça seu IPTU render dividendos

Faça seu IPTU render dividendos

19/01/2008 Divulgação

Partindo de uma idéia lançada por um colega de Niterói e citada na rádio Band FM (94,9) e apoiada pelo jornalista Ricardo Boechat, resumimos aqui a proposta.

Estamos em ano de eleições para os municípios. Grandes partes dos valores arrecadados mensalmente pelo IPTU serão desviadas para as campanhas eleitorais dos Prefeitos no poder no momento. Mas isto só ocorrerá se pagarmos mensalmente as 10 parcelas do tal imposto cujo montante não nos devolve ruas asfaltadas, bueiros desentupidos, praças bem cuidadas, lâmpadas acesas à noite, rede de esgoto desentupida, escolas decentes, postos de saúde com medicamentos.

Se você não está gostando da administração do mandatário atual, cause-lhe um empecilho desagradável.

Podemos depositar agora em janeiro o valor total do imposto à vista numa poupança e deixá-la rendendo até final de outubro, já na época de enuncio do resultado da eleição. No início de novembro, pagamos todas as cotas no dia limite, quando vence a última cota. Basicamente os rendimentos da poupança cobrirão os excedentes das parcelas que não pagamos ao longo dos meses.

Observe que não é uma atitude ilegal nossa (no próprio carnê do IPTU está prevista tal possibilidade) e que não doerá profundamente em nossos bolsos. Mas servirá de recado aos que lideram os municípios de forma leviana.

Haroldo P. Barboza – RJ – jan/2008
Professor de Matemática e recreador pedagógico.
Autor do livro: Brinque e cresça feliz.



Que ingratidão…

Durante o tempo que fui redactor de jornal local, realizei numerosas entrevistas a figuras públicas: industriais, grandes proprietários, políticos, artistas…


Empresa Cooperativa x Empresa Capitalista

A economia solidária movimenta 12 bilhões e a empresa cooperativa gera emprego e riqueza para o país.


O fundo de reserva nos condomínios: como funciona e a forma correta de usar

O fundo de reserva é a mais famosa e tradicional forma de arrecadação extra. Normalmente, consta na convenção o percentual da taxa condominial que deve ser destinado ao fundo.


E se as pedras falassem?

Viver na Terra Santa é tentar diariamente “ouvir” as pedras! Elas “contemplaram” a história e os acontecimentos, são “testemunhas” fiéis, milenares porém silenciosas!


Smart streets: é possível viver a cidade de forma mais inteligente em cada esquina

De acordo com previsões da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 70% da população mundial viverá em áreas urbanas até 2050.


Quem se lembra dos velhos?

Meu pai, quando se aposentou, os amigos disseram: - " Entrastes, hoje, no grupo da fome…"


Greve dos caminhoneiros: os direitos nem sempre são iguais

No decorrer da sua história como república, o Brasil foi marcado por diversas manifestações a favor da democracia, que buscavam uma realidade mais justa e igualitária.


Como chegou o café ao Brasil

Antes de Cabral desembarcar em Porto Seguro – sabem quem é o décimo sexto neto do navegador?


Fake news, deepfakes e a organização que aprende

Em tempos onde a discussão sobre as fake news chega ao Congresso, é mais que propício reforçar o quanto a informação é fundamental para a sustentabilidade de qualquer empresa.


Superando a dor da perda de quem você ama

A morte é um tema que envolve mistérios, e a vivência do processo de luto é dolorosa. Ela quebra vínculos, deixando vazio, solidão e sentimento de perda.


A onda do tsunami da censura

A onda do tsunami da censura prévia, da vedação, da livre manifestação, contrária à exposição de ideias, imagens, pensamentos, parece agigantar em nosso país. Diz a sabedoria popular que “onde passa um boi passa uma boiada”.


O desserviço do senador ao STF

Como pode um único homem, que nem é chefe de poder, travar indefinidamente a execução de obrigações constitucionais e, com isso, impor dificuldades ao funcionamento de um dos poderes da República?