Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Fim de Ano… hora de recarregar as energias e curtir a família!

Fim de Ano… hora de recarregar as energias e curtir a família!

19/12/2013 Daniele Vilela Leite

Mais um ano acabando... Hora de comemorar e descansar! Período que para muitos é sinônimo de férias!

Um ano se passou e com ele, trabalhos, estudos, passeios, conhecimentos, aprendizados, alegrias, tristezas, encontros, mudanças e também muitas realizações, conquistas de alguns sonhos, de novos amigos, de bens materiais e imateriais, enfim, conquistas que nem imaginávamos ou não esperávamos que viessem tão rapidamente.

Poxa, quanta coisa aconteceu! Os fatos que nos marcaram durante esse ano não caberiam neste texto. Alguns bons e outros nem tanto, mas o que importa é que, de alguma forma, adquirimos conhecimento, experiências e aprendizado! Bom, o ano está chegando ao fim, e nossas energias também. Para recarregá-las, nada melhor que descansar. As férias são esperadas por todos: empresários, chefes, gerentes, subordinados, professores, diretores, orientadores; todos aqueles que realizam uma jornada de trabalho.

Normalmente, quando chega o final do dia, queremos ir para casa, descansar e repor as energias para o outro dia. Mas, para muitos, o “chegar em casa”, nem sempre é sinônimo de descanso; ao contrário, significa iniciar o “segundo turno”: lavar, passar, cozinhar, cuidar da casa e, principalmente, dos filhos. Sim, os filhos! Nesse período do ano as crianças estão cansadas de toda uma rotina e mesmo que não cumpram uma jornada de trabalho, participam de diversas atividades: escola, trabalhos e tarefas (que muitas vezes contam com auxílio dos responsáveis), inglês, curso de reforço, música, futebol, ballet.

Para os adultos, pode até parecer “pouca coisa”, mas para as crianças tudo isso é bem puxado. Se pensarmos nos pequeninos da creche, então, esses são verdadeiros guerreiros! Se para os adultos oito horas de trabalho são cansativas, imaginem para uma criança que passa quase 10 horas do seu dia em uma instituição. Claro, com atividades diferenciadas: pedagógicas, de lazer, recreação, higiene e sono, e todas realizadas com dedicação e carinho pelos funcionários.

Mas já imaginou o quanto é desgastante para as crianças? Por mais que gostem e se divirtam nesse ambiente, nada melhor do que estar em suas casas, com o carinho e o cuidado de sua família. Enfim, o que importa é que o fim do ano chegou! Vamos aproveitar esse período comemorativo para descansar, rever parentes e amigos, rir, passear, viajar e aproveitar cada minuto em companhia de pessoas agradáveis. E, se não for fazer nada disso, mesmo ficando em casa, aproveite esse período para rever algumas coisas em sua vida.

Talvez coisas simples, mas que, devido à correria do dia a dia, deixamos de lado para priorizar outras atividades. Aproveite também para “curtir” seus filhos, sobrinhos, primos... Junte as crianças e saia para fazer algo. Que tal jogar bola, ou levá-los para fazer uma caminhada, andar de skate, de bicicleta? Melhor ainda se for em um ambiente seguro como um parque, ou em um centro esportivo, onde não haja o perigo do trânsito! Aproveite essas datas tão especiais, pois só as teremos novamente daqui um ano, quando chegar a hora de recarregar as energias novamente! Boas Festas!

*Daniele Vilela Leite é Orientadora Educacional na empresa Planeta Educação, com grande experiência em trabalhos relacionados à Educação.



Análise de dados e a saúde dos colaboradores nas empresas

Como a análise de dados está ajudando empresas a melhorar a saúde dos colaboradores.


16 senadores suplentes, sem votos, gozam das benesses no Senado

Quando o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), pretende colocar em votação Emenda Constitucional para acabar com a figura de SENADOR SUPLENTE?


Há tempos são os jovens que adoecem

Há alguns anos o Netflix lançou uma série chamada “Thirteen Reasons Why”, ou, em tradução livre, “As Treze Razões”.


Administração estratégica: desafios para o sucesso em seu escritório jurídico

Nos últimos 20 anos o mercado jurídico mudou significativamente.


Qual o melhor negócio: investir em ações ou abrir a própria empresa?

Ser um empresário ou empresária de sucesso é o sonho de muitas pessoas.


Intercooperação: qual sua importância no pós- pandemia?

Nos últimos dois anos, o mundo enfrentou a maior crise sanitária dos últimos 100 anos.


STF e a Espada de Dâmocles

O Poder Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Investigativa são responsáveis pela persecução penal.


Lista tríplice, risco ao pacto federativo

Desde o tempo de Brasil-Colônia, a lista tríplice tem sido o instrumento para a nomeação de promotores e procuradores do Ministério Público.


ESG: prioridade da indústria e um mar de oportunidades

Uma pesquisa divulgada recentemente pelo IBM Institute for Business Value mostra que a sustentabilidade tem ocupado um lugar diferenciado no ranking de prioridades de CEOs pelo mundo se comparado a levantamentos anteriores.


Como conciliar negócios e família?

“O segredo para vencer todas as metas e propostas é colocar a família em primeiro lugar.”, diz a co-fundadora da Minucci RP, Vivienne Ikeda.


O limite do assédio moral e suas consequências

De maneira geral, relacionamento interpessoal sempre foi um grande desafio para o mundo corporativo, sobretudo no que tange aos valores éticos e morais, uma vez que cada indivíduo traz consigo bagagens baseadas nas próprias experiências, emoções e no repertório cultural particular.


TSE, STF e a censura prévia

Sabe-se que a liberdade de expressão é um dos mais fortes pilares da democracia.