Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Gilmar Mendes e as “monstruosidades” de Mato Grosso

Gilmar Mendes e as “monstruosidades” de Mato Grosso

12/09/2017 Luiz Flávio Gomes

O belo e pujante Estado de Mato Grosso, evidentemente, não é uma “monstruosidade”.

Do ponto de vista do exercício emporcalhado do poder, no entanto, é um retrato miniaturizado da cleptocracia parasitária chamada Brasil, que não passa de uma democracia apenas formal (sem substância). Cleptos = ladrões; cracia = governo, poder.

A Lava Jato está revelando que o Brasil é mesmo um governo de ladrões. A delação do ex-governador Silval Barbosa, do PMDB (uma “monstruosidade”, disse o ministro Fux), descreve com perfeição como se exerce perversamente o poder numa cleptocracia parasitária (que não tem nada a ver com as verdadeiras democracias).

Para não atrapalharem a roubalheira generalizada do dinheiro público (praticada impiedosamente pelos ladrões invisíveis juntos com os visíveis), alguns deputados, prefeitos e conselheiros do Tribunal de Contas passaram a receber propinas mensais. Alguns ladrões parasitas foram filmados. Nos seus rostos está estampado um prazer indescritível.

A chefia da quadrilha, diz o Procurador-Geral, cabia a Blairo Maggi, que é ministro do governo ladrão de Temer, que não pode demiti-lo, sem antes assinar seu próprio pedido de demissão voluntária (PDV). A delação do monstro Silval Barbosa (que confessou milhares de crimes) tem quatro volumes, 15 apensos e incontáveis gigabytes de cenas explícitas da corrupção desenfreada.

Quando a polícia entrou na casa do governador mato-grossense a reação de espanto do ministro Gilmar foi também monstruosa: “Que absurdo!”, “Meu Deus do céu!”. Tudo isso foi interceptado licitamente. Como membro do aparato de proteção das grandes quadrilhas de delinquentes do dinheiro público, prometeu falar com o ministro relator do caso (repita-se: prometeu falar com o relator) e se despediu afetuosamente: “Um abraço aí de solidariedade”.

Só numa cleptocracia parasitária completamente degenerada um ministro da Corte Suprema se expõe prestando solidariedade a um mafioso delinquente do dinheiro público. Pelo imediato impeachment de Gilmar Mendes, que está envergonhando (mais ainda) a magistratura brasileira. Mato Grosso (tanto quanto São Paulo, Brasília etc.) faz parte de uma estrutura parasitária de poder, que é dominada por ladrões invisíveis e governada por ladrões visíveis.

Quem não faz parte da roubalheira, está pagando a conta. Ninguém escapa do “sistema”. Na primeira categoria (invisíveis) estão setores do poder econômico e financeiro que financiam ou influenciam a governança; na segunda (visíveis) se acha o poder político-administrativo, leia-se Executivo e Legislativo, ressalvadas as honrosas exceções.

As carreiras criminosas desses ladrões invisíveis (os que dominam) assim como dos ladrões visíveis (os que governam) não teriam sucesso se não existisse o auxílio dos aparatos (1) operacional (Lúcio Funaro, por exemplo), (2) de proteção (policial e judicial, sobretudo), (3) de justificação (mídias, escolas, igrejas, laboratórios de ideias, partidos, sindicatos etc.) e (4) de intimidação (ameaças, coerções e perseguições).

* Luiz Flávio Gomes é jurista e criador do movimento Quero Um Brasil Ético.



Indulto x Interferência de Poderes

As leis, como de corriqueira sabença, obedecem a uma ordem hierárquica, assim escalonadas: – Norma fundamental; – Constituição Federal; – Lei; (Lei Complementar, Lei Ordinária, Lei Delegada, Medida Provisória, Decreto Legislativo e Resolução).


Você e seu time estão progredindo?

Em qualquer empreitada, pessoal, profissional ou de times, medir resultados é crucial.


Propaganda eleitoral antecipada

A propaganda para as eleições neste ano só é permitida a partir do dia 16 de agosto.


Amar a si mesmo como próximo

No documentário “Heal” (em Português, “Cura”), disponível no Amazon Prime, há um depoimento lancinante de Anita Moorjani, que, em Fevereiro de 2006 chegou ao final de uma luta de quatro anos contra o câncer.


O peso da improbidade no destino das pessoas

O homem já em tempos pré-históricos se reunia em volta das fogueiras onde foi aperfeiçoada a linguagem humana.


Mercado imobiliário: muito ainda para crescer

Em muitos países, a participação do mercado imobiliário no Produto Interno Bruto (PIB) está acima de 50%, enquanto no Brasil estamos com algo em torno de 10%.


Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Trabalhar numa empresa e conhecer os seus setores faz parte da rotina de qualquer colaborador. Mas num futuro breve esse conhecimento será apenas parte dos requisitos.


Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


Entenda o visto humanitário para ucranianos

A invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro, já levou mais de 4 milhões de ucranianos a deixarem seu país em busca de um lugar seguro.


Exigência de vacina não é motivo para rescisão indireta por motivo ideológico

Não se discute mais que cabe ao empregador, no exercício de seu poder diretivo e disciplinar, zelar pelo meio ambiente de trabalho saudável.


A governança de riscos e gestão em fintechs

Em complemento às soluções e instituições financeiras já existentes, o mercado de crédito ficou muito mais democrático com a expansão das fintechs.


6 passos para evitar e mitigar os danos de ataques cibernéticos à sua empresa

Ao longo de 2021 o Brasil sofreu mais de 88,5 bilhões (sim, bilhões) de tentativas de ataques digitais, o que corresponde a um aumento de 950% em relação a 2020, segundo um levantamento da Fortinet.