Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Interatividade e a colaboração voluntária nas organizações

Interatividade e a colaboração voluntária nas organizações

10/12/2008 Divulgação

Um blog dentro do espaço virtual de um web site vem sendo uma das fórmulas atuais de interação potencialmente mais eficientes na Internet para as organizações, sobretudo as privadas. A receita - ainda uma novidade para a maioria dos internautas - permite amplas discussões sobre diversos tópicos, possibilitando que empresas conquistem "colaboradores voluntários" que possam auxiliar na solução de problemas, em detalhes sobre apresentação de novos produtos e na sugestão de estratégias de mercado.

Esta estratégia substitui, muitas das vezes, os famosos testes de produtos e avaliação de mercadorias por amostras de público, muito utilizados até às últimas décadas pelas agências de propaganda no Brasil e no mundo. Estes testes, na maioria das vezes, se mostravam ineficientes, sobretudo quando o público testado era escolhido aleatoriamente (mas dentro de um grupo maior) ou se originasse até mesmo de dentro do quadro funcional da empresa de comunicação. Este "colaborador voluntário" surge agora de forma natural na medida em que é ele quem procura o espaço de um blog empresarial para tecer comentários, fazer críticas e apresentar sugestões.

 

Este processo amplo e democrático de interação envolve conceitos da WEB 2.0 que prevê o compartilhamento de informações como forma de geração de uma inteligência coletiva a serviço do desenvolvimento de uma sociedade integrada em rede. Em Campo Grande, web sites como o da rádio Mega 94 (www.mega94.com.BR) são hoje cases de sistemática e crescente interatividade graças à adoção de alguns conceitos da WEB 2.0. O ouvinte se integra na programação graças a um canal aberto diretamente com o apresentador do programa Através do link "torpedos" ele envia mensagens com opiniões, sugestões, críticas, solicitações, etc. As mensagens são recebidas em tempo real e quase todas lidas durante a programação. São, em média, 30 mil acessos individuais/mês.

 

Outros exemplos são os jornais virtuais como o Campo Grande News (www.campogrande.com.BR) e o Midiamax (www.midiamax.com) que já estão, em parte, voltados para esta nova realidade de comunicação quase instantânea e extremamente vantajosa para o grupo participante apesar de ainda não ser aplicado - ao máximo - o conceito de blog empresarial. O mesmo acontece com o virtual "Dourados Agora" (www.douradosagora.com.BR), sempre estimulando a opinião e participação do internauta. Em vários municípios do estado surgem web sites com características interativas cada vez maiores.

 

Mas a funcionalidade de um blog empresarial tende a ser nova "arma" eficiente para diminuir as distâncias entre toda uma rede social que envolve fornecedores, montadores, prestadores de serviços, consumidores, transformadores, etc. Seja em uma relação comercial ou mesmo em uma atividade cultural, esportiva ou de lazer. Em Campo Grande a Master Case Digital Business experimenta este canal em seu novo web site (www.mastercase.com.BR).

 

No blog, a possibilidade de medição do retorno tende a surtir efeitos crescentes ao longo do tempo. Passa a ser um canal totalmente aberto com o público; pode-se ler, postar, responder, discutir e, com isso, medir resultados de um trabalho e colher idéias para um processo de constante aperfeiçoamento empresarial. O espaço disponibiliza textos de notícias, reportagens e artigos corporativos desenvolvidos pela equipe de comunicação da empresa, todos com data de sua redação final. Em cada um o internauta tem a possibilidade de postar comentário, ler comentários já postados, fazer considerações e enviar textos para algum endereço eletrônico.

 

O blog empresarial é rápido, transparente, aberto e consideravelmente eficiente e natural na geração de novos "colaboradores virtuais", geralmente indivíduos com experiência e certo conhecimento para opinar sobre assuntos e temas técnicos ou setoriais. É Mais um considerável avanço com ampliação de possibilidades proporcionada pela moderna comunicação a serviço do cada vez mais amplo processo de consolidação da democracia da informação.

(*) Empresário, sócio-proprietário da Master Case Digital Business em Campo Grande/MS: [email protected] - (67) 3326-2100



Que ingratidão…

Durante o tempo que fui redactor de jornal local, realizei numerosas entrevistas a figuras públicas: industriais, grandes proprietários, políticos, artistas…


Empresa Cooperativa x Empresa Capitalista

A economia solidária movimenta 12 bilhões e a empresa cooperativa gera emprego e riqueza para o país.


O fundo de reserva nos condomínios: como funciona e a forma correta de usar

O fundo de reserva é a mais famosa e tradicional forma de arrecadação extra. Normalmente, consta na convenção o percentual da taxa condominial que deve ser destinado ao fundo.


E se as pedras falassem?

Viver na Terra Santa é tentar diariamente “ouvir” as pedras! Elas “contemplaram” a história e os acontecimentos, são “testemunhas” fiéis, milenares porém silenciosas!


Smart streets: é possível viver a cidade de forma mais inteligente em cada esquina

De acordo com previsões da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 70% da população mundial viverá em áreas urbanas até 2050.


Quem se lembra dos velhos?

Meu pai, quando se aposentou, os amigos disseram: - " Entrastes, hoje, no grupo da fome…"


Greve dos caminhoneiros: os direitos nem sempre são iguais

No decorrer da sua história como república, o Brasil foi marcado por diversas manifestações a favor da democracia, que buscavam uma realidade mais justa e igualitária.


Como chegou o café ao Brasil

Antes de Cabral desembarcar em Porto Seguro – sabem quem é o décimo sexto neto do navegador?


Fake news, deepfakes e a organização que aprende

Em tempos onde a discussão sobre as fake news chega ao Congresso, é mais que propício reforçar o quanto a informação é fundamental para a sustentabilidade de qualquer empresa.


Superando a dor da perda de quem você ama

A morte é um tema que envolve mistérios, e a vivência do processo de luto é dolorosa. Ela quebra vínculos, deixando vazio, solidão e sentimento de perda.


A onda do tsunami da censura

A onda do tsunami da censura prévia, da vedação, da livre manifestação, contrária à exposição de ideias, imagens, pensamentos, parece agigantar em nosso país. Diz a sabedoria popular que “onde passa um boi passa uma boiada”.


O desserviço do senador ao STF

Como pode um único homem, que nem é chefe de poder, travar indefinidamente a execução de obrigações constitucionais e, com isso, impor dificuldades ao funcionamento de um dos poderes da República?