Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Lembrete aos Homens de Bem

Lembrete aos Homens de Bem

29/05/2018 Paulo Eduardo de Barros Fonseca

A responsabilidade do homem de bem cresce em tempos de inquietação e expectativa.

No sentido moral e, portanto, evangélico, resumidamente, o homem de bem respeita nos seus semelhantes todos os direitos que lhe são assegurados pelas leis da natureza, como desejaria que os seus fossem respeitados.

É assim que o homem de bem não menospreza suas obrigações em todos os aspectos da vida, pois tem consciência de que deve contribuir ativamente na construção de uma sociedade que respeite os princípios da igualdade, liberdade e fraternidade.

A necessidade dessa consciência ganha relevância nos momentos de maiores dificuldades, oportunidade em que o homem de bem não deve e não pode se esconder atrás do silêncio. A responsabilidade do homem de bem cresce em tempos de inquietação e expectativa quando muitos buscam um caminho a seguir, pois seu exemplo será decisivo para influenciar outras pessoas.

Em antiga crônica já destacamos que o “Brasil, a pátria do Evangelho, vive dias de grande inquietação e expectativa. Inquietação porque a nação, em todos seus segmentos, demonstra preocupação com os rumores de crise moral, ética e social. Com tristeza, a sociedade constata que quem deveria dar exemplo de postura e conduta se perde no emaranhado de explicações que na realidade não justificam atos e atitudes adotadas em prol de si mesmo ou de pequenos grupos.

A população, preocupada com os destinos da nação, percebe que dois caminhos se atravessam como numa verdadeira encruzilhada. Enquanto um conceito de arquétipo parece que vivenciamos a lenda de Fausto quando justificativas fincadas na ética e na lei procuram explicar posturas antiéticas e ilegais.

Para alguns, o certo e o errado parecem se confundir. No exercício pleno da democracia, e em qualquer situação, todos devem respeitar a ordem social e os direitos que a lei da natureza dá aos semelhantes como gostaria que os seus fossem respeitados.

A expectativa, por sua vez, decorre da constatação de que esta é a hora de se fazer prevalecer a ordem, enquanto pressuposto da reorganização e do progresso da sociedade. Como é tempo de renovação espiritual global, esta é uma grande oportunidade para que os homens de bem se posicionem, notadamente porque não é factível que qualquer pessoa troque frações de sua alma pela realização de pequenos desejos materiais.

Nessas circunstâncias, apesar de toda inquietação e expectativa, o momento sugere serenidade, otimismo, valorização da conduta íntegra e respeito ao bem coletivo. Será com base nos princípios da dignidade, honestidade, labor e ordem, bem como com o amparo da espiritualidade, que com fé, esperança e caridade, pacificaremos nossos corações e demonstremos amor pelo Brasil.

Está nas mãos do povo brasileiro a grande responsabilidade de manter acesa a chama da lei universal do amor, que distingue o Brasil das demais nações do mundo. Esse é o compromisso que cada pessoa que habita o Brasil, a pátria do Evangelho, deve assumir consigo mesmo, sobretudo se, por meio dos atos e atitudes individuais e coletivas, queremos ser reconhecidos como artífices da construção de uma sociedade mais justa e perfeita.

Como a nossa sociedade precisa do exemplo que os homens de bem podem e devem dar, omitir-se neste momento, em que a cidadania deve ser exercida com plenitude e responsabilidade, é o mesmo que abdicar de suas obrigações morais e do papel de construtor social. Que os homens de bem se lembrem disso!

* Paulo Eduardo de Barros Fonseca é vice-presidente do Conselho Curador da Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho, mantenedora da Faculdade de de Ciências Médicas da Santa Casa, Procurador estadual aposentado (Unesp) e titular do escritório: Sheldon Barros Fonseca - Advogados.

Fonte: Oscar Alejandro Fabian D Ambrosio - ACI



Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.


Desafios para a Retomada Econômica

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior.


Setembro Amarelo: é preciso praticar o amor ao próximo

Um domingo ensolarado é um dia perfeito para exercitar a felicidade, passear no parque, levar as crianças na piscina ou encontrar os amigos com seus sorrisos largos e escancarados.


Setembro Amarelo: é preciso ter ferramentas para lidar com o mundo

No semáforo, a cor amarela é frequentemente associada com desaceleração. O motorista precisa reduzir a velocidade ou até mesmo parar.


Da apropriação ilícita dos símbolos da Nação

Uma nova prática vem sendo efetivada por políticos e partidos radicais em âmbito mundial, a apropriação dos símbolos da nação como se fossem bandeiras de suas filosofias.


Tecnologia é fundamental para facilitar o processo de legalização de novos negócios no Brasil

Imagine se todo o recurso humano e dinheiro envolvidos no processo de abertura e legalização de uma empresa no Brasil fossem utilizados para promover mais eficiência e valor agregado para a sociedade?


Como a tecnologia pode criar uma cultura de reciclagem

Diante das diversas transformações no mundo dos negócios e no modelo de atendimento aos consumidores, empresas de todos os segmentos estão sendo obrigadas a buscarem soluções que permitam acelerar a inovação e a eficiência de seus negócios.


As regras essenciais para o uso de vagas de garagem em condomínios

A garagem traz para o condômino segurança e comodidade para os moradores.


Como usar a sua voz para compartilhar as suas ideias?

Você já se perguntou quantas palavras fala diariamente?


A jornada de inovação dos caixas eletrônicos

Quando os primeiros caixas eletrônicos chegaram ao Brasil, no início dos anos 1980, a grande novidade era a possibilidade de retirar dinheiro ou emitir um extrato de forma automatizada.


A nota oficial do Presidente da República

Após o excesso de retórica do mandatário maior da nação ocorrida no dia de uma das maiores manifestações já realizadas e vistas pelo povo brasileiro, o Presidente da República, veio a público, através de nota oficial, prestar a seguinte declaração, da qual destaca-se os seguintes parágrafos: