Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Lesões na natação

Lesões na natação

19/01/2019 Ana Paula Simões

A natação é um dos esportes menos perigosos quando se pensa no risco de sofrer uma lesão esportiva.

Lesões na natação

Isso é parcialmente atribuído à velocidade relativamente lenta do movimento, à falta de contato físico com outra pessoa e ao ambiente constante e previsível (considerando que você vá nadar numa piscina).

As lesões na natação são geralmente um resultado do: uso excessivo, aumento súbito de velocidade e volume de treino, repetição de movimento, erro de técnica, ou fraqueza muscular. São três as lesões que mais comuns nos nadadores:

1 - Síndrome do impacto e tendinites no ombro. Também é conhecida como ombro do nadador, é uma condição que afeta a articulação do ombro. A condição é causada pela inflamação dos tendões em torno do manguito rotador. O manguito rotador é composto por quatro músculos principais e é responsável por apoiar a articulação do ombro e criar movimentos que incluem mover o braço para as braçadas durante os treinos.

A principal causa da síndrome de impacto é a tendinite do manguito rotador. À medida que os tendões incham devido à inflamação, há menos espaço para se movimentarem através do espaço subacromial (a área debaixo do osso acromio, que é a protrusão óssea na parte superior da escápula). O movimento constante do ombro envolvido na natação faz com que os tendões de “esfreguem”, entrem em atrito contra a parte inferior do osso, o que pode causar dor e irritação.

O início da dor é geralmente gradual, embora os treinamentos de velocidade e tiro possam ocasionar acelerar o processo. A dor pode ser sentida também quando os braços são levantados acima da cabeça. Inchaço e alteração de sensibilidade podem ocorrer como resultado da síndrome de impacto. O movimento do ombro pode ser restrito e ficar mais limitado, a articulação pode ter a sensação de ter se tornado mais fraca.

O tratamento inicial geralmente envolve alívio da dor, medicação anti-inflamatória e repouso relativo. Deve-se fazer fisioterapia para analgesia e na sequência entender o grupo muscular e fortalecê-lo. Após alívio das dores deve-se intensificar os exercícios de força, fazer educativos para corrigir eventuais erros de braçada que possam estar ocasionando o impacto.

Exercícios podem ser feitos para fortalecer os músculos e tendões em torno do manguito rotador. Isso tornará o ombro mais resistente às lesões. A fisioterapia pode ajudar a condicionar o ombro para ajudar a prevenir lesões no futuro. Se os sintomas persistirem, a cirurgia pode ser necessária, esta é usada raramente, mas pode ajudar a suavizar a superfície do acromio e reparar os tendões danificados.

2 - Joelho do nadador. As lesões do joelho são comuns naqueles que nadam estilo peito frequentemente. Isto é predominantemente devido à posição do joelho durante o movimento do "golpe do chicote". Comumente, esta ação de rotação afeta o ligamento colateral mediano, que corre ao longo do lado interno do joelho.

As causas mais comuns são a má técnica, que aumenta a pressão sobre a articulação do joelho e o ligamento colateral mediano em particular, e uso excessivo. Uma vez que o ligamento inflamou e ficou tenso, o exercício contínuo irá agravar a situação.

Os sintomas comuns incluem a dor, que se tornará aumentada durante o exercício físico que aplica a pressão no joelho. O joelho pode inchar e ficar avermelhado, o movimento pode ser limitado e dolorido.

O tratamento geralmente inclui descansar o joelho afetado e tomar medicação para reduzir o inchaço e aliviar a dor. Exercícios específicos e alongamentos podem ajudar a prevenir esta condição, além de aquecimento completo antes dos treinos. Fisioterapia irá ajudar a fortalecer o joelho, melhorar a flexibilidade e condição do corpo para evitar mais lesões. Em casos extremos, a cirurgia pode ser necessária.

3 - Dores nas costas. Embora a natação seja geralmente pensada para ser benéfica para vários casos de dores nas costas, o estilo borboleta deve ser evitado por pessoas que sofrem de lombalgia pois exige muito da musculatura paravertebral e força sua hiperextensão.

O estilo Borboleta contribui para a dor lombar porque constantemente aplica pressão para o fundo da coluna vertebral. A ação contínua de arquear as costas aplica pressão direta para as vértebras lombares, que estão localizadas na base da coluna vertebral num movimento repetitivo de hiperextensão, e dependendo da frequência e intensidade, pode ser fator de sobrecarga.

O sintoma mais comum de uma lesão nas costas é a dor, que pode ser leve ou grave. Em muitos casos, a dor persistirá a menos que seja controlada com analgésicos. Outros sintomas podem incluir restrição dos movimentos e inchaço. A dor pode piorar quando a parte lombar é endireitada inteiramente ou fletida num alongamento por exemplo.

O tratamento mais comum é o repouso, para que os tecidos desinflamem. Este é geralmente combinado com medicação anti-inflamatória para alívio da dor. Gelo ou terapia de calor e massagem também podem ajudar a reduzir o inchaço e melhorar o movimento na área afetada. Fisioterapia, osteopatia e quiropraxia têm comprovação científica de serem eficazes na melhoria da flexibilidade, fortalecendo os músculos e condicionando o corpo para evitar lesões no futuro.

Como faço para evitar me machucar na natação?

A causa mais comum de uma lesão esportiva na natação é falta de aquecimento, mas também podem ser causadas pelo uso incorreto de equipamentos e gesto do estilo errado. Algumas formas de prevenção, são:

1) Aquecer: O aquecimento é a maneira mais importante e significativa para reduzir a probabilidade de lesão. Uma sessão de aquecimento suficiente deve durar pelo menos 5-10 minutos, e envolve o alongamento e exercitar os músculos para prepará-los para a atividade extenuante a seguir. É vital para iniciar o aquecimento lentamente, e construir gradualmente para um ritmo mais rápido e enérgico. Aquecer permite um aumento do fluxo de sangue para alcançar os músculos que você vai usar na piscina.

2) Use equipamentos adequados e faça treinos educativos. Na natação é rotina usarmos palmar, puboia, prancha, elástico e nadadeira. Isto é particularmente importante para os exercícios funcionais e fortalecimento, mas é necessário observar se você está fazendo o uso de forma correta, daí o nome de educativos!

3)Técnica: os 4 estilos envolvem técnicas específicas que pode minimizar o risco de lesões. É importante aprender as técnicas corretas associadas com seu melhor estilo. Ao praticar uma boa técnica um indivíduo pode reduzir significativamente o risco de lesões esportivas relacionadas aos músculos, tendões e ossos. Isso também é importante ser corrigido em exercícios fora da água, com borrachinhas.

4) Respeite seu corpo: é extremamente importante, ao participar de atividades físicas, ouvir seu corpo e conhecer seus limites físicos. Quando você começar um novo esporte, comece devagar e constantemente para evitar lesionar ou estirar os músculos. Se você não realizou exercício extenuante por algum tempo, é especialmente importante construir a sua resistência e força gradualmente para evitar lesões. Ao longo do tempo, você vai notar o seu aumento e crescimento de velocidade e volume, e você será capaz de realizar atividade física por períodos mais longos de tempo.

5) Permaneça hidratado: sim, tomar água e usar suplementos são fundamentais para o nadador! A água é vital para manter o corpo hidratado, e isso é especialmente fundamental quando você está ativo no exercício. Se você está exercitando no calor ou em tempo ensolarado, é especialmente importante manter seu corpo hidratado pois como a desidratação pode reduzir significativamente a aptidão mental e física, ocasionando câimbras e dores musculares!

6) Esfriar: assim como é importante aquecer adequadamente, também é essencial que você desaqueça suficientemente após a atividade física. Após o seu treino, gaste pelo menos 5-10 minutos realizando uma forma suave de exercício (como andar) para retornar sua frequência cardíaca à um ritmo normal. O processo de resfriamento permite que seu corpo remova os resíduos dos músculos e os substitua por oxigênio e nutrientes. Isso ajuda a prevenir a rigidez dos músculos após o exercício, e permite que seus músculos se recuperem.

Nesta fase, você também pode fazer alguns exercícios de alongamento suave nos músculos que você tem usado durante a atividade física. Isto pode impedir que os músculos inchem, à medida que aumentam em força e tamanho.

7) Fora d´água, reserve treinos de fortalecimento específicos e funcionais porque são fundamentais para sua evolução na água e para prevenir lesões. Peça para o seu médico do esporte, fisioterapeuta e preparador físico te ajudar.

E bons treinos!

* Ana Paula Simões é Professora Instrutora da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e Mestre em Medicina, Ortopedia e Traumatologia e Especialista em Medicina e Cirurgia do Pé e Tornozelo pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Fonte: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo



Mortes e lama: até quando, Minas?

Tragédias no Brasil são quase sempre pré-anunciadas. É como se pertencessem e integrassem a política de cotas. Sim, há cotas também para o barro e a lama. Cota para a dor.


Proteção de dados de sucesso

Pessoas certas, processos corretos e tecnologia adequada.


Perspectivas e desafios do varejo em 2022

Como o varejo lida com pessoas, a sua dinâmica é fascinante. A inclusão de novos elementos é constante, tais como o “live commerce” e a “entrega super rápida”.


Geração millenials, distintas facetas

A crise mundial – econômica, social e política – produzida pela transformação sem precedentes da Economia 4.0 coloca, de forma dramática, a questão do emprego para os jovens que ascendem ao mercado de trabalho.


Por que ESG e LGPD são tão importantes para as empresas?

ESG e LGPD ganham cada vez mais espaço no mundo corporativo por definirem novos valores apresentados pelas empresas, que procuram melhor colocação no mercado, mais investimentos e consumidores satisfeitos.


O Paradoxo de Fermi e as pandemias

Em uma descontraída conversa entre amigos, o físico italiano Enrico Fermi (1901-1954) perguntou “Onde está todo mundo?” ao analisarem uma caricatura de revista que retratava alienígenas, em seus discos voadores, roubando o lixo de Nova Iorque.


Novo salário mínimo em 2022 e o impacto para os trabalhadores autônomos

O valor do salário mínimo em 2022 será de R$ 1.212,00.


2021 – A ironia de mais um ano que ficará marcado na história

Existe um elemento no ano de 2021 que imputou e promoveu uma verdadeira aposta de cancelamentos e desejos para que ele seja mais um ano apagado da memória de milhares de pessoas: A pandemia, que promoveu o desaparecimento definitivo de milhares de pessoas.


Negócios do futuro: por que investir em empreendedorismo no setor financeiro

Você sabia que 60% dos jovens de até 30 anos sonham em empreender?


A importância de formar talentos

Um dos maiores desafios das empresas tem sido encontrar talentos com habilidades desenvolvidas e preparados para contribuir com a estratégia da empresa.


Sustentabilidade em ‘data center’: setor se molda para atender a novas necessidades

Mesmo que a sustentabilidade ainda seja um tema relativamente novo no segmento de data center, ele tem se tornado cada vez mais necessário para as empresas que querem agregar valor ao seu negócio.


Tendência de restruturações financeiras e recuperações judiciais para o próximo ano

A expectativa para o próximo ano é de aumento grande no número de recuperações judiciais e restruturações financeiras, comparativamente, aos anos de 2021 e 2020.