Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Liberdade de Imprensa, hoje e avante

Liberdade de Imprensa, hoje e avante

04/05/2018 Aline Wolff

No dia 3 de maio, comemoramos o Dia Internacional da Liberdade de Imprensa.

Sabemos que no mundo, e aqui no Brasil, muito ainda temos que desenvolver a sociedade nos avanços à democracia e à liberdade de expressão via notícia. Sou otimista em dizer que estamos no caminho.

O advento da internet, logo da globalização dos meios de comunicação, foi um passo largo e firme rumo ao futuro que se deseja. O que preocupa em meio à liberdade de expressão é a poluição da informação e as fake news que desqualificam o trabalho da imprensa. Mas essa questão eu não contabilizo como uma preocupação.

Acredito que o público aprenderá a lidar e separar, a cada dia mais, o joio do trigo. O que fica para mim, jornalista e comunicadora, é o acesso que a informação dispõe via tecnologias em lugares remotos, tão remotos percebidos há poucas décadas.

Sabemos que a comunicação hoje é democrática pelo o que se experimenta no marketing moderno quanto à interatividade entre produtor e receptor, e pelo receptor que se torna produtor a qualquer instante.

Ainda, em se tratando de canais oficiais da comunicação, de imprensa, celebro e homenageio meus colegas de profissão, especialmente pelo poder de denúncia que nosso segmento oferece à sociedade.

Como sabemos, sim, a caminho tem um horizonte que parece não ter fim em relação à democratização e à liberdade da informação, contudo é a imprensa de hoje que favorece grandes investigações, disseminações de conhecimento e desenvolvimento humano.

A imprensa, afirmo, segue sendo o quarto poder! Estou certa se que seguimos na causa sempre satisfeitos por contar e narrar histórias transformadoras.

Feliz Dia da Liberdade de Imprensa a todos os meus colegas de profissão e público que consome informação consciente da importância de nosso trabalho.

* Aline Wolff é graduada em jornalismo e Assessora de Imprensa.

Fonte: WH Comunicação



Roda de histórias

Meu avô paterno, Seu Dito, era um bom contador de histórias. Contava com a mesma ênfase, fatos e ficções.


Infodemia: a pandemia de desinformação

Todos os dias em nossos smartphones, computadores e TVs, temos uma verdadeira chuva de informações, e nem sempre é possível conferir a veracidade delas.


O problema não é a Cloroquina

Estamos diante de uma doença ameaçadora, nunca antes vivida por nossa geração.


Liderança: Arte e Ciência

O que faz uma pessoa aceitar e reconhecer a liderança de outra?


Reflexões éticas em tempos de Coronavírus

Atualmente, vivemos num cenário de turbulências e preocupações com os impactos sociais e econômicos atuais que virão em decorrência da pandemia do vírus Covid-19.


O direito de ser pedra e o direito de ser vidraça em tempos de pandemia

O pior nessa história toda, desse período de pandemia da Covid-19, tem sido a guerra violenta de versões apresentadas sobre o problema.


O oxigênio da vida

Eles moravam em um dos bairros mais violentos de São Paulo. Estavam perto dos 20 anos. Eram três amigos de infância.


Um vazio de lideranças

Qual o paradeiro dos líderes? Eles possivelmente estão por perto, mas nós não os enxergamos.


O Brasil deve um almoço a Roberto Jefferson

A esquerda diz temer pela Democracia em razão de alguns pronunciamentos do Presidente Bolsonaro.


No tempo da pandemia

Nesta época de quarentena, assisti, pela rádio, à transmissão de cerimónia religiosa: missa.


O Mal

Agostinho dizia que o mal não é um ente em si, porque não é possível que um D’us bom tenha criado o mal.


As palavras que faltam

Há muitas coisas em falta no mundo.