Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Liderando pela autoridade e não pelo poder

Liderando pela autoridade e não pelo poder

28/09/2016 Flávio Melo Ribeiro

As pessoas na sua maioria querem fazer parte de algo especial, seja no lazer, na família ou no trabalho.

E não se alcança tal situação sem esforço e sem dedicação. Isto aumenta a responsabilidade do líder, é primordial que as pessoas que exerçam algum tipo de liderança o façam exigindo excelência, para que as pessoas por ela lideradas façam o melhor de si.

Com o passar do tempo os liderados irão perceber que construíram algo significativo e vão se orgulhar disso. Ninguém sai melhor de um trabalho em que não lhe foi exigido nada, que não pode demonstrar o que sabe, nem precisou aprender nada para fazer o que foi solicitado.

É fundamental que se reconheça útil e muitas vezes realizadas. Nesse processo o líder pode utilizar a essência da liderança, que é fazer com que o liderado faça de BOM GRADO e MOTIVADO o que o líder deseja. Para isso é fundamental utilizar-se da autoridade, do exemplo, do incentivo e evitar o poder de mando.

É importante incentivar a utilização do conhecimento, da criatividade do liderado. Primeiramente o líder precisa deixar de pensar nele primeiro para pensar no grupo, na missão da organização, nas tarefas, nas pessoas que compõem o grupo de liderados. Se o líder não se doar, nem procurar atender as necessidades do grupo, não vai receber em troca o apoio e a dedicação das pessoas que ele lidera.

Que fique bem entendido, satisfazer as necessidades e não as vontades das pessoas que compõem o grupo, quer dizer, alcançar o que realmente falta para que as pessoas possam realizar as tarefas que lhes foi solicitada. E principalmente elogiar quando os subordinados se saíram bem, para que estes possam se reconhecer como alguém que faz bem feito. Não há dúvida que é melhor liderar uma equipe que tem orgulho do que faz.

* Flávio Melo Ribeiro é psicólogo.



Eleições para vereadores merecem mais atenção

Em anos de eleições municipais, como é o caso de 2024, os cidadãos brasileiros vão às urnas para escolher prefeito, vice-prefeito e vereadores.

Autor: Wilson Pedroso


Para escolher o melhor

Tomar boas decisões em um mundo veloz e competitivo como o de hoje é uma necessidade inegável.

Autor: Janguiê Diniz


A desconstrução do mundo

Quando saí do Brasil para morar no exterior, eu sabia que muita coisa iria mudar: mais uma língua, outros costumes, novas paisagens.

Autor: João Filipe da Mata


Por nova (e justa) distribuição tributária

Do bolo dos impostos arrecadados no País, 68% vão para a União, 24% para os Estados e apenas 18% para os municípios.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Um debate desastroso e a dúvida Biden

Com a proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para novembro deste ano, realizou-se, na última semana, o primeiro debate entre os pleiteantes de 2024 à Casa Branca: Donald Trump e Joe Biden.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Aquiles e seu calcanhar

O mito do herói grego Aquiles adentrou nosso imaginário e nossa nomenclatura médica: o tendão que se insere em nosso calcanhar foi chamado de tendão de Aquiles em homenagem a esse herói.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Falta aos brasileiros a sede de verdade

Sigmund Freud (1856-1939), o famoso psicanalista austríaco, escreveu: “As massas nunca tiveram sede de verdade. Elas querem ilusões e nem sabem viver sem elas”.

Autor: Samuel Hanan


Uma batalha política como a de Caim e Abel

Em meio ao turbilhão global, o caos e a desordem só aumentam, e o Juiz Universal está preparando o lançamento da grande colheita da humanidade.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


De olho na alta e/ou criação de impostos

Trava-se, no Congresso Nacional, a grande batalha tributária, embutida na reforma que realinhou, deu nova nomenclatura aos impostos e agora busca enquadrar os produtos ao apetite do fisco e do governo.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil


Como melhorar a segurança na movimentação de cargas na construção civil?

O setor da construção civil é um dos mais importantes para a economia do país e tem impacto direto na geração de empregos.

Autor: Fernando Fuertes


As restrições eleitorais contra uso da máquina pública

Estamos em contagem regressiva. As eleições municipais de 2024 ocorrerão no dia 6 de outubro, em todas as cidades do país.

Autor: Wilson Pedroso