Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Meditação de Natal

Meditação de Natal

03/01/2006 Divulgação

Cabeça de Cristo retirante, de Alberto da Veiga GuignardA comemoração do Natal oferece-nos a oportunidade de uma reflexão e uma vivência da genuína espiritualidade, pois se refere ao nascimento de Jesus, o Verbo que se fez carne e habitou entre nós.  Em tempos marcados por uma irracional inversão de valores, é visceralmente necessário refletir sobre Cristo, anunciado pelo profeta Isaías como Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade e Príncipe da Paz.

Valores são normas e princípios que conformam um ideal de perfeição moral, tomando-se, portanto, aspiração humana. Há uma necessária hierarquia entre os valores, vindo, em primeiro lugar, os de natureza espiritual, seguindo-se, nesta ordem, os de caráter ético, estético, lógico, vital e útil.

Ao submetermos a esse crivo axiológico a civilização contemporânea, de pronto nos apercebemos do quadro de confusão espiritual, moral e intelectual em que se acha submersa a nossa sociedade: a espiritualidade alicerçada na palavra de Deus foi substituída pelo fermento de crendices absurdas, a sabedoria e a temperança trocada pela reles esperteza e a honorabilidade pela corrupção vulgar, pelo arrivismo e pela busca de sucesso a qualquer preço.

"O Juízo Final", de Michelangelo

Durante as festividades de Natal, por um fugaz momento, o orgulho, a dureza, o egoísmo e a indiferença humana cedem lugar aos impulsos do coração: histórias edificantes, poemas e canções, inspirados em elevados sentimentos, circulam por toda a parte; votos de felicidades e boas festas aumentam a atividade nos serviços postais; em campos de batalha, inimigos negociam uma trégua para celebrar o nascimento do Salvador.

A inspiração para essas iniciativas, a despeito de todas as deturpações sofridas ao longo do tempo, está no reconhecimento de que Cristo, homem-Deus e Espírito da Realidade que habita no coração de todos que o aceitam como Senhor e Salvador, posiciona-se no topo de nossa escala de valores, pois ele é a manifestação do amor do Pai pelos seus filhos.

Os evangelistas expressaram com palavras simples, belas e sabias o amor de Deus pelos homens, corporificado em Cristo: “Nisto se manifestou o amor de Deus em nós: em haver enviado o seu filho unigênito ao mundo para vivermos por meio dele” (João, 4:9). “E nós conhecemos e cremos no amor que Deus tem por nós. Deus é amor, e aquele que permanece no amor permanece em Deus e Deus, Nele”. (João,4:16). “O amor não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo crê, tudo espera, tudo suporta (...)” (1 Corintios 13).

“Aquele que não ama, não conhece a Deus, porque Deus é amor”. (João, 4:7)



A responsabilidade dos adultos: o melhor presente

Um historiador disse certa vez que nossa relação com o tempo se dá em torno de dois campos: a experiência e a expectativa.


Muita tecnologia, pouca sabedoria

No dia 3 de setembro de 1989, o comandante Cezar Garcez pilotava o Boeing 737-200 da Varig, na rota São Paulo-Belém, com 48 passageiros e seis tripulantes.


A pandemia e a salvação nacional

A pandemia do coronavírus é mais um flagelo da humanidade.


A Covid-19 e o saneamento

A pandemia do novo coronavírus assusta o mundo pelos impactos na saúde, economia e no bem-estar social.


Cenários para o Brasil: isolamento vertical ou horizontal?

Nos últimos dias foi estabelecido um debate na sociedade brasileira entre duas opções de combate ao impacto do novo coronavírus no país.


Saiba como não entrar em desespero com as oscilações do mercado financeiro

A história demostra que crises passam e acabam beneficiando aqueles que mantêm a racionalidade no lugar da emoção.


O Diabo: o que foi e o que é

Certa noite de Outono, em amena conversa com familiar, este, declarou-me, parecendo sincero:


Liderança: o eterno desafio

A definição mais divulgada de liderança diz que liderar é a capacidade de influenciar e convencer pessoas.


Os requisitos da opinião

O ignorante tem opinião sobre tudo. O sábio, somente sobre o que ele conhece.


Entre a pandemia e o desemprego

A crise de saúde mundial provocada pelo novo coronavírus, agora assentada no Brasil, com um quadro de evolução severo, tem trazido pânico desmedido a toda população.


Enquanto uns choram, outros vendem lenços. Acima do preço.

“Vendedor acumula 17 mil garrafas de álcool em gel, mas não pode mais vendê-las”, diz a manchete do jornal.


O que podemos aprender com Tom Brady?

Qual o principal atributo de um verdadeiro líder?