Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O desafio do desenvolvimento econômico (I)

O desafio do desenvolvimento econômico (I)

23/07/2008 Divulgação

Quando terminou a Segunda Guerra Mundial, o cenário, nos países devastados pelo conflito armado, era de morte e desolação. Em Berlim e em outras cidades da Europa, as ruínas e as pilhas de cadáveres estavam por toda a parte. O Japão, depois das bombas arremessadas sobre Iroshima e Nagazaki, era uma sombra de si mesmo. Chegava ao fim uma era de terror na História dos povos (ainda não sabíamos que outros horrores estavam por vir, pondo termo à ingênua crença de que a humanidade, aprendida a lição, não mais viveria semelhante pesadelo). De qualquer modo, os Estados ocidentais vencedores, imbuídos de um espírito de generosidade (para muitos, de puro interesse, mas passaremos ao largo desta discussão) deram aos vencidos a oportunidade de reconstruir dignamente seus paises e suas vidas.

Interventor no Japão, o General Douglas McArthur começou a liderar naquele momento o esforço de reconstrução, merecendo por isso, até hoje, o respeito daquele povo. Para a Europa, foi concebido o plano Marshall, que lhe permitiu, em poucas décadas, recuperar-se dos prejuízos materiais provocados pela guerra. Os danos morais e espirituais deixaram seqüelas que se prolongam até os nossos dias, como o ateísmo e até um certo cinismo diante da vida, (principalmente por parte dos jovens), mas isso é outra história.

Preocupada com o que se passava nos países da Ásia, África e América Latina, a ONU, criada pelos países vencedores, colocou em funcionamento a Comissão Econômica para América Latina e o Caribe – CEPAL, com a missão de assessorar os países pobres no esforço para romper as barreiras do subdesenvolvimento. Datam daí os estudos sobre a questão do desenvolvimento econômico, que subsidiaram os esforços de países europeus (exceção feita aos Estados situados na parte leste do Continente, porque Stálin os proibiu de receber qualquer ajuda). A Europa, pouco a pouco, conseguiu recuperar-se e, mesmo em outros continentes, países como o Brasil, Argentina, Índia e México fizeram esforços desenvolvimentistas que trouxeram razoáveis resultados.

O Brasil, na verdade, havia-se antecipado nessa corrida, pois o processo de intervenção do Estado no domínio econômico, somado à estruturação política do Estado brasileiro promovida por Getúlio Vargas marcou a entrada do país no mundo moderno. Juscelino Kubitscheck, com seu Plano de Metas, já com um novo enfoque, soube tirar proveito do protecionismo e da implantação das indústrias de base do período anterior e priorizar a modernização econômica do Brasil.



O desserviço do senador ao STF

Como pode um único homem, que nem é chefe de poder, travar indefinidamente a execução de obrigações constitucionais e, com isso, impor dificuldades ao funcionamento de um dos poderes da República?


Anedotas com pouca graça

Uma anedota, de vez enquanto, cai sempre bem; como o sal serve para temperar a comida, a anedota também adoça a conversa ou o texto.


Cada um no seu quadrado e todos produzindo…

Muito oportunas as observações do Prof. Ary Oswaldo Mattos Filho, de que em vez dos simples projetos que visam reforçar o caixa da União – como a alteração no Imposto de Renda ora em tramitação pelo Congresso – o país carece de uma verdadeira reforma tributária onde fiquem bem definidos os direitos e obrigações da União, Estados e Municípios.


Você já respirou hoje?

Diagnóstico e tratamento corretos salvam vidas na fibrose cística.


Jogos para enfrentar a crise

O mundo do trabalho nunca mais será o mesmo.


O trabalho de alta performance no Hipismo

O que os atletas precisam para o desempenho perfeito em uma competição? Além do treinamento e esforços diários, eles precisam estar em perfeita sintonia com o corpo e a mente.


Bons médicos vêm do berço

Faz décadas assistimos a abertura desenfreada de novas escolas médicas, sem condição de oferecer formação minimamente digna e honesta.


Wellness tech e a importância da saúde mental dentro das organizações

A pandemia de covid-19 impactou a vida de todos nós, pessoal e profissionalmente.


Manifestações do TDAH

Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade em adultos e crianças.


Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.


Desafios para a Retomada Econômica

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior.