Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O estresse e o excesso de peso

O estresse e o excesso de peso

29/04/2016 Cristiano Parente

Dê menos valor para coisas menos importantes e se mantenha em equilíbrio.

Cada dia mais percebemos como os mecanismos emocionais interferem diretamente na fisiologia, ou seja, no funcionamento físico e químico do corpo humano.

No processo de emagrecimento, ganho de massa muscular, ou manutenção da saúde, os estudos têm revelado um ponto em comum, que é praticamente estrutural para o sucesso e efetividade dos processos: o equilíbrio e a estabilidade emocional.

Chamado como um mal do século, o estresse é forte inimigo contra a fisiologia humana. Situações de ameaça, tensão e de nervosismo que acontecem ao longo da vida e que envolvem questões de trabalho, família, relacionamentos, trânsito, violência, entre outras, interferem de maneira crucial e trazem consequências para o nosso organismo.

Em nosso corpo, temos os músculos como um dos principais consumidores de energia. São “devoradores” de gordura e, por isso, uma das estruturas essenciais responsáveis pela manutenção de um indivíduo magro e saudável.

Entretanto, ao passar por uma situação de estresse, o corpo utiliza seus mecanismos inteligentes de defesa e proteção. Ao se sentir ameaçado, como forma de conservação, ele passa a economizar e proteger tudo que tem armazenado. Para isso, o próprio corpo produz um hormônio que se chama cortisol.

Para “ajudar” o mecanismo de proteção e armazenamento do corpo, o cortisol ataca a principal fonte consumidora das reservas de energia: os músculos. Ele atua diretamente atacando e consumindo a musculatura, provocando não só a diminuição de seu tamanho como também a transformando em fonte de energia. Então, ao invés de consumir a gordura armazenada, o hormônio consome o próprio músculo e ele passa a virar combustível para o corpo.

Ao final da situação de estresse, o resultado no corpo é péssimo. Os músculos ficam menores e a gordura ainda lá armazenada. Também como consequência, a transformação passa a favorecer ainda mais o aumento de gordura, já que agora, o músculo, principal consumidor de energia do corpo, está menor, e consome menos energia para sobreviver. Logo, qualquer quantidade um pouco maior de alimentos ingeridos tem agora uma grande chance de virar excesso, e por consequência, ser armazenado em forma de gordura.

A busca do controle emocional é fundamental não só em prol do bem-estar, como também do corpo. É preciso diminuir fatores de estresse quando possível e, quando não for, tentar aprender a lidar com o mesmo de maneira mais inteligente, madura e serena.

Em nome da saúde, dê menos valor para coisas menos importantes e se mantenha em equilíbrio, com a prática de exercícios que lhe traga prazer e que lhe alivie a tensão. Esse cuidado serve como grande aliado na manutenção do peso, no ganho de massa muscular e, claro, na qualidade de vida.

*Cristiano Parente é professor e coach de educação física



A desconstrução do mundo

Quando saí do Brasil para morar no exterior, eu sabia que muita coisa iria mudar: mais uma língua, outros costumes, novas paisagens.

Autor: João Filipe da Mata


Por nova (e justa) distribuição tributária

Do bolo dos impostos arrecadados no País, 68% vão para a União, 24% para os Estados e apenas 18% para os municípios.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Um debate desastroso e a dúvida Biden

Com a proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para novembro deste ano, realizou-se, na última semana, o primeiro debate entre os pleiteantes de 2024 à Casa Branca: Donald Trump e Joe Biden.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Aquiles e seu calcanhar

O mito do herói grego Aquiles adentrou nosso imaginário e nossa nomenclatura médica: o tendão que se insere em nosso calcanhar foi chamado de tendão de Aquiles em homenagem a esse herói.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Falta aos brasileiros a sede de verdade

Sigmund Freud (1856-1939), o famoso psicanalista austríaco, escreveu: “As massas nunca tiveram sede de verdade. Elas querem ilusões e nem sabem viver sem elas”.

Autor: Samuel Hanan


Uma batalha política como a de Caim e Abel

Em meio ao turbilhão global, o caos e a desordem só aumentam, e o Juiz Universal está preparando o lançamento da grande colheita da humanidade.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


De olho na alta e/ou criação de impostos

Trava-se, no Congresso Nacional, a grande batalha tributária, embutida na reforma que realinhou, deu nova nomenclatura aos impostos e agora busca enquadrar os produtos ao apetite do fisco e do governo.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil


Como melhorar a segurança na movimentação de cargas na construção civil?

O setor da construção civil é um dos mais importantes para a economia do país e tem impacto direto na geração de empregos.

Autor: Fernando Fuertes


As restrições eleitorais contra uso da máquina pública

Estamos em contagem regressiva. As eleições municipais de 2024 ocorrerão no dia 6 de outubro, em todas as cidades do país.

Autor: Wilson Pedroso


Filosofia na calçada

As cidades do interior de Minas, e penso que de outros estados também, nos proporcionam oportunidades de conviver com as pessoas em muitas situações comuns que, no entanto, revelam suas características e personalidades.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


Onde começam os juros abusivos?

A imagem do brasileiro se sustenta em valores positivos, mas, infelizmente, também negativos.

Autor: Matheus Bessa