Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O legado de Darwin

O legado de Darwin

24/09/2009 Divulgação

Você não se interessa por nada, a não ser caçadas, cães e captura de ratos;  você será uma desgraça para si mesmo e toda a sua família”. Essas observações foram dirigidas a Charles Darwin em plena juventude, por seu pai.

Não há relato sobre o que ele disse (provavelmente ficou em silêncio), mas a obra que construiu nos anos seguintes, revolucionando a história da Ciência, constitui a sua resposta às críticas paternas. Nascido há 200 anos, filho e neto de intelectuais, da alta classe inglesa, ele certamente tinha as condições necessárias para alcançar uma posição de destaque no campo científico. Além do seu avô Erasmus, filósofo e botânico que, em fim do século XVIII, já refletia sobre a origem e a evolução das espécies, vários cientistas vinham se debruçando sobre o assunto. As idéias estavam o ar, o momento favorecia uma revolução científica. Segundo o Biólogo Nélio Bizzo, da Faculdade de Educação da USP, foi um contexto social que produziu o darwinismo, não foi algo que saiu só da cabeça dele. Outro estudioso, o físico e historiador Ildeu de Castro Moreira, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, afirma que Darwin “viveu num momento histórico que deu a ele os elementos necessários para formular sua teoria”.

“As teorias de Darwin tiveram o mérito, entre outras coisas, de expor a boçalidade do racismo, em todas as suas manifestações”.

"O que Darwin tinha de especial, já que não era um aluno brilhante”? indagou a bióloga Rosana Tidon, do Instituto de Ciências Biológicas da Universidade de Brasília. “Ele era disciplinado, organizado, dedicado, curioso, possuía honestidade intelectual e um profundo interesse pelo mundo natural. Observava pedras, plantas e insetos, registrando tudo o que via de maneira detalhada”.

No fim de tudo, o menino que parecia indiferente à escola se tornou o pai da teoria da evolução biológica, munido de coragem para divergir de paradigmas da época.

É praticamente consensual nos meios científicos que Darwin conseguiu responder às questões mais importantes da humanidade, entre elas “quem somos e de onde viemos”. Em seu esforço para explicar a biodiversidade, afirmam os biólogos Maria Isabel Landin e Cristiano Rangel Moreira, “revolucionou a Biologia, elevando-a de mera  disciplina descritiva à promissora ciência do século XX”. A moderna Biologia, ao lado da Medicina da Biotecnologia, não teriam sentido sem as teorias de Darwin.

Finalmente, deve-se mencionar como um fato de elevação moral no caráter do cientista, que o ódio à escravidão ajudou a moldar as suas idéias sobre a evolução humana. Durante a sua longa viagem no navio Beagle, reprovou indignado tanto a escravidão de africanos no Brasil, como a perseguição aos índios na Argentina, fatos que moldaram suas idéias sobre o escravismo. Suas teorias vibraram o golpe mais firme na ignorância racista, ao provar que os homens têm uma origem comum. E isso aconteceu há 150 anos!



A onda do tsunami da censura

A onda do tsunami da censura prévia, da vedação, da livre manifestação, contrária à exposição de ideias, imagens, pensamentos, parece agigantar em nosso país. Diz a sabedoria popular que “onde passa um boi passa uma boiada”.


O desserviço do senador ao STF

Como pode um único homem, que nem é chefe de poder, travar indefinidamente a execução de obrigações constitucionais e, com isso, impor dificuldades ao funcionamento de um dos poderes da República?


Anedotas com pouca graça

Uma anedota, de vez enquanto, cai sempre bem; como o sal serve para temperar a comida, a anedota também adoça a conversa ou o texto.


Cada um no seu quadrado e todos produzindo…

Muito oportunas as observações do Prof. Ary Oswaldo Mattos Filho, de que em vez dos simples projetos que visam reforçar o caixa da União – como a alteração no Imposto de Renda ora em tramitação pelo Congresso – o país carece de uma verdadeira reforma tributária onde fiquem bem definidos os direitos e obrigações da União, Estados e Municípios.


Você já respirou hoje?

Diagnóstico e tratamento corretos salvam vidas na fibrose cística.


Jogos para enfrentar a crise

O mundo do trabalho nunca mais será o mesmo.


O trabalho de alta performance no Hipismo

O que os atletas precisam para o desempenho perfeito em uma competição? Além do treinamento e esforços diários, eles precisam estar em perfeita sintonia com o corpo e a mente.


Bons médicos vêm do berço

Faz décadas assistimos a abertura desenfreada de novas escolas médicas, sem condição de oferecer formação minimamente digna e honesta.


Wellness tech e a importância da saúde mental dentro das organizações

A pandemia de covid-19 impactou a vida de todos nós, pessoal e profissionalmente.


Manifestações do TDAH

Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade em adultos e crianças.


Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.