Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O que é a moda

O que é a moda

10/12/2020 Humberto Pinho da Silva

Mário Gonçalves Viana, in: “A Psicologia da Mulher, assevera: que ‘é um fenómeno de contagio (…)’ e acrescenta: O sexo feminino, entrega-se-lhe completamente.”

A moda, não só influencia o modo de trajar; mas, igualmente, o modo de pensar. O que ontem se condenava, aceita-se agora, como normal.

As ideologias, também têm moda. Há épocas, que certas ideologias e comportamentos, são aceites; e épocas, que são abomináveis.

D. Manuel de Melo, conta: “Eu tenho na minha livraria, um livro feito por Alonso Carraça (Madrid, 1636) contra as guedelhas, de que diz coisas abomináveis; e tenho outro feito por Pedro Mexia (historiógrafo do Imperador Carlos V, natural de Sevilha) em que não cansa de chorar ver homens tosquiados. A razão disto é o uso, que no tempo de um costumavam os cabelos grandes, e parecia vício e abuso raparem-se os homens; e no outro costumavam cabelos rasos e parecia desonestidade trazerem-se crescidos.”

Meu pai, na coluna que mantinha no: “O Comércio do Porto”, em meados dos anos sessenta vituperou colegiais, que usavam calças, porque, na época, não era “decente”, segundo seu parecer. O que diria, ele, dos actuais calções e fio-dental?

Tudo muda, consoante a época. Adquiri, nos anos setenta, guarda-chuva de vara de, madeira. Todavia o guarda-soleiro, à fina força, queria vender-me um, com vara metálica.

Argumentava, que estavam na moda. Meu avô, no início do século XX, já usava de metal! … Estavam na moda e eram elegantíssimos…

As palavras também têm moda. Tem moda e gastam-se, mudam de significado. Palavra há, que foram queridas outrora, e que se tornaram abomináveis.

Em conclusão: São as elites, que comandam e levam, o vulgo, de arreata. Este, pensa que pensa, mas não pensa. É simples bonifrate, de marioneta.

A moda é isto: nada mais que um fenómeno de contágio…

* Humberto Pinho da Silva



A violência e o exemplo dos parlamentos

O péssimo exemplo que os políticos, em geral, dão nos parlamentos, insultando, ridicularizando os antagonistas, leva, por certo, a população a comportar-se de modo semelhante.


Brasileiro residente no exterior, por que fazer um planejamento previdenciário?

É muito comum no processo emigratório para o exterior ter empolgação e expectativas sobre tudo o que virá nessa nova fase da vida.


LGPD: é fundamental tratar do sincronismo de dados entre todas as aplicações

Se um cliente solicita alteração nos dados cadastrais ou pede a sua exclusão da base de dados que a empresa possui, o que fazer para garantir que isso ocorra em todos os sistemas e banco de dados que possuem os dados deste cliente ao mesmo tempo e com total segurança?


As gavetas que distorcem a vida política do país

Finalmente, está marcada para terça-feira (30/11), na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, a sabatina do jurista André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar a vaga decorrente da aposentadoria do ministro Marco Aurélio, no Supremo Tribunal Federal.


O novo normal e a justiça!

Não restam dúvidas que o avanço tecnológico veio para melhorar e facilitar a vida das pessoas.


Repousar de fadigas, livrar-se de preocupações

O dicionário diz que descansar é repousar de fadigas, livrar-se de preocupações.


O fim da violência contra a mulher é causa de direitos humanos

O dia 25 de novembro marca a data internacional da não-violência contra as mulheres.


A primeira romaria do ano em Portugal

A 10 de Janeiro – ou domingo mais próximo dessa data, dia do falecimento de S. Gonçalo, realiza-se festa rija em Vila Nova de Gaia.


Medicina Preventiva x Medicina Curativa

A medicina curativa domina o setor de saúde e farmacêutico. Mas existe outro tipo de cuidado em crescimento, chamado de Medicina Personalizada.


A importância da inovação em programas de treinamento e desenvolvimento

O desenvolvimento de pessoas em um ambiente corporativo é um grande desafio para gestores de recursos humanos, principalmente para os que buscam o melhor aproveitamento das habilidades de um time através do autoconhecimento.


Por que o 13º salário gera “confiança” nos brasileiros?

O fim do ano está chegando, mas antes de pensar no Natal as pessoas já estão de olho no 13º salário.


O gênero “neutro” ou a “neutralização” de gênero

Tenho visto algumas matérias sobre a “neutralização” do gênero na língua portuguesa, no Brasil, algumas contra e algumas a favor. Digo no Brasil, porque em Portugal não vejo isto.