Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O que esperar do mercado imobiliário em 2018

O que esperar do mercado imobiliário em 2018

09/03/2018 Carlos José Berzoti

“Será que nesse ano vou conseguir comprar minha casa própria?”

O que esperar do mercado imobiliário em 2018

Todo início de ano renascem as esperanças nas pessoas, impulsionadas pela enxurrada de promessas na virada do ano novo. Daí, logo surgem novas metas acompanhadas de alguns questionamentos sendo um deles o clássico " será que nesse ano vou conseguir comprar minha casa própria?"

Afinal, que brasileiro não sonha com esta conquista. E para esse pessoal não faltam boas notícias. Existem alguns pontos favoráveis que podem dar uma forcinha para tirar os planos do papel. A taxa de juro Selic caiu para 6,75% e também os bancos voltaram a reforçar seu caixa com a caderneta de poupança.

Os juros da poupança estão superiores aos da renda fixa e assim e ficarão por um bom tempo. Aliado a isto, temos a retomada do recurso do FGTS. Assim, a Caixa Econômica terá mais verba para destinar ao empréstimo imobiliário denominado Pró-Cotista.

Como parte dos recursos da poupança deve ser direcionado ao financiamento habitacional, já estamos sentindo um movimento dos bancos nesse sentido. Com juros baixos, já temos investidores analisando a possibilidade de migrar seus investimos para imóveis de olho no resultado da locação, mercado que aqueceu muito nos últimos anos.

O estoque de imóveis novos pronto disponíveis nas construtoras diminuíram, devido as ofertas dos últimos meses. A entrega das obras que estavam em andamento e o anúncio de novos empreendimentos animam o mercado imobiliário.

Lançamentos de edifícios significa possibilidade de compra do imóvel na planta, onde durante o prazo de construção o comprador só tem que desembolsar 30% do valor do imóvel como parte da entrada, divididos pelo tempo da construção que dura cerca de dois anos.

A previsão dos especialistas do mercado imobiliário já anunciam crescimento de 10% nos lançamentos de imóveis novos e usados e a retomada começou por mercados importantes como São Paulo e Brasília.

Boas notícias de todos os lados! E qual é o momento certo? Como sempre digo, o momento certo é agora! Comece decidindo se comprará um imóvel novo ou usado, se pronto para morar ou na planta, veja seus recursos a ser investido, consulte bancos para aprovação de um crédito imobiliário e faça planos para o seu futuro.

Desejo um ano de muitas realizações e que você consiga um bom negócio ao comprar seu imóvel.

* Carlos José Berzoti



O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil


Como melhorar a segurança na movimentação de cargas na construção civil?

O setor da construção civil é um dos mais importantes para a economia do país e tem impacto direto na geração de empregos.

Autor: Fernando Fuertes


As restrições eleitorais contra uso da máquina pública

Estamos em contagem regressiva. As eleições municipais de 2024 ocorrerão no dia 6 de outubro, em todas as cidades do país.

Autor: Wilson Pedroso


Filosofia na calçada

As cidades do interior de Minas, e penso que de outros estados também, nos proporcionam oportunidades de conviver com as pessoas em muitas situações comuns que, no entanto, revelam suas características e personalidades.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


Onde começam os juros abusivos?

A imagem do brasileiro se sustenta em valores positivos, mas, infelizmente, também negativos.

Autor: Matheus Bessa


O futuro da indústria 5.0 na sociedade

O conceito de Indústria 5.0 é definido como uma visão humanizada das transformações tecnológicas no setor, equilibrando as necessidades atuais e futuras dos trabalhadores e da sociedade com a otimização sustentável do consumo de energia, processamento de materiais e ciclos de vida dos produtos.

Autor: Pedro Okuhara


Em defesa do SUS: um chamado à ação coletiva

A escassez de recursos na saúde pública brasileira é um problema crônico.

Autor: Juliano Gasparetto


Impactos da proibição do fenol pela Anvisa no mercado de cosméticos e manipulação

Recentemente, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tomou a decisão de proibir a venda e o uso de produtos à base de fenol em procedimentos de saúde e estéticos.

Autor: Claudia de Lucca Mano


A fantasia em torno da descriminalização da maconha

"As drogas pisoteiam a dignidade humana. A redução da dependência de drogas não é alcançada pela legalização do uso de drogas, como algumas pessoas têm proposto ou alguns países já implementaram. Isso é uma fantasia".

Autor: Wilson Pedroso


Ativismo judicial: o risco de um estado judicialesco

Um Estado policialesco pode ser definido como sendo um estado que utiliza da força, da vigilância e da coerção exacerbada contra a população, principalmente com seus opositores.

Autor: Bady Curi Neto


Abortada a importação do arroz

O governo desistiu de importar arroz para fazer frente à suposta escassez do produto e alta de preços decorrentes das cheias do Rio Grande do Sul, responsável por 70% do cereal consumido pelos brasileiros.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


2024, um ano de frustração anunciada

O povo brasileiro é otimista por natureza.

Autor: Samuel Hanan