Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O tom de voz pode aumentar a credibilidade profissional

O tom de voz pode aumentar a credibilidade profissional

20/04/2021 David Braga

Uma coisa é certa: nós usamos a voz desde que nascemos, e é preciso cuidar dela ao longo de toda a vida.

Por isso, em 16 de abril, comemora-se o Dia Mundial da Voz, que tem como principal objetivo chamar a atenção da população para os cuidados de preservação da fala e sinais de possíveis doenças.

Muitos só a valorizam quando perdem, por conta de uma rouquidão ou algo mais grave. Nesse sentido, o momento também é importante para lembrar que ela é uma das características que mais diferenciam os indivíduos e um importante instrumento de comunicação e de persuasão.

Aliás, o tom de voz utilizado em uma conversa é um dos pontos que contribui para impulsionar a carreira profissional, ao transmitir credibilidade.

Isso significa que o modo como se fala pode produzir mais impacto do que aquilo que é dito. Segundo pesquisas da Universidade da Califórnia, conduzidas pelo professor Albert Mehrabian, um dos elementos fundamentais nesse processo de passar confiança é justamente a entonação, que representa 38% da influência exercida por alguém.

Assim, inúmeras pessoas deixam de prosperar, seja no âmbito pessoal, seja no profissional, pelo simples fato de não inspirarem segurança ao se comunicarem.

O tom de voz é um dos elementos de maior persuasão sobre os seres humanos. Em cada entonação, há diversos parâmetros sonoros que dão sentido, consciente e inconscientemente, à mensagem propagada. Alguns deles são o timbre, a intensidade do som, a velocidade da dicção, a clareza e a projeção, por exemplo.

Várias pessoas podem dizer exatamente a mesma frase, mas a maneira de se expressarem vai passar informações distintas. Então, os detalhes fazem uma enorme diferença para quem quer se destacar no mercado de trabalho.

Grandes líderes e influenciadores se preocupam com todos esses aspectos na sua comunicação. Até porque, pelo tom de voz, é possível perceber se alguém está feliz, triste e até mesmo mentindo.

Sabe quando a pessoa começa a gaguejar ou deixar a voz trêmula? E quem não se lembra de algum vídeo motivacional, com o qual, inclusive, chorou?

Nesses casos, usualmente, a entonação escolhida só falta nos colocar no colo para ter aquele momento de reflexão.

Portanto, os estados emocionais são contagiantes, sendo necessário ter atenção à forma como é realizada a comunicação, especialmente no ambiente de trabalho.

Além de criar conexões relevantes, isso pode proporcionar um clima organizacional positivo, aumentar a performance e a entrega de resultados, uma vez que, ao gerar credibilidade, as pessoas confiam no que o profissional está dizendo, orientando ou vendendo.

Para saber qual é, normalmente, seu tom de voz e o que precisa ajustar, uma dica é usar o gravador do celular e ler um texto.

Depois de avaliar o conteúdo, será possível começar pequenas mudanças no modo de falar, na velocidade de pronunciar as palavras e nos demais pontos.

Alterações que podem ser essenciais para melhorar, consideravelmente, a comunicação e, consequentemente, a confiança, tanto no âmbito pessoal, quanto no profissional.

Já para manter a voz com boa saúde, existem vários cuidados possíveis, como evitar gritar ou falar por tempo prolongado.

Também é interessante ingerir maçã com frequência – pois essa fruta tem propriedades adstringentes e age limpando a boca e a faringe – e tentar não consumir café ou chá-preto em excesso, porque eles contêm muita cafeína, que resseca o trato vocal.

Muito importante, ainda, é beber água em temperatura ambiente, em pequenos goles ao longo do dia, principalmente quem permanece, por muito tempo, exposto ao ar-condicionado. Diante de qualquer sintoma desagradável e persistente, o médico otorrinolaringologista deve ser procurado.

* David Braga é CEO, board advisor e headhunter da Prime Talent.

Para mais informações sobre voz clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Link Comunicação Empresarial



Que ingratidão…

Durante o tempo que fui redactor de jornal local, realizei numerosas entrevistas a figuras públicas: industriais, grandes proprietários, políticos, artistas…


Empresa Cooperativa x Empresa Capitalista

A economia solidária movimenta 12 bilhões e a empresa cooperativa gera emprego e riqueza para o país.


O fundo de reserva nos condomínios: como funciona e a forma correta de usar

O fundo de reserva é a mais famosa e tradicional forma de arrecadação extra. Normalmente, consta na convenção o percentual da taxa condominial que deve ser destinado ao fundo.


E se as pedras falassem?

Viver na Terra Santa é tentar diariamente “ouvir” as pedras! Elas “contemplaram” a história e os acontecimentos, são “testemunhas” fiéis, milenares porém silenciosas!


Smart streets: é possível viver a cidade de forma mais inteligente em cada esquina

De acordo com previsões da Organização das Nações Unidas (ONU), mais de 70% da população mundial viverá em áreas urbanas até 2050.


Quem se lembra dos velhos?

Meu pai, quando se aposentou, os amigos disseram: - " Entrastes, hoje, no grupo da fome…"


Greve dos caminhoneiros: os direitos nem sempre são iguais

No decorrer da sua história como república, o Brasil foi marcado por diversas manifestações a favor da democracia, que buscavam uma realidade mais justa e igualitária.


Como chegou o café ao Brasil

Antes de Cabral desembarcar em Porto Seguro – sabem quem é o décimo sexto neto do navegador?


Fake news, deepfakes e a organização que aprende

Em tempos onde a discussão sobre as fake news chega ao Congresso, é mais que propício reforçar o quanto a informação é fundamental para a sustentabilidade de qualquer empresa.


Superando a dor da perda de quem você ama

A morte é um tema que envolve mistérios, e a vivência do processo de luto é dolorosa. Ela quebra vínculos, deixando vazio, solidão e sentimento de perda.


A onda do tsunami da censura

A onda do tsunami da censura prévia, da vedação, da livre manifestação, contrária à exposição de ideias, imagens, pensamentos, parece agigantar em nosso país. Diz a sabedoria popular que “onde passa um boi passa uma boiada”.


O desserviço do senador ao STF

Como pode um único homem, que nem é chefe de poder, travar indefinidamente a execução de obrigações constitucionais e, com isso, impor dificuldades ao funcionamento de um dos poderes da República?