Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Onde está a sustentabilidade?

Onde está a sustentabilidade?

14/03/2009 Divulgação

Ao contrário do que parece, as ideias sobre desenvolvimento sustentável não surgiram no século XXI. O tema já havia sido abordado no Relatório Brundtland, elaborado pela Comissão Mundial sobre o Meio Ambiente e Desenvolvimento e publicado em 1987, antes mesmo da Agenda 21, criada cinco anos depois.

O documento previa que atitudes responsáveis seriam essenciais para fazer valer a sustentabilidade, que consiste em "desenvolvimento que satisfaça as necessidades presentes, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de suprir suas próprias necessidades". É vidente que o mundo precisa de ações socioambientais corretas para se manter e as gerações futuras não sofrerem com mais degradação e escassez dos recursos naturais. Apesar disto, os projetos relativos à sustentabilidade começaram a se fortificar há poucos anos. Esta preocupação tornou-se sinônimo de empresa moderna, socialmente responsável e consciente. Entretanto, mesmo com esforços de algumas poucas companhias privadas em incluir esse novo conceito ao seu perfil organizacional e da conscientização da população quanto à importância da reciclagem e do consumo de produtos ecologicamente corretos, ainda há grandes falhas neste sistema.

Uma dessas lacunas é a inexistência de ações dos órgãos públicos para a coleta de lixo eletrônico, como celulares, baterias e pilhas. Mesmo sendo imprescindível o descarte correto desses produtos, não há projeto algum. As empresas e entidades que querem contribuir para a expansão de atitudes sustentáveis têm de arcar com todos os custos que as envolvem, e que não são poucos. A grande maioria delas não tem condições financeiras de manter tais gastos, em especial nesta época de crise. Nenhuma delas investirá em algo de tamanho porte, tendo a preocupação principal em manter primeiro seu quadro de funcionários. Programas de responsabilidade socioambiental deveriam ser apoiados pelo governo, disponibilizando o aparato necessário para que a sustentabilidade de fato começasse a existir e não comprometesse as necessidades das gerações futuras. Porém, infelizmente não é isso que percebemos ao tentar propagar na sociedade ações responsáveis.

Mesmo sem apoio público, há empresas que desenvolveram postos de coletas, em sua maioria para recolher apenas os próprios produtos. É lamentável que não haja uma parceria público-privada ou até mesmo empenho maior das empresas para que os pontos de arrecadação de lixo eletrônico aumentem. Se a falta de cooperação prevalecer em questões tão importantes, como a propalada sustentabilidade, este conceito permanecerá abstrato e sem resultados concretos.

*Carlos Reis é presidente do Sindicato dos Eletricitários de São Paulo.



Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.


Desafios para a Retomada Econômica

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior.


Setembro Amarelo: é preciso praticar o amor ao próximo

Um domingo ensolarado é um dia perfeito para exercitar a felicidade, passear no parque, levar as crianças na piscina ou encontrar os amigos com seus sorrisos largos e escancarados.


Setembro Amarelo: é preciso ter ferramentas para lidar com o mundo

No semáforo, a cor amarela é frequentemente associada com desaceleração. O motorista precisa reduzir a velocidade ou até mesmo parar.


Da apropriação ilícita dos símbolos da Nação

Uma nova prática vem sendo efetivada por políticos e partidos radicais em âmbito mundial, a apropriação dos símbolos da nação como se fossem bandeiras de suas filosofias.


Tecnologia é fundamental para facilitar o processo de legalização de novos negócios no Brasil

Imagine se todo o recurso humano e dinheiro envolvidos no processo de abertura e legalização de uma empresa no Brasil fossem utilizados para promover mais eficiência e valor agregado para a sociedade?


Como a tecnologia pode criar uma cultura de reciclagem

Diante das diversas transformações no mundo dos negócios e no modelo de atendimento aos consumidores, empresas de todos os segmentos estão sendo obrigadas a buscarem soluções que permitam acelerar a inovação e a eficiência de seus negócios.


As regras essenciais para o uso de vagas de garagem em condomínios

A garagem traz para o condômino segurança e comodidade para os moradores.


Como usar a sua voz para compartilhar as suas ideias?

Você já se perguntou quantas palavras fala diariamente?


A jornada de inovação dos caixas eletrônicos

Quando os primeiros caixas eletrônicos chegaram ao Brasil, no início dos anos 1980, a grande novidade era a possibilidade de retirar dinheiro ou emitir um extrato de forma automatizada.


A nota oficial do Presidente da República

Após o excesso de retórica do mandatário maior da nação ocorrida no dia de uma das maiores manifestações já realizadas e vistas pelo povo brasileiro, o Presidente da República, veio a público, através de nota oficial, prestar a seguinte declaração, da qual destaca-se os seguintes parágrafos: